Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/289375
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Compatibilidade biologica da resina resorcina-formaldeido : avaliação histologica de seus efeitos em tecidos subcutaneo e dentina de ratos
Author: Costa, Carlos Alberto de Souza
Advisor: Merzel, José, 1933-
Abstract: Resumo: A biocompatibilidade de uma resina composta de resorcina e formaldeído foi estudada através de implantes subcutâneos e aplicação em cavidades dentais de ratos. Os implantes foram feitos através de tubos de polietileno preenchidos com resina - polimerizada ou estado pastoso ¿ inseridos em bolsas cirúrgicas no dorso dos animais. Em cavidades preparadas em primeiros molares superiores, a do lado esquerdo foi preenchida pela resina e polimerizada e a do lado direito, usada como controle, foi forrada com hidróxido de (Dycal) e restaurada com amálgama. Os animais foram sacrificados em períodos pós-operatórios de 7, 15, 30 e 60 dias. Cortes de pele ou de dentes incluídos em parafina foram corados com H.E. e revelaram no caso do tecido subcutâneo, um intenso infiltrado inflamatório e necrose nos períodos iniciais e tendência a reparação nos períodos posteriores com a formação de uma cápsula fibrosa isolando a resina. Sempre que houve extravasamento de resina, o que ocorreu com maior freqüência quando implantada em estado pastoso, houve uma intensa reação de células gigantes ao redor do material. No caso do material aplicado em cavidades com uma barreira de dentina entre a resina e a polpa, a reação inflamatória nesta última foi geralmente acompanhada de dentina reacional. Na maioria dos casos a formação de dentina reacional foi intensa, chegando por vezes a obliterar a cavidade pulpar do primeiro molar e em alguns casos também, em grau decrescente, as cavidades pulpares dos segundos e terceiros molares do mesmo lado. Como este quadro ocorreu também em um caso controle, isto foi interpretado como um efeito traumático causado por excesso de material, uma vez que a resina não pode ser esculpida. Os resultados sugerem que a resina, desde que haja uma barreira dentinária, tem sobre o tecido pulpar uma reação discreta

Abstract: The biocompatibility of a resorcin-formaldehyde resin was studie after subcutaneous implantation and filling of dental cavities in rats. The implants were done with poliethylene tubes filled with the resin, polimerized or as paste, and inserted into dorsal surgical pockets. Cavities were prepared in the upper first molars, beign left one filled up with the resin and polimerized; the rigth one, used as control, received pupa protection with calcium hydroxide cement (Dycal) and was restored with amalgam. The animals were sacrificed 7, 15, 30 and 60 days after these procedures... Note: The complete abstract is available with the full electronic digital thesis or dissertations
Subject: Resinas dentárias
Histologia
Dentina
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1992
Appears in Collections:FOP - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Costa_CarlosAlbertodeSouza_M.pdf6.31 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.