Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/289763
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Como as tecnicas restauradoras podem influenciar na qualidade das restaurações esteticas : avaliação da microdureza, selamento marginal e resistencia de união
Author: Cavalcante, Larissa Maria Assad
Advisor: Pimenta, Luiz Andre Freire, 1965-
Abstract: Resumo: Neste estudo, procurou-se avaliar a influência de alguns fatores envolvidos durante os procedimentos de fotoativação sobre a adaptação marginal e microdureza de restaurações de resina composta; bem como a interferência das metodologias empregadas para estudos de resistência de união ao substrato dental. Os objetivos deste trabalho, composto por quatro artigos científicos foram: A) avaliar a microinfiltração e microdureza de restaurações de resina composta usando três técnicas de fotoativação (convencional, arco plasma de xenônio e soft-start) e duas diferentes resinas compostas (a microhíbrida Filtek Z250 e a compactável Surefil) (Artigo 1); B) avaliar o efeito de diferentes sistemas de luz - lâmpada halógena, luz de arco plasma de xenônio, laser de argônio e um dispositivo a base de luz emitida por diodo (LEDs) - sobre microinfiltração marginal (Artigo 2) e sobre a formação de fendas e microdureza (Artigo 3) de restaurações com margens em esmalte e em dentina, utilizando-se 3 resinas compostas indicadas para dentes posteriores ¿ a microhíbrida Filtek Z250 e duas compactáveis Surefil e Tetric Ceram HB; C) avaliar o comportamento de dois tipos de sistemas adesivos, um de condicionamento ácido total (Single Bond) e um autocondicionante (Clearfil Liner Bond 2V) quando submetidos a dois testes de resistência de união (microtração e cisalhamento). Os resultados encontrados mostraram que as técnicas de ativação não afetaram a microinfiltração quando foi utilizada uma resina microhíbrida, entretanto, para a resina compactável, as restaurações polimerizadas com a técnica convencional apresentaram microinfiltração similar à técnica soft-start, e menor que aquelas polimerizadas com arco plasma de xenônio (Artigo 1). Entretanto, as resinas compostas e os sistemas de luz não interferiram na penetração do corante, não apresentando diferenças estatísticas entre as margens em esmalte e dentina (Artigo 2). Com relação a formação de fendas, não houve diferença estatística entre os sistemas de luz e as resinas compostas para os preparos cavitários com margem em esmalte; por outro lado, para margens em dentina a resina microhíbrida apresentou as menores fendas quando comparada com as resinas compactáveis, já os sistemas de luz não apresentaram diferenças estatísticas entre si (Artigo 3). Os resultados de microdureza apontaram que a resina composta Tetric Ceram HB apresentou menores médias quando comparada com a Surefil e a Filtek Z250, entretanto, os aparelhos não apresentaram influência nos valores de dureza. Com relação à profundidade de polimerização, as superfícies de topo e meio sempre apresentaram maiores valores comparados com a superfície de base (Artigos 1 e 3). Para avaliação da resistência de união, o teste de microtração detectou diferença entre os sistemas adesivos avaliados, enquanto para o teste de cisalhamento diferenças não foram bservadas (Artigo 4). Pode-se concluir, a partir dos dados destes estudos, que os sistemas de luz não interferiram diretamente na adaptação marginal e na microdureza de restaurações de resina composta, porém a formulação do material restaurador tornou-se um fator significativo de influência das variáveis analisadas, e que a escolha da metodologia a ser empregada pode influenciar na detecção dos resultados

Abstract: The development of new restorative adhesive techniques has continuously advanced resulting in huge changes in the adhesive Dentistry. Thus, in this study it was evaluated the influence of some factors involved during the photoactivation procedures on the marginal adaptation and microhardness of Class II resin composite restorations; it was also investigate the influence of the methodologies used to evaluate the bond strength of adhesive materials to the dental substrate. The aims of this study, composed of four scientific articles were: A) to evaluate the microleakage and microhardness of resin composite restorations using three polymerization techniques (conventional, plasma arc curing and soft-start) and two different resin composites (one microhybrid and one packable) (Article 1); B) to evaluate the influence of four photoactivation systems (halogen (QTH); light emitting diode (LED); argon ion laser (AL) and plasma arc curing (PAC)) on microleakage (Article 2), gap formation and microhardness (Article 3) of class II restorations ¿ at dentin and enamel margins, using a microhybrid Filtek Z250 and two packable resin composites (SureFil and Tetric Ceram HB); C) to evaluate the behavior of two adhesive systems: the self-etching primer Clearfil Liner Bond 2V and the total-etch Single Bond when submitted to two bond strength tests: shear bond strength and microtensile. The results showed that the polymerization techniques - conventional, plasma arc curing and soft-start ¿ did not affect the microleakage when a microhybrid resin composite was used. When a packable composite was used, restorations polymerized with Conventional technique presented similar microleakage to restoration polymerized with soft-start and lower than with plasma arc (Article 1). However, no significant differences were found in the microleakage scores among the photoactivation systems and among resin composites used, marginal adaptation was not significantly affected by location (enamel vs. cementum margins) (Article 2). Related to gap formation, there was no significant difference in gap formation among the curing systems and resin composites at enamel margins. However at the dentin margins, the photoactivation methods did not reveal significant differences, but the microhybrid resin composite presented the best results (Article 3). No statistically significant differences were noted between KHN values of Filtek Z250 and Surefil, but Tetric Ceram HB had the lowest KHN. Occlusal and middle KHN were significantly higher than gingival KHN for all materials (Articles 1 and 3). Article 4 demonstrated that specimens used in the microtensile bond strenght test might provide a more accurate detection of differences among the adhesive systems. These findings suggested that different photoactivation systems may have no effect on the microhardness and gap formation, but the resin composite formulation were found to be a significant determinant factor; and that the methodology chosen may interfere in the detection of data
Subject: Resinas compostas
Resistencia ao cisalhamento
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2005
Appears in Collections:FOP - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Cavalcante_LarissaMariaAssad_M.pdf5.01 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.