Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/289311
Type: TESE
Degree Level: Mestrado
Title: Necessidade de revisão da regulamentação brasileira sobre dentifrícios fluoretados
Title Alternative: Necessity to review the Brazilian regulation about fluoride toothpastes
Author: Caldarelli, Pablo Guilherme, 1989-
Advisor: Cury, Jaime Aparecido, 1947-
Abstract: Resumo: A escovação dental com dentifrícios fluoretados é considerada além do meio mais racional de uso de fluoretos como um dos fatores responsáveis pelo declínio da cárie dentária ocorrido no Brasil e no mundo. Revisões sistemáticas da literatura mostram evidências que para um dentifrício ter atividade anticárie ele deve conter uma concentração de pelo menos 1000 ppm de flúor, o qual por princípio deve estar solúvel. As normas brasileiras sobre a agregação de fluoreto aos dentifrícios sofreram mudanças desde 1989, fazendo com que o potencial anticárie desses produtos não esteja sendo assegurado pela regulamentação vigente. Assim, o objetivo deste estudo foi realizar uma análise crítica com relação à necessidade de revisão da atual Resolução da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), de 28 de agosto de 2000, tendo em vista que parâmetros mínimos para assegurar que um dentifrício mantenha sua concentração de flúor com atividade anticárie (quimicamente solúvel) até seu prazo de validade não estão contemplados na referida norma. Ela apenas estabelece o máximo de fluoreto total (0,15%) que um dentifrício deve conter, podendo estar ele totalmente insolúvel (inativo contra cáries). Para isso, foi realizada uma busca na literatura sobre a concentração de flúor encontrada nos dentifrícios utilizados no Brasil. Com base nas publicações encontradas foi feita uma discussão sobre a necessidade de adequação da atual resolução da ANVISA. Concluiu-se que nem todos os dentifrícios brasileiros são capazes de manter até seu prazo de validade a concentração mínima de 1000 ppm F para terem potencial efeito anticárie, justificando a necessidade de revisão da regulamentação vigente

Abstract: Toothbrushing with fluoride toothpaste is considered as the most rational way of fluoride use and also as one of the factors responsible for dental caries decline in Brazil and worldwide. Systematic literature reviews show evidences that to have anticaries activity toothpastes must contain a concentration of at least 1000 ppm fluoride, which should be soluble. Brazilian regulations about fluoride toothpaste have changed since 1989 and the anticaries potential of these products is not being guaranteed by the current regulation. Thus, the aim of this study was to conduct a critical analysis regarding the need to revise the current Brazilian resolution, because it does not ensure minimum requirements for that a dentifrice maintains till its expire date fluoride concentration with anticaries activity (chemically soluble). It only sets the maximum total fluoride (0.15%) that a toothpaste may contain, which may be totally insoluble (inactive against cavities). For this, it was made a literature search about the concentration of fluoride found in toothpaste used in Brazil. Based on publications found, it was made a discussion on the need to review the current ANVISA resolution. It was concluded that not all Brazilian toothpastes are able to maintain until theirs expiry date the minimum concentration of 1,000 ppm F to have anticaries potential, justifying the need to review the current Brazilian guidelines about dentifrices
Subject: Flúor
Vigilância sanitária
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2014
Appears in Collections:FOP - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Caldarelli_PabloGuilherme_M.pdf1.18 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.