Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/290233
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.CRUESPUNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINASpt_BR
dc.descriptionOrientador: Antonio Carlos Pereirapt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Odontologia de Piracicabapt_BR
dc.format.extent67 f.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.typeDISSERTAÇÃOpt_BR
dc.titleReferencia e contra-referencia na atenção secundária em odontologia na cidade de Campinas, SP, Brazilpt_BR
dc.title.alternativeReference in specialized dental health procedures in Campinas, SP, Brazilpt_BR
dc.contributor.authorVazquez, Fabiana de Lima, 1968-pt_BR
dc.contributor.advisorPereira, Antonio Carlos, 1967-pt_BR
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual de Campinas. Faculdade de Odontologia de Piracicabapt_BR
dc.contributor.nameofprogramPrograma de Pós-Graduação em Odontologiapt_BR
dc.subjectSaúde bucalpt_BR
dc.subjectAcesso aos serviços de saúdept_BR
dc.subjectSaúde públicapt_BR
dc.subjectEquidade (Direito)pt_BR
dc.subject.otherlanguageOral healthen
dc.subject.otherlanguageHealth services accessibilityen
dc.subject.otherlanguagePublic healthen
dc.subject.otherlanguageEquityen
dc.description.abstractResumo: A literatura acerca da atenção secundária em saúde bucal no âmbito do SUS ainda é escassa. Há indícios de melhoria de indicadores de processo no que se diz respeito à cobertura e utilização dos serviços de atenção secundária no SUS, todavia não se sabe ao certo e, em que proporção, as ações e intervenções têm tido impacto no que diz respeito à integralidade da assistência. Este trabalho teve como objetivo avaliar o sistema de referência e contrareferência dos procedimentos de atenção secundária na cidade de Campinas, a distribuição das referências em saúde bucal em relação às demandas atendida e reprimida, além de aspectos da contra-referência. Trata-se de um estudo observacional exploratório, onde duas Regiões Administrativas de Saúde (RAS) foram selecionadas: Sudoeste - que possui Centro de Especialidades Odontológicas (CEO), e Norte (não possui CEO). O estudo apresentou 2 fases: fase 1 - todos os encaminhamentos para atenção secundária foram coletados por meio do agendamento de primeira consulta de todas as equipes de Saúde Bucal (23 Centros de Saúde CS). Nesse momento foram coletados dados populacionais, sócio-econômicos e distribuição dos encaminhamentos. Na Fase 2 foram listados todos os encaminhamentos e selecionados aleatoriamente 331 usuários para entrevistas por meio de questões abertas, realizada por telefone, onde se verificou a questão da contra-referência, qualidade de atendimento e razões para faltas ou desistências. Considerou-se para esta fase do estudo uma resposta para a população geral, com amostragem probabilística para a entrevista proporcional por RAS, CS, especialidade e ano de atendimento. Verificou-se que a especialidade Endodontia foi a demanda mais atendida, sendo responsável por 75,0% e 35,9% dos atendimentos para as regiões Norte e Sudoeste, respectivamente. Em relação à oferta de atendimentos houve discrepâncias em relação à distribuição por especialidades por CS em ambas as RASs, o mesmo ocorrendo para os coeficientes de tratamentos especializados por grupo de 100 habitantes, variando de 0,37 a 3,68 (Norte) e 0,24 a 4,98 (Sudoeste). Duas variáveis socioeconômicas foram estatisticamente correlacionadas (p<0,05) com os coeficientes de tratamentos especializados totais e de endodontia por grupo de 100 habitantes (% responsáveis com renda até 2 Salários Mínimos e Média de número de anos estudados) somente para a região Norte. A demanda reprimida apresentou variações bastante acentuadas em ambas as RASs, variando de 0,64 a 10,25 (RAS Norte) e 0,7 a 11,65 (RAS Sudoeste). Em relação à contra referência, os resultados apontaram que a maioria dos usuários realizou os tratamentos especializados, todos consideraram que foram bem atendidos e a maioria esperou menos de 1 mês para o agendamento, enquanto que a principal justificativa apontada para falta ou abandono foi por falta de tempo, problemas particulares ou procura por dentista particular. Conclui-se que o modelo de gestão com ou sem a instalação do CEO não influenciou estatisticamente no acesso à atenção secundária em saúde bucal quando se comparou as duas RAS da cidade de Campinas, havendo claras discrepâncias nas distribuições dos atendimentos de referência, bem como da demanda reprimida por CS. Contudo, verificou-se que na Região Norte, onde o agendamento passa pelo crivo do gerente de saúde, as discrepâncias são menos evidentes, havendo uma correlação dos coeficientes de demanda atendida em relação à variáveis socioeconômicas, além de menor percentual de faltas, demonstrando um maior compromisso com a integralidade e equidadept
dc.description.abstractAbstract: The literature on oral health about secondary care in the Unified Health System (SUS) in Brazil is still scarce. There are signs of improvement of health indicators as regards the coverage and utilization of secondary care services in SUS, but no one knows for sure, and in what proportion, the actions and interventions have had an impact with regard to the Integrality. This study aimed to evaluate the system of referral and counter-referral procedures for secondary care in the city of Campinas, measuring resolubility, discussing aspects related to the distribution by specialty, type of management and users' perceptions about the system. This is a proposal involving an exploratory observational study, being selected two Health Administrative Regions (HAR) in Campinas, the Southwest region - which possesses Center Dental Specialties, and selected randomly a HAR (North) that has no CEO. The study has two phases: Phase 1 - all referrals to secondary care were conferred in the list of schedule for the first appointment, made by all teams of Oral Health (23 Health Centers- HC). At =this time were collected population data, socio-economic status and distribution of referrals by HC. In Phase 2 were listed all the referrals and 331 randomly selected users for interviews through open questions, conducted by telephone, where there was the issue of cross-referral, quality of service and reasons for absences or withdrawals. It was considered a response to this study for the general population, with sampling proportional to the interview (for HAR, specialty, gender and year of treatment) for each HC selected. The specialty of endodontics was the most satisfied demand, accounting for 75% of specialized care in the northern region and 35.9% in the Southwest. Provision was inconsistent regarding the distribution of specialties according to the North and South HAR, the same happened for coefficients of specialized treatments per 100 inhabitants, ranging from 0.37 to 3.68 (North) and from 0.24 to 4.98 (southwest). Two socioeconomic variables were significantly correlated (p <0.05) with coefficients of specialized treatment and endodontics per 100 inhabitants ("% responsible with incomes up to two minimum wages" and "average number of years studied") only to the North HAR. Then non satisfied demand was varied quite pronounced in both HAR, ranging from 0.64 to 10.25 (North) and from 0.7 to 11.65 (Southwest). Regarding the counter reference was observed that most users realized the specialized treatments scheduled, all considered that were well attended, the majority waited less than one month to the schedule. The main reasons for absence or abandonment of treatment were lack of not having been warned, lack of time, private problems and treatment in private office. We conclude that the management model with or without installing the CEO did not influence the outcomes of oral health in secondary care when comparing the two HAR in Campinas, there were clear inconsistencies in the distributions of the specialized treatments and non satisfied demand by HC when it looked the absolute values and coefficients for specialized care in both HAR. However, it was found that the Northern region, where the schedule is filtered by manager of health, the discrepancies are less clear, with a correlation of coefficients with social and economic variables, and lower level of lack appointment, demonstrating a greater commitment to integrality and equityen
dc.publisher[s.n.]pt_BR
dc.date.issued2011pt_BR
dc.identifier.citationVAZQUEZ, Fabiana de Lima. Referencia e contra-referencia na atenção secundária em odontologia na cidade de Campinas, SP, Brazil. 2011. 67 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Odontologia de Piracicaba, Piracicaba, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/290233>. Acesso em: 17 ago. 2018.pt_BR
dc.description.degreelevelMestradopt_BR
dc.description.degreedisciplineSaude Coletivapt_BR
dc.description.degreenameMestre em Odontologiapt_BR
dc.contributor.committeepersonalnamePeres, Silveira Helena de Carvalho Salespt_BR
dc.contributor.committeepersonalnameAmbrosano, Gláucia Maria Bovipt_BR
dc.date.available2018-08-17T15:40:36Z-
dc.date.accessioned2018-08-17T15:40:36Z-
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2018-08-17T15:40:36Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Vazquez_FabianadeLima_M.pdf: 487353 bytes, checksum: c792b68994c2b784e1167b3ad6bbaa4a (MD5) Previous issue date: 2011en
dc.identifier.urihttp://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/290233-
Appears in Collections:FOP - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Vazquez_FabianadeLima_M.pdf475.93 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.