Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/289922
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Efeito da termociclagem e do citrato sobre a deformação permanente e resistencia a tração da união de um reembasador resiliente unido a resina acrilica
Author: Nakaoka, Marcia Mika
Advisor: Mesquita, Marcelo Ferraz, 1967-
Abstract: Resumo: O objetivo deste trabalho foi avaliar e comparar o desempenho de um material reembasador resiliente à base de resina acrílica (Eversoft com ou sem adição de citrato à composição), submetido ou não ao envelhecimento (termociclagem), sobre as propriedades de deformação permanente e resistência à tração da união com resina acrílica (QC-20®). Para a realização dos ensaios foram confeccionadas 80 amostras, metade para cada ensaio, separadas por composição e submetidas ou não à termociclagem, totalizando 8 grupos. Para o ensaio de tração, foram utilizadas matrizes retangulares de 10mm2 de secção transversal e um espaçador de 3mm de espessura para padronizar o espaço para a base resiliente, cujo molde impresso no silicone polimerizado por reação de condensação foi preenchido com resina acrílica e material resiliente. A resina acrílica foi incluída com o espaçador e após a polimerização, o espaçador foi removido, as amostras de resina acrílica retiradas do molde e realizado o acabamento. As amostras de resina acrílica retornaram ao molde, e no lugar do espaçador, os materiais resilientes foram prensados e termopolimerizados de acordo com as instruções dos fabricantes. Para o ensaio de deformação permanente, foram utilizadas matrizes cilíndricas de 12,7mm de diâmetro e 19mm de altura, cujo molde impresso no silicone foi preenchido com material resiliente. Metade das amostras de cada ensaio foi levada ao termociclador MSCT-3 PLUS, onde foram realizados 3.000 ciclos de 1 minuto de imersão em água a 5±1ºC e 1 minuto a 55±1ºC. A outra metade foi armazenada em água numa estufa a 370C durante 24 horas. As amostras foram submetidas ao ensaio de tração no equipamento EMIC-DL500MF com velocidade de 5 mm/minuto. As amostras foram avaliadas visualmente quanto ao tipo de ruptura ocorrida, e amostras representativas de cada tipo foram analisadas através de microscopia eletrônica de varredura em microscópio modelo JSM 5600 PV (JEOL, Japão). As amostras do estudo de deformação permanente foram ensaiadas em um aparelho mecânico recomendado na especificação no18 da American Dental Association (A.D.A.). Todos os dados obtidos foram submetidos à análise de variância em esquema fatorial 2x2 e as médias comparadas pelo Teste de Tukey, em nível de significância de 5%. Em relação aos valores médios de resistência à tração da união dos materiais não submetidos à termociclagem, o Eversoft com citrato ¿ Experimental apresentou menor valor (0,39 MPa), porém sem diferença estatística com o Eversoft sem citrato ¿ Eversoft® (0,44 MPa). Houve aumento dos valores médios de resistência à tração da união quando submetido à termociclagem para o Eversoft® (0,46 MPa) e Experimental (0,55 MPa), sendo estatisticamente significativo apenas para o material Experimental Em relação aos tipos de fratura, para ambos materiais não submetidos à termociclagem, predominaram rupturas coesivas (80%); e quando submetidos à termociclagem, foram observadas rupturas adesivas para o material Experimental (80%) e adesivas e mistas (40% e 50%, respectivamente) para o Eversoft®. Em relação à deformação permanente, os valores médios obtidos para os materiais Eversoft® e Experimental não submetidos à termociclagem (1,06% e 1,82%, respectivamente) diferiram estatisticamente quando submetidos à termociclagem (1,36% e 1,98 %, respectivamente). A termociclagem não afetou a resistência à tração da união para o material Eversoft®, enquanto o Experimental apresentou elevação no valor médio de resistência à tração da união, com diferença estatística significativa. A termociclagem elevou os valores médios de deformação permanente para ambos materiais. Independentemente do tratamento, o material resiliente Experimental apresentou o valor médio mais elevado para deformação permanente

Abstract: The aim of this study was to evaluate and compare the effect of citrate added or not to a composition of acrylic-based soft liner (Eversoft) on its permanent deformation and bond strength with acrylic resin (QC-20®). Eighty samples were used to carry out the two assays containing 40 specimens each: 2 materials (Eversoft® and Eversoft + citrate) and 2 treatments (with and without thermocycling) totaling 8 groups of 10 specimens each. For the tensile test, rectangular specimens with a 10x10mm2 cross sectional area were prepared for each acrylic resin and soft liner. Acrylic resin specimens were prepared by investing brass dies with a 3mm thick spacer in a denture flask. The dies and spacers were invested in silicone rubber. All dies and the spacer were machined to the same dimensions to standardize acrylic resin and soft liner shape. Specimens were made by processing soft liner against acrylic resin blocks according to the manufacturers¿ directions. For the permanent deformation, the specimens were prepared by investing brass dies (12.7 x 19.0 mm) in a denture flask and the model impressed was filled up with a soft liner. Half of the specimens of each assay were thermocycled using the MSCT-3 Plus with cycles of 1 minute in water at 5±1ºC and 1 minute in water at 55±1ºC, totaling 3000 cycles. The other half was stored in water at 370C for 24h. For the tensile test, the specimens were submitted to a bond strength testing machine (EMIC DL-500 MF) at the crosshead speed of 5mm/minute. Samples were visually evaluated as to the types of rupture observed in this study. The Scanning Electron Microscope JSM 5600 PV (JEOL, Japan) was used to analyze the representative samples. Permanent deformation was measured with an instrument described in the American Dental Association (A.D.A.) - specification number18. The data were submitted to a 2-way analysis of variance and the Tukey test (5%). The bond strength test, without thermocycling, revealed a lower mean value (0.39 MPa) for the group Eversoft with citrate - Experimental; however, no statistically significant difference was observed for the group Eversoft without citrate - Eversoft® (0.44 MPa). Thermocycling did not affect the bond strength regarding Eversoft® (0.46 MPa); however, Experimental presented a higher mean value (0,55 MPa) ¿ statistically significant. Both materials, without thermocycling, presented cohesive failures (80%). When submitted to thermocycling, 80% of adhesive failures were observed for Experimental, and 40% of adhesive and 50% of a combined mode of failures for Eversoft®. In relation to the permanent deformation, Eversoft® and Experimental, not submitted to thermocycling, presented mean values (1.06% and 1.82%, respectively) differing statistically from those submitted to thermocycling (1.36% and 1.98%, respectively). Thermocycling did not affect the bond strength regarding Eversoft®; however, Experimental presented a higher mean value. Thermocycling had a deleterious effect on the permanent deformation of both materials. Regardless of treatment, statistically significant difference was observed for Experimental group, showing the highest permanent deformation permanent value
Subject: Prótese dentária completa
Materiais dentários
Resistência dos materiais
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2005
Appears in Collections:FOP - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Nakaoka_MarciaMika_M.pdf3.07 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.