Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/290037
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Análise da origem de células precursoras de odontoblastos durante a dentinogênese reparativa
Title Alternative: Analysis of the origin of odontoblast like cells during reparative dentinogenesis
Author: Frozoni, Marcos Roberto dos Santos, 1969-
Advisor: Line, Sergio Roberto Peres, 1963-
Abstract: Resumo: Na polpa saudável, os odontoblastos pós-mitóticos responsáveis pela secreção de dentina primária e secundária sobrevivem durante a toda a vida do dente e são responsáveis pelas respostas às injúrias externas através da produção de dentina terciária focalmente abaixo do local da agressão. Os odontoblastos sobreviventes à injúria secretam uma matriz de dentina reacional, entretanto, os irreversivelmente danificados, são substituídos por uma segunda geração de células com as mesmas características morfofisiológicas. Estas células são derivadas do recrutamento, proliferação e diferenciação de células pulpares que possuam propriedades de células tronco, para formar uma nova matriz de dentina reparativa como parte do processo de reparo do complexo dentino pulpar. O mecanismo de reparo que segue após uma injúria dental é fundamental para a sobrevivência da polpa e envolve uma série de processos que precisam ser completamente esclarecidos mais precisamente a origem das células precursoras da nova geração de odontoblastos que irão secretar dentina reparativa. Embora evidências sugiram que esta nova geração de odontoblastos tenha origem de células do tecido conjuntivo pulpar, a exata origem destas células ainda não está completamente esclarecida. O objetivo deste estudo foi utilizar camundongos transgênicos que expressam green fluorecent protein (GFP) em todas as células do corpo, com exceção dos eritrócitos, e a técnica cirúrgica de parabiose para unir dois camundongos isogênicos, um GFP e outro não-GFP de maneira a formar um par parabiótico, que possa compartilhar a mesma circulação sanguínea cruzada (células marcadas do camundongo GFP passam para a corrente circulatória do camundongo não-GFP). Após a parabiose foi realizada uma exposição pulpar, devidamente capeada, nos molares dos camundongos não-GFP para estimular a produção de dentina terciária reparativa e conseqüentemente a diferenciação de novos odontoblastos. Os animais foram sacrificados e os molares dos camundongos não-GFP, processados para análise em microscopia de fluorescência. Foi observada a presença de células GFP (células verdes ao microscópio de fluorescência), originárias do sangue periférico (SP) de camundongos GFP, participando do processo de dentinogênese reparativa nos molares de camundongos não-GFP. Este estudo sugere a primeira evidência da participação de células troco mesenquimais do sangue periférico (CTM-SP) no processo de diferenciação de novos odontoblastos durante a dentinogênese reparativa

Abstract: In the healthy pulp, the post-mitotic odontoblasts responsible for secretion of primary and secondary dentin survives during the tooth life and are able to respond to injuries with the production of tertiary dentin focally beneath the site of the injury. If the odontoblast survives the injury it secrets a reactionary dentin matrix but if it is irreversibly damaged, it is replaced by a second generation of odontoblast-like cells, with the same morphophysiological profile. Those cells are derived from recruitment, proliferation, and differentiation of pulp cells, which can have stem cell properties to form a new reparative dentin matrix as part of repair process in the dentin-pulp organ. The repair mechanism that follows a tooth injury is critical to the pulp survival and involves a series of processes that need to be completely understood more precisely the origin of the odontoblast-like cells that will secrete reparative dentin. Although evidences suggesting that odontoblast-like cells originate from cells within dental pulp connective tissue the exact origin of these odontoblast-like cells is not clearly defined. The aim of this study was to use transgenic mice expressing green fluorescent protein (GFP) in all body cells except erythrocytes and parabiosis surgical technique for joining two inbred mice, a GFP and other non-GFP to form one parabiotic pair, who can share the same cross-circulation (labeled cells from GFP mice move into the bloodstream of non-GFP mice After parabiosis a pulp exposure, properly capped, was performed on the molar of the recipient non-GFP mice to stimulate the production of tertiary reparative dentin and hence differentiation of odontoblastlike cells. The animals were sacrificed and the molars of the non-GFP mice processed for fluorescence microscopy. It was observed the presence of GFP cells (green cells to the fluorescence microscope), originating from peripheral blood (PB) from GFP mice, participating in the reparative dentinogenesis process in the molars of non-GFP mice. This study suggests the first evidence of the participation of mesenchymal stem cells from PB (MSC-PB) in the differentiation process of odontoblast-like cells during reparative dentinogenesis
Subject: Polpa dentária
Parabiose
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: FROZONI, Marcos Roberto dos Santos. Análise da origem de células precursoras de odontoblastos durante a dentinogênese reparativa. 2011. 79 f. Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Odontologia de Piracicaba, Piracicaba, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/290037>. Acesso em: 19 ago. 2018.
Date Issue: 2011
Appears in Collections:FOP - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Frozoni_MarcosRobertodosSantos_D.pdf21.76 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.