Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/290234
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Ação do ácido undecilênico liberado por material reembasador sobre os biofilmes de Candida albicans ou Candida glabrata
Title Alternative: Effects of undecylenic acid released from denture liner on Candida albicans or Candida glabrata biofilms
Author: Gonçalves, Letícia Machado, 1987-
Advisor: Silva, Wander José da, 1980-
Abstract: Resumo: Os materiais reembasadores para próteses dentais removíveis, após a exposição à cavidade bucal, apresentam alterações estruturais que facilitam a colonização por espécies de Candida. Neste contexto, o ácido undecilênico (AUD) tem sido incorporado na formulação deste material na tentativa de reduzir o desenvolvimento de biofilmes fúngicos. No entanto, concentrações de AUD liberadas pelo material reembasador e os efeitos destas sobre o desenvolvimento dos biofilmes de Candida ainda não foram elucidados. Por isso, a proposta deste estudo foi investigar a cinética de liberação do AUD a partir do material reembasador e avaliar o efeito deste sobre o desenvolvimento de biofilmes de C. albicans ou C. glabrata. Inicialmente, simulou-se in vitro a liberação do AUD na cavidade bucal através da imersão de corpos de prova de material reembasador (10 mm x 2 mm) em saliva artificial, sendo o produto da liberação quantificado através de cromatografia gasosa. Em seguida, a suscetibilidade de um isolado de referência e dois isolados clínicos de C. albicans (ATCC 90028, P01 e P34) e C. glabrata (ATCC 2001, P11 e P31) ao AUD foi investigada através da concentração inibitória mínima (CIM), concentração fungicida mínima (CFM) e tempo de morte celular (time-kill). Para avaliar o efeito do AUD sobre os biofilmes de Candida, películas de saliva foram formadas na superfície de corpos de prova de material reembasador contendo AUD (grupo experimental) ou não (controle) e, em seguida, biofilmes dos isolados citados foram formados sobre estas superfícies. Nos períodos de adesão, 24, 48 e 72 h de desenvolvimento dos biofilmes, foram realizadas análises de contagem celular através de diluição decimal seriada; de atividade metabólica através da redução mitocondrial do XTT; de estrutura dos biofilmes através da microscopia confocal a laser; e secreção enzimática de proteinases e fosfolipases através de métodos colorimétricos. Os dados foram submetidos à análise de variância seguida de teste de Tukey com nível de significância de 5%. As concentrações de AUD liberadas pelo material reembasador estavam dentro dos intervalos de CIM e CFM encontrados para todos os isolados avaliados. Pelo teste de time-kill foi possível observar que na CIM, o AUD teve ação fungistática por até 8 horas de exposição, para todos os isolados investigados. A presença de AUD não alterou a contagem celular, atividade metabólica, estrutura dos biofilmes e secreção enzimática nos estágios iniciais de colonização (adesão e 24 h) para ambas as espécies investigadas (p > 0.05). A exposição ao AUD resultou em menor contagem celular (p < 0.05) e atividade metabólica (p = 0.001) para os biofilmes maduros (48 e 72 h) de C. albicans, embora alterações estruturais e de secreção enzimática não foram identificadas (p > 0.05). Em contraste, biofilmes maduros de C. glabrata apresentaram maior quantidade de células (p = 0.004), atividade metabólica (p < 0.001) e secreção de proteinases no grupo experimental (p < 0.001). Considerando as limitações deste estudo, pôde-se concluir que a liberação de AUD pelo material reembasador não evitou a colonização de biofilmes de Candida

Abstract: After exposure to oral cavity, denture liners exhibit structural alterations which facilitate colonization by Candida species. In this context, undecylenic acid (UDA) has been incorporated into denture liner formulation in an attempt to reduce the development of fungal biofilms. However, released concentrations of UDA from denture liner and its effects on Candida biofilms have not yet been elucidated. Therefore, the purpose of this study was to investigate the UDA-released concentrations from denture liner and evaluate its effects on C. albicans or C. glabrata biofilms development. Initially, it was simulated, in vitro, the UDA-releasing at oral cavity by immersing specimens of denture liner (10 mm x 2 mm) in artificial saliva, and the released product was quantified by gas chromatography. Then, susceptibility tests of a reference strain and two clinical isolates of C. albicans (ATCC 90028, P01 and P34) and C. glabrata (ATCC 2001, P11 and P31) for UDA were performed by minimal inhibitory concentration (MIC), minimal fungicidal concentration (MFC) and time-kill assays. For evaluate the effects of UDA-released on Candida biofilms, specimens of denture liner containing UDA (experimental group) or not (control group) were saliva-coated and then, biofilms of mentioned strains were developed on such surfaces. At adhesion phase, 24, 48 and 72 h, developed biofilms had their cells counts analyzed by serial dilution; metabolic activity by XTT reduction assay; biofilm structure by confocal laser microscopy; and enzymatic activity of proteinases and phospholipases by colorimetric methods. Data were subjected by analysis of variance followed by Tukey test with a significance level of 5%. UDA-released concentrations from denture liner were within the ranges of MIC and MFC for all strains evaluated. Time-kill results demonstrated that UDA at MIC had a fungistatic behavior for at least 8 hours of exposition for all strains investigated. The presence of UDA did not alter the cell counting, metabolic activity, biofilm structure and enzymatic secretion in the early stages of colonization (adhesion and 24 h) for both species investigated (p > 0.05). At UDA exposure, mature biofilms (48 and 72 h) of C. albicans presented lower cell counts (p < 0.05) and metabolic activity (p = 0.001), although structural changes and enzymatic secretion were not identified (p > 0.05). In contrast, C. glabrata mature biofilms showed higher cell counts (p = 0.004), metabolic status (p < 0.001) and also high secretion of proteinases in the experimental group (p < 0.001). Within the limitations of this study, it could be concluded that UDA-released from DL did not avoid Candida biofilms colonization
Subject: Reembasadores de dentadura
Antifúngicos
Fatores de virulência
Language: Inglês
Editor: [s.n.]
Citation: GONÇALVES, Letícia Machado. Ação do ácido undecilênico liberado por material reembasador sobre os biofilmes de Candida albicans ou Candida glabrata. 2012. 34 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Odontologia de Piracicaba, Piracicaba, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/290234>. Acesso em: 20 ago. 2018.
Date Issue: 2012
Appears in Collections:FOP - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Goncalves_LeticiaMachado_M.pdf2.65 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.