Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/289136
Type: TESE
Degree Level: Mestrado
Title: Avaliação do desempenho de duas escalas de classificação de risco familiar e sua aplicação na saúde bucal
Title Alternative: Performance evaluation of two scales for the classification of familial risk and its application in oral health
Author: Rocha, Vinício Felipe Brasil, 1984-
Advisor: Ambrosano, Gláucia Maria Bovi, 1960-
Abstract: Resumo: Escalas de risco familiar são empregadas com a finalidade de estratificar o grau de vulnerabilidade de famílias ao adoecimento e desta forma priorizar a atenção àquelas com maiores necessidades. Este estudo transversal analítico teve por objetivo avaliar o desempenho de dois instrumentos de classificação de risco familiar, utilizados na atenção primária à saúde, verificando o poder discriminante dos mesmos tendo como desfecho a necessidade de tratamento odontológico. A amostra probabilística foi constituída por 1112 adolescentes de 15 a 19 anos de 34 Unidades de Saúde da Família e 21 escolas públicas da cidade de Piracicaba-SP. Após aplicação da ficha A do Sistema de Informação da Atenção Básica (SIAB), realizou-se a classificação de risco segundo a Escala de Coelho e Savassi (ECS) e a Escala Critério Universidade Federal do Espírito Santo (EUFES). A variável de desfecho "necessidade de tratamento odontológico" foi mensurada por meio de exame clínico realizado por dentistas previamente treinados e calibrados utilizando os indicadores propostos pela Organização Mundial da Saúde. Os dados foram analisados pela sensibilidade, especificidade e área sob a curva ROC. Evidenciou-se que a escala EUFES apresentou sensibilidade de 0,78 (IC95%: 0,75-0,82), especificidade de 0,35 (IC95%: 0,32-0,39), área sob a curva ROC (AUC) de 0,57 (IC95%: 0,54-0,61) e associação estatisticamente significantes (p<0,001) entre os diferentes níveis de risco (menor, médio, máximo) e a necessidade de tratamento odontológico. Já a ECS mostrou sensibilidade de 0,16 (IC95%: 0,13-0,20), especificidade de 0,90 (IC95%: 0,88-0,92), AUC de 0,53 (IC95%: 0,49-0,56) e relação estatisticamente significante somente para o menor e médio risco (p=0,01). Conclui-se assim que para identificação de pelo menos um indivíduo do núcleo familiar com necessidade de tratamento odontológico, a Escala EUFES demonstrou desempenho superior nos testes de associação e sensibilidade. Entretanto, considerando a área sob a curva ROC, verificou-se que os dois instrumentos possuem baixa capacidade de discriminação, indicando que novas escalas devem ser estudadas, a fim de se estabelecer um instrumento que melhor favoreça a organização da demanda programática dos serviços de saúde bucal

Abstract: Scales of familial risk are employed in order to stratify the degree of vulnerability of families to illness and thus prioritize attention to those most in need. This analytical cross-sectional study aimed to evaluate the performance of two instruments familial risk classification used in primary health care, checking the discriminating power of the as end the need for dental treatment. A random sample of 1112 adolescents 15-19 years of 34 Family Health Units and 21 public schools in Piracicaba-SP. After applying Record A Information System for Primary Care (SIAB), held the risk classification according to the Scale of Coelho and Savassi (ECS) and the Scale Criterion University Federal of Espírito Santo (EUFES). The outcome variable "need for dental treatment" was assessed by clinical examination performed by previously trained and calibrated dentists using the indicators proposed by WHO. Data were analyzed for sensitivity, specificity and area under the ROC curve. It was evident that the EUFES scale had a sensitivity of 0.78 (95% CI: 0.75 to 0.82), specificity 0.35 (95% CI: 0.32 to 0.39), area under the ROC curve AUC 0.57 (95% CI: 0.54 to 0.61) and statistically significant association (p<0.001) between the different risk levels (lower, middle, upper) and the need for dental treatment. Have ECS showed a sensitivity of 0.16 (95% CI: 0.13 to 0.20), specificity 0.90 (95% CI: 0.88 to 0.92), AUC of 0.53 (95% CI: 0 from 0.49 to 0.56) and statistically significant only for the lower and medium risk (p=0.01) relationship. It follows therefore that to identify at least one individual of the family unit in need of dental treatment Scale EUFES demonstrated superior performance in the association and sensitivity tests. However, considering the area under the ROC curve, it was found that the two instruments have low discrimination capacity, indicating that new scales should be studied in order to establish an instrument that best promotes the organization's programmatic demand for services health oral
Subject: Saúde bucal
Curva ROC
Avaliação de riscos
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2014
Appears in Collections:FOP - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Rocha_VinicioFelipeBrasil_M.pdf1.33 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.