Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/289540
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Ocorrencia de fenomenos imunologicos na polpa dental humana e sua correlação com os aspectos clinicos e histologicos
Author: D'Angelo, Maria das Graças Baltieri
Advisor: Bozzo, Lourenço, 1936-
Abstract: Resumo: Pelo presente trabalho se propôs a estudar a resposta da polpa dental humana à cárie, procurando estabelecer uma correlação entre as alterações histopatológicas, imunológicas, e as características clínicas do processo de cárie. A ocorrência de fenómenos imunológicos, na resposta pulpar; foi analisada através da quantificação das células empenhadas na síntese de IgG, IgA, IgM e IgGAM. Para esse estudo foram selecionadas 49 polpas dentais humanas de pacientes com idades entre 10 e 40 anos, que foram agrupadas em polpas de dentes íntegros, polpas de dentes com cárie superficial, média e profunda. As amostras foram fixadas em etanol 95% a 4°c por 16-24 h. e incluidas em parafina de baixo ponto de fusão (Sainte-Marie, 1962). Colorações em H.E. foram empregadas para as análises histológicas e os aspéctos imunológicos foram observados nas amostras coradas com anti-soros humanos conjugados com f1uoresceína, respectivamente para as imunoglobulinas G, A, M e GAM. A quantificação de IgG, IgA, IgM e IgGAM foi executada através da contagem dos pontos de uma ocular integradora Zeiss que incidiram sobre áreas fluorescentes do tecido em estudo. Nas polpas dos dentes íntegros, foram observados aspéctos de normalidade compatíveis com as idades. Em algumas polpas de dentes com cárie superficial, havia características de normalidade enquanto que em outras apareceram areas focais de inflamação aguda. Infiltração difusa de linfócitos, plasmócitos e macrófagos foi o quadro dominante das polpas relacionadas com cárie média, enquanto que nas profundas, além de eosinófilos, linfócitos e plasmócitos, foram encontradas áreas focais de desintegração do tecido com acúmulo de leucócitos polimorfonucleares. Através da imunofluorescência, as polpas normais não apresentaram imunoglobulinas. Nas polpas inflamadas, embora tenha havido uma variação significante tanto do número de células fluorescentes como também do tipo de imunoglobulina detectada em uma ou outra polpa, foi verificado que na contagem total, IgG apareceu em maiór número de células do que IgA e esta em maior número que IgM. As contagens de IgGAM foram altas, porém não corresponderam à soma de IgG, IgA e IgM observadas isoladamente. O número de células contendo IgG aumentou à medida que a cárie progrediu, coincidindo com a maior extensão da inflamação pulpar. IgA predominou nas cáries superficiais enquanto IgM aumentou com a progressão da cárie. IgGAM apareceu em mafor número nas polpas de dentes com cárie profunda. Tornou-se difícil estabelecer uma correlação entre os achados clínicos e imunopatológicos, devido à grande variabilidade do número de células contendo um ou outro tipo de imunoglobulina numa mesma profundidade de cárie. A presença dessas células imunocompetentes, nas polpas humanas inflamadas, confirma a ocorrência de fenômenos imunológicos nas pulpites, sem contudo permitir que se estabeleça a priori qual dos tipos de imunoglobulinas que estarão presentes nesta ou naquela polpa

Abstract: Not informed.
Subject: Ortodontia
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1982
Appears in Collections:FOP - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
D'Angelo_MariadasGracasBaltieri_M.pdf2.44 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.