Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/289091
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Análise fotoelástica do conceito all-on-four usando implantes angulados convencionais com e sem cantilever na maxila
Title Alternative: Photoelastic analysis concept in all four angulated conventional implants with and without cantilever in the maxillary
Author: Vemba-Cidade, Castelo Pedro, 1978-
Advisor: Albergaria-Barbosa, José Ricardo de, 1956-
Abstract: Resumo: A angulação dos implantes convencionais faz parte de uma modalidade de tratamento com implantes dentais ósseos integrados nos quais são aplicados em maxilas severamente absorvidas para que assim não haja necessidade do uso de enxertos ósseos para reconstrução da mesma. A proposta neste estudo foi avaliar por meio de um estudo biomecânico utilizando o sistema fotoelástico, diferentes protocolos de angulações dos implantes posteriores convencionais e comprimento do cantilever. Os implantes de diâmetro 3,5 x 15 mm de comprimento, dispostos de forma que em 3 modelos os implantes foram instalados com angulação de 15º e em outros 3 modelos com angulação de 35º. Os modelos fotoelásticos foram submetidos a teste de forças verticais sobre os implantes e cantilever. As franjas de forças formadas durante os testes foram avaliadas por meio de um polaroscópio de forma qualitativa e em seguida foi realizada a leitura das regiões de maior concentração de tensão. Foram avaliadas tensões submetidas aos implantes, sendo este dividido em tensão total, tensão cervical e tensão apical para cada grupo analisado. Não houve diferença estatisticamente significativa quando comparado os implantes nas diferentes angulações em relação à incidência de tensão total, tanto em cantilever, quanto em pilar e oclusal. Houve diferença estatística significativa em relação à incidência de força no cantilever e no pilar somente quando é analisada a região apical do implante. Em relação à incidência de força na oclusal houve diferença estatisticamente significativa somente na região cervical. Quando comparado à incidência de forças no cantilever nos dois tipos de angulações, o implante 35º apresentou melhor distribuição de forças na região apical, o mesmo ocorreu para incidência de forças na oclusal da região cervical do implante de 35º. Concluiu-se que o implante com angulação de 35º mostrou-se com melhor distribuição de forças quando comparado com o implante de angulação de 15º que apresentou maior concentração de tensão na região apical

Abstract: Introduction: The implants conventional with angulation are used in treatment with dental implants into bone in the jaws heavily absorbed so that there is no need to use bone grafts to reconstruct the same. Objective: To evaluate using a biomechanical study (photoelastic system) using protocols of the angulation different in the posterior implants conventional and length of the cantilever. Materials and Methods: We made 6 models in photoelastic resin from a skull human prefabricated. In these models have been installed 12 implants with diameter 3.5 x 15 mm long cylindrical cone. The implants were placed so those in three models were fitted with implants of angle of 15 ? and other three with models implants of 35 ?. Photoelastic models were subjected to test of vertical forces on the cantilever of the implants. The fringes forces formed during the tests were evaluated through a polariscope qualitatively and then were carried out reading the regions of greatest stress concentration. Was further assessed the total area of tension that the implant was submitted, which was divided into the total stress, tension neck and apical voltage for each group analyzed. Results: No statistically significant difference when compared the implants in different angles in relation to the incidence total tensile strength in both in relation the cantilever, abutment and occlusal. There was a statistically significant difference in the incidence of force in the cantilever when the region of pillar is analyzed only in the apical region of the implant. There was statistically significant to the incidence of occlusal force only in the cervical region. When compared to the effect of forces on the cantilever in both types of angles, the implant 35 ? showed better distribution of forces in the apical region, the same occurred in the incidence of occlusal forces on the neck of the implant of 35 ?. Conclusion: The implant with 35? proved to have better distribution of forces as compared to the implant with 15 ?of angulation
Subject: Transplante ósseo
Fotoelasticidade
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2012
Appears in Collections:FOP - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Vemba-Cidade_CasteloPedro_M.pdf2.16 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.