Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/290333
Type: TESE
Degree Level: Mestrado
Title: Amamentação, habitos deleterios bucais e o equilibrio funcional da oclusão decidua
Title Alternative: Breast-feeding, bucal harmful habits and the functional balance of the deciduous occlusion
Author: Rochelle, Isaura Maria Ferraz
Advisor: Pereira, Antonio Carlos, 1967-
Abstract: Resumo: Os objetivos deste trabalho foram: a) estimar a freqüência das oclusopatias na dentição decídua e variáveis a elas associadas, como o tipo e o período de amamentação, hábitos deletérios bucais e informações recebidas pelas mães no período do pré-natal; b) avaliar a direção dos movimentos mandibulares no plano frontal, na oclusão decídua, mensurando e relacionando os Ângulos Funcionais Mastigatórios Planas - AFMP com oclusopatias e presença de desgastes fisiológicos; e c) desenvolver um aparato para medir os Ângulos Funcionais Mastigatórios Planas - AFMP na dentição decídua. A amostra constituiu-se de 186 crianças de ambos os sexos, que representaram toda a população de crianças de 5 anos de idade, regularmente matriculadas nas Creches Municipais da cidade de São Pedro, São Paulo, Brasil. A prevalência de oclusopatias na amostra foi alta (95,7%), sendo que 58,6% das crianças apresentaram oclusopatias leves. As oclusopatias mais freqüentes foram em ordem decrescente de freqüência: ligeiro apinhamento ou espaçamentos (23,4%), mordida aberta (22,2%), sobremordida (19,7%), mordida cruzada uni ou bilateral (14,8%), e overjet positivo (12,9%). Na classificação de degrau de molares, o terminal reto apresentou valor epidemiológico alto (84,5%), mostrando uma provável etiologia ambiental dessas oclusopatias. O aleitamento natural acima de 6 meses (33,3%) e o aleitamento natural exclusivo por mais de 3 meses (45,1%) apresentaram valores epidemiológicos baixos, enquanto que a presença de hábitos deletérios bucais mostrou alta freqüência (95,6%) na população estudada. No presente estudo, observou-se que, quando se associavam diversas variáveis independentes em relação à ocorrência de hábitos deletérios bucais, na análise uni variada apenas o tempo de amamentação exclusiva apresentou-se estatisticamente significativo (p= 0,0035). Já em relação à ocorrência das oclusopatias mais freqüentes na amostra, quanto às categorias "ligeiro apinhamento e espaçamento", o tempo de chupeta foi estatisticamente significante (p=0,0320); enquanto que para a "mordida aberta" o tempo de chupeta (p=O,OOI), para a "sobremordida", o tempo de aleitamento (p=0,0152) e o tempo de amamentação exclusiva (p=0,0233) e, para o "overjet positivo," o tempo de amamentação (p=0,0476) se apresentaram estatisticamente significativos. A freqüência dos Ângulos Funcionais Mastigatórios Planas (AFMP) iguais e próximos de zero, que sugerem mastigação bilateral e alternada, foi muito baixa: apenas 10% das crianças apresentou oclusão funcional equilibrada. Quando se associavam diversas variáveis independentes em relação à ocorrência de Ângulos Funcionais Mastigatórios Planas (AFMP) iguais e próximos de zero, verificou-se, na análise univariada, que oclusão normal (p=O,OOII), ligeiro apinhamento ou espaçamento (p=O,OOOI) e presença de desgastes fisiológicos (p=O,OOOOOI) apresentaram-se estatisticamente significativos, enquanto que na análise de regressão logística as crianças que usaram chupeta por mais de 3 anos apresentaram 5,25 maior probabilidade de apresentarem mais mordida aberta que as demais, e existe 19,33 maior probabilidade de apresentarem Ângulos Funcionais Mastigatórios Planas (AFMP) iguais e próximos de zero aquelas crianças que apresentaram oclusão normal classificadas pela OMS. O aparato para medir Ângulos Funcionais Mastigatórios Planas (AFMP) na dentição decídua apresentou estabilidade durante a mensuração e aceitação junto a todas as crianças em que foi aplicado. Conclui-se que a amostra apresentou uma alta prevalência de oclusopatias, bem como presença de hábitos deletérios bucais, sendo que o tempo de amamentação e aleitamento exclusivo foram variáveis importantes associadas ao aparecimento de algumas oclusopatias e hábitos deletérios bucais. Finalmente, pode-se sugerir uma ação mais organizada dos Serviços de Saúde, buscando-se ferramentas capazes de propiciar um diagnóstico mais precoce desses problemas, evitando, desse modo, grande parte das oclusopatias

Abstract: The aim of the present study was a) to estimate the prevalence of "occ1usopathy" in children with deciduous dentition as well as the associated variables, such as type and period of breastfeeding, deleterious mouth habits, and information mothers received during the prenatal period, b) to evaluate the functional balance of the deciduous occ1usion, measuring Planas' masticatory functional angle (MF A) relationship with occ1usopathy and the incidence of physiologic erosion, and c) to measure the MF A in deciduous dentition. The sample consisted of 186 children, both genders, aged 5 years, selected from day care centers in São Pedro, São Paulo, Brazil. A very high prevalence (95.7%) of occ1usopathies was observed among the children, 58.6% of whom presented light occ1usopathy. The most prevalent malocc1usions, or occ1usopathy, were: slight crowding or spacing (23.4%); openbite (22.2%); overbite (19.7%); uni or bilateral crossbite (14.8%); and positive overjet (12.9%). In the c1assification of molar degree, the straight terminal presented a high epidemiological value, showing a probable environrnental etiology of these "occ1usopathies". Natural breastfeeding longer than 3 months showed low epidemiological values (45.1 %), while deleterious mouth habits were very prevalent (95.6%) among the population studied. In the present study, when several independent variables were associated, conceming deleterious mouth habits in the uni-varied analysis, only the time for natural breastfeeding (exc1usive) was statistically significant (p=0.0035). In relation to the most prevalent "occ1usopathies", in the swift apinhamento and spacing, the time for the pacifier has been statistically significant (p=0.0320), while for the open biting the pacifier timing (p=O,OOl) for the sobremordida, the breast-feeing time (p=0.0152) and the wxc1usive time for breast-feeding (p=0,0233) and, for the overjet, the breast-feeding time (p=0,0476) are presenting statistically significant. The frequency of the MF A equal to or near zero, suggests bilateral and altemate mastication was very low: only 10% of the childreen presented "equilibrated functional occ1usion". When independent variables were associated in relation to the MF A equal or near zero, in the univaried analysis, the normal occ1usion (p=O,OOl1), slight crowding or spacing (p=0,0001) and the presence ofphysiologic erosions (p=0,000001) were statistically significant, while in the logistic regression analysis children using the pacifier longer than 3 years presented 5.25 times fold chances to have openbite when compared to the others, and a higher probability of presenting MF A equal or near zero than children presenting normal occlusion. The apparatus used for the measurement of MF A in the deciduous dentition showed stability during the measuring process and was approved by alI the childreen assessed. In conclusion, a high prevalence of occlusopathy was observed among the individuaIs, as welI as the presence of deleterious mouth habits. Breastfeeding and exclusive breastfeeding were important variables, with some occlusopathies and deleterious habits, suggesting that more approaches are needed in the public health services focusing on a more precocious diagnosis of these probblems, avoiding most ofthese malocclusions
Subject: Mastigação
Amamentação
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2006
Appears in Collections:FOP - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Rochelle_IsauraMariaFerraz_M.pdf3.29 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.