Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/289263
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Estudo in situ da relação entre a frequencia de exposição a sacarose, carie em esmalte dental humano e contagem de estreptococos do "grupo mutans" na placa dental
Author: Francisco, Silvana Boldrini
Advisor: Cury, Jaime Aparecido, 1947-
Abstract: Resumo: As relações quantitativas entre frequência do consumo de sacarose, cárie dental e contagem de Estreptococos do "grupo mutans" não estão bem estabelecidos. Assim, foi realizado um estudo in situ utilizando-se um delineamento experimental do tipo cnlzado (4x4) em 04 etapas de 28 dias. doze voluntários usando dispositivos intra-orais palatinos, contendo 04 blocos de esmalte dental humano (3x3 mm), participaram desta pesquisa. Os voluntários gotejaram sobre os blocos dentais solução de sacarose a 20% na freqüência de 0 (zero) a 8x/dia. Os blocos dentais estavam protegidos por uma tela plástica e os voluntários utilizaram para sua higiene bucal dentifrício não fluoretado, mas a água consumida pelos mesmos era fluoretada (0.70 ppm). Após cada etapa a placa dental formada sobre os blocos foi coletada, pesada, homogeneizada e analisada em termos de contagem de Estreptococos do "grupo mutans" (UFC/mg) usando meio seletivo SB20. Os blocos dentais limpos, embutidos, seccionados e polidos para a determinação da dureza Knoop (KHN) do esmalte. Foram feitas indentações a 10 'mu'm de superfície utilizando microdurômetro SHIMADZU HM 2000 e carga de 25 g por 30 segundos. Os resultados microbiológicos observados em termos de média + desvio padrão da média de UFC/mg foram respectivamente em relação a exposição a sacarose de 0 (zero), 2, 4, 8x/dia: 26,72 '+ ou ¿' 13,36A; 46,72 '+ ou ¿' 30,81A; 102,44 '+ ou ¿' 53,34A e 52,18 '+ ou ¿' 21;48A, sendo que médias seguidas de mesma letra não diferem estatisticamente a nível de 5%. Quanto a dureza do esmalte diferenças significativas (p<0,05) com relação a área total só foram observadas quando a exposição a sacarose 8x/dia, resultado este semelhante quando se analisa a cada distância da superfície dental. Conclui-se que perdas de mineral só foram significativas quando da exposição a sacarose 8x/dia, não havendo entretanto relação com a contagem de Estreptococos do "grupo mutans"

Abstract: The quantitative relationship among frequency of sucrose intake, dental caries and S. mutans counts are not well established. Therefore, it was performed an in situ study utilizing an experimental design of the crossover type (4x4) in four phases of 28 days. Twelve volunteers using intra-oral palatal appliances, containing 4 blocks of human dental enamel (3x3 mm) participated in this research. The volunteers dropped on the dental blocks, 20% sucrose solution in a frequency from 0 (zero) to 8x/day. The dental blocks were protected by a plastic cover and the volunteers used for their bucal hygiene, non fluoridated dentifrice, but the water consumed by them was fluoridated (0.70 ppm). After each phase, the dental plaque formed on the blocks was collected, weighed, homogenized and assessed for S. mutans count (CFU/mg) using selective media. The dental blocks were clean, embedded, cut and polished to the Knoop hardness determination (KHN) of the enamel. It was done indentations at 10 'mu¿m of the surface using SHIMADZU H 2000 microhardness tester and 25 g load for 30 sec. The microbiological results in average '+ or ¿' standard deviation of the media of CFU/mg were, respectively in relation to the sucrose exposure of 0 (zero), 2, 4, 8x/day: 26.72 '+ or ¿'13.36A; 46.72 '+ or ¿' 30.81A; 102.44 '+ or ¿'53.34A and 52.18 '+ or - ' 21.48A . The media followed by the same letter are not statistically different at the 5% level. In the enamel hardness test, significative differences (p<0.05) in relation to the total area only were observed when the sucrose exposure was 8x/day, similar results were obtained when we assessed at each distance the dental surface. We can conclude that mineral loss only was significative when the sucrose exposure was 8x/day, although there was not a relationship to the S. mutans counts
Subject: Sacarose
Cárie dentária
Placas dentárias
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: FRANCISCO, Silvana Boldrini. Estudo in situ da relação entre a frequencia de exposição a sacarose, carie em esmalte dental humano e contagem de estreptococos do "grupo mutans" na placa dental. 1995. 127f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Odontologia de Piracicaba, Piracicaba, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/289263>. Acesso em: 20 jul. 2018.
Date Issue: 1995
Appears in Collections:FOP - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Francisco_SilvanaBoldrini_M.pdf3.06 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.