Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/289794
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Espectroscopia de fluorescência para detecção de lesões potencialmente malignas e carcinoma epidermóide da cavidade oral = estudo prospectivo
Title Alternative: Fluorescence spectroscopy for detection of premalignant lesions and squamous cell carcinoma of the oral cavity : prospective study
Author: Francisco, Ana Lucia Noronha
Advisor: Kowalski, Luiz Paulo
Abstract: Resumo: O câncer da boca é um problema de saúde pública, com grande incidência na população brasileira. O paciente afetado geralmente apresenta-se para o tratamento com a doença em estádios avançados, com conseqüente diminuição das taxas de sobrevida. Diante disso, torna-se imprescindível a detecção do câncer de boca em estádios precoces. A espectroscopia de fluorescência é uma ferramenta diagnóstica não invasiva que pode auxiliar na detecção do câncer em tempo real, com o potencial de fornecer sensibilidade e especificidade semelhantes ao diagnóstico clínico de profissionais experientes. É uma técnica relativamente simples, rápida e acurada que consiste em avaliar a composição bioquímica e a estrutura do tecido pelo espectro de fluorescência emitido por ele, após aplicação de uma fonte de luz. Quando há progressão de um estado normal para um estado alterado, isso é refletido nas características espectrais da fluorescência dos tecidos, podendo ser correlacionada com o exame histopatológico destes tecidos. O objetivo do presente estudo consistiu em discriminar, na mucosa bucal, tecido sadio de neoplásico, por meio de espectroscopia de fluorescência. As avaliações ocorreram nos pacientes do Departamento de Cirurgia de Cabeça e Pescoço e Otorrinolaringologia do Hospital A. C. Camargo e do Laboratório Especial de Laser em Odontologia da USP, São Paulo, Brasil. O estudo obteve aprovação dos Comitês de Ética em Pesquisa das instituições participantes. A amostra consistiu de 150 indivíduos nos quais se realizou a espectroscopia de fluorescência dos quais 55 pacientes eram portadores de carcinoma oral, 30 voluntários com mucosa oral clinicamente normal, 35 pacientes sem lesão oral, com história prévia de neoplasia, que foram submetidos à cirurgia ou à cirurgia e radioterapia, e 30 pacientes com lesão clinicamente detectável e potencialmente maligna. 81 casos (54%) do sexo masculino e a média de idade foi de 62,7 anos. Em relação aos fatores de risco, 76 (50,6%) eram fumantes e 31(20,7%) etilistas. Foram realizadas biópsias e os resultados destas duas metodologias foram comparados, usando o diagnóstico histopatológico como padrão ouro, para identificar características espectrais de cada tipo de lesão. Os espectros foram classificados e comparados com a histopatologia para determinação da eficiência na discriminação diagnóstica empregando-se a fluorescência. A análise consistiu de diversos tipos de processamentos matemáticos dos espectros, sendo as acurácias Bayes 0.513 e 0.618 e J48 0.829 e 0.887 nos comprimentos 532 e 406nm, respectivamente. Observou-se a variabilidade entre as doenças, entre os sítios anatômicos, entre os indivíduos e entre regiões da mesma lesão. Os valores de especificidade e sensibilidade da técnica variam em função do tipo de análise empregada, como na excitação em 406 nm o algoritmo J48+CFS mostrou valores de sensibilidade igual a 88,5% e de especificidade igual a 93,8%, podendo em alguns casos, pode-se constatar o seu potencial de uso como instrumento auxiliar do diagnóstico do câncer de boca

Abstract: Oral cancer is a public health problem with high incidence in the Brazilian population. The affected patient usually presents for clinical investigation, with advanced stage disease, the consequence of this delay is a reduction in survival rates. Given this, it's essential to detect oral cancer in early stages. Fluorescence spectroscopy is a non-invasive diagnostic tool that can aid in cancer detection in real time, with the potential to provide similar sensitivity and specificity for clinical diagnosis of experienced professionals. This technique is relatively simple, fast and accurate which evaluates the biochemical composition and structure of the tissue fluorescence spectrum emitted by it, after application of a light source. When there is a progression from normal state to an altered state, this is reflected in the spectral characteristics of fluorescence of tissues, which may be correlated with the histopathological examination of tissues. The aim of this study was to discriminate, in the oral mucosa, healthy tissue and tumor, through fluorescence spectroscopy. Assessments occurred in patients of the Department of Head and Neck Surgery and Otorhinolaryngology, Hospital A. C. Camargo and the Special Laboratory of Laser in Dentistry, USP, São Paulo, Brazil. The study was approved by the Ethics Research Committee of the participant institutions. The sample consisted of 150 individuals who were submitted to fluorescence spectroscopy, of whom 55 patients had oral carcinoma, 30 volunteers with normal oral mucosa, 35 patients without oral lesions, but with a previous history of malignancy, who underwent surgery or surgery and radiotherapy, and 30 patients with a clinically detectable potentially malignant lesions. 81 cases (54%) were male and the mean age was of 62.7 years. Regarding risk factors, 76 (50.6%) were smokers and 31 (20.7%) consumed alcohol. Biopsies were performed and the results of these two methods were compared using the histopathologic diagnosis as the gold standard for comparison to the spectral characteristics of each type of lesion. The spectra were classified and compared to histopathology for determining the efficiency in diagnostic discrimination employing fluorescence. The analysis consisted of various types of mathematical processing of spectra, and the accuracies Bayes 0,513 and 0,618 and J48 0,829 and 0,887 in lengths of 532 and 406nm, respectively. It can be observed variability among diseases, among the anatomical sites among individuals and among regions of the same injury. The specificity and sensitivity of the technique varies depending on the type of analysis employed as the excitation at 406 nm the algorithm J48 + CFS showed sensitivity of 88,5% and specificity of 93,8% and may in some cases, one can see its potential use as an aid to diagnosis of oral cancer
Subject: Câncer
Diagnóstico precoce
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: FRANCISCO, Ana Lucia Noronha. Espectroscopia de fluorescência para detecção de lesões potencialmente malignas e carcinoma epidermóide da cavidade oral = estudo prospectivo. 2011. 107 p. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Odontologia de Piracicaba, Piracicaba, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/289794>. Acesso em: 18 ago. 2018.
Date Issue: 2011
Appears in Collections:FOP - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Francisco_AnaLuciaNoronha_M.pdf3.33 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.