Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/289952
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Adaptação das bases de protese total superior sob influencia da interação gessos de inclusão e tempos pos-prensagem da resina acrilica
Author: Sousa, Rodrigo Luiz dos Santos
Advisor: Domitti, Saide Sarckis, 1932-2016
Abstract: Resumo: Este trabalho avaliou a adaptação das bases de prótese total superior sob efeitos da combinação de gessos de inclusão (tipos II x III e tipos II x IV) e dos tempos pós-prensagem (imediato e 24 horas), confeccionadas com resina acrílica ativada termicamente Clássico, polimerizada em água aquecida a 74°C por 9 horas. Foram confeccionados modelos de gesso pedra tipo III, e sobre eles bases com duas lâminas de cera de 0,9 mm. Após o processamento das bases pela técnica de rotina, o conjunto modelo de gesso-base de resina foi fixado num dispositivo para seccionamento transversal, e foram feitos três cortes correspondentes às regiões de distal de caninos (A), mesial dos primeiros molares (B) e região palatina posterior (C). O nível de adaptação foi mensurado com auxílio do microscópio comparador linear Olympus, com capacidade de medição de 0,0005 mm. Os dados submetidos à análise de variância e ao teste de Tukey (5%) mostraram que não houve diferença estatística significativa (p<0,05) entre as combinações de gesso tipo II x tipos III (0,224 mm) e IV (0,238 mm). O tempo pósprensagem imediato (TO) produziu níveis médios de adaptação (0,257 mm) com diferença estatística significativa (p<0,05) quando comparado ao tempo pós-prensagem de 24 horas (T24) (0,205 mm). O menor nível de desadaptação foi obtido pela combinação gesso II x III no tempo de 24 horas (0,183 mm). Independente dos demais fatores, o maior nível de desadaptação ocorreu no corte C (0,285 mm), seguido dos cortes B (0,231 mm) e A (0,179 mm), havendo diferença estatística significativa (p<0,05) entre eles. Na combinação gesso II x III, a menor média de desajuste ocorreu no corte A (0,181 mm), com diferença estatística significativa (p<0,05) em relação aos cortes B (0,224 mm) e C (0,268 mm). Na combinação gesso II x IV, a menor média de desajuste ocorreu no corte A (0,177 mm), seguida dos cortes B (0,237 mm) e C (0,301 mm), havendo diferença estatística (p<0,05) entre eles. No tempo de pós-prensagem imediato (TO), a menor média de desajuste ocorreu no corte A (0,187 mm), seguida dos cortes B (0,262 mm) e C (0,323 mm), havendo diferença estatística (p<0,05) entre eles. No tempo de pós-prensagem 24 horas (T24) a menor média de desajuste ocorreu no corte A (0,171 mm), com diferença estatística significativa (p<0,05) em relação aos cortes B (0,199 mm) e C (0,246 mm), iguais entre si

Abstract: This study evaluated the complete maxillary denture base adaptation under the effect of the flasking plaster combination (II x III and III x IV types) and post-pressing time (immediate and 24 hours). The bases were made with Clássico heat cured acrylic resin, polymerized in water bath at 74°C for 9 hours. The casts were made with type III plaster stone and the bases made with two wax plates of 0.9 mm. After the bases were processed by the routine technique, the stone cast and the resin bases were fixed with instantaneous adhesive and then transversally sectioned in three zones corresponding to distal of canine (A), mesial of first molars (8), and posterior palatal region (C). The adaptation levei was measured in an Olympus linear comparator microscope, with accuracy of 0.0005 mm. The data were submitted to the ANOVA and Tukey's test (5%). The results showed that there were no statistically significant differences (p<0.05) on the adaptation between the flasking plaster combination II x III (0.224) and IV (0.238 mm). The mean value at the immediate post-pressing time (TO)(0.257 mm) was statistically different from the levels of adaptation at the post-pressing time of 24 hours (T24) (0.205 mm). The best adaptation values were obtained with the flasking plaster combination II x III, when cut A (0.181 mm) was more adapted than cut 8 (0.224 mm) and C (0.268 mm). On the flasking plaster combination II x IV, the best mean value was also obtained in cut A (0.177 mm), followed by 8 (0.262 mm) and C (0.323 mm). All the mean values presented were statistically different for TO and T24. At immediate post pressing time (TO), the highest adaptation was at cut A (0.187 mm), followed by cut 8 (0.262 mm) and C (0.323 mm), with statistical differences (p<0.05). At the post-pressing time of 24 hours (T24), the best adaptation levei was at cut A (0.171 mm) with statistical difference from cut 8 (0.199 mm) and C (0.246 mm) (p<0.05)
Subject: Prótese dentária
Resinas acrílicas
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: SOUSA, Rodrigo Luiz dos Santos. Adaptação das bases de protese total superior sob influencia da interação gessos de inclusão e tempos pos-prensagem da resina acrilica. 2002. 83f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Odontologia de Piracicaba, Piracicaba, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/289952>. Acesso em: 2 ago. 2018.
Date Issue: 2002
Appears in Collections:FOP - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Sousa_RodrigoLuizdosSantos_M.pdf2.12 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.