Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/289085
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Estabilidade mecanica de retentores do tipo coroa total
Author: Silva, Wilkens Aurelio Buarque e, 1967-
Advisor: Silva, Frederico Andrade e, 1948-
Abstract: Resumo: O objetivo deste trabalho, foi avaliar a forma de resitência, em preparos para coroas totais, com preservação dos ângulos axo-proximais, variando-se a convergência entre as paredes axiais, com e sem canaletas proximais e, sem a interposição de um meio cimentante. Foram confeccionados oitenta (80) preparos do tipo coroa total com ângulos axo-proximais em dentes naturais. Quarenta (40) com cana retas e quarenta (40) sem canaletas. Os preparos com ombro maior que 90° foram executados com as seguintes convergências: 6°, 8°, 12° e 16° em cada uma das paredes axiais com e sem canaletas axiais proximais, de 0,7mm de profundidade e 4mm de altura. A altura cérvico-oclusal dos preparos foi de 5mm e as dimensões mésio-distais e vestíbulo-linguais em 10mm e 7mm, respectivamente. Para a avaliação de resistência ao deslocamento, os corpos de prova adaptados em seus respectivos preparos, foram submetidos à cargas verticais de intensidade 3kg, 5kg, 10kg e 15kg em uma máquina de teste universal, com velocidade constante em 0,5mm/min., aplicadas nas vertentes internas das cúspides f!1ésio-linguais e médio-vestibulares. O registro dos resultados consistiu em visualizar a ocorrência ou não de deslocamento dos corpos de prova. Os resultados obtidos revelaram que: a) o aumento do ângulo de convergência entre as paredes axiais promove uma diminuição da estabilidade mecânica das coroas; b) com 6° e 8° de convergência em cada uma das paredes axiais ocorreu uma estabilidade mecânica ótima nas preparações sem canaletas; c) em 12° e 16° de convergência foi observada falta de estabilidade mecânica nas preparações sem canaletas; d) a utilização de canaletas axiais proximais constitui-se num efetivo meio para otimizar a estabilidade mecânica

Abstract: The objective of this work, was to evaluate the influence of the convergece angle between the axial walls of full crown preparations and the presence of proximal axial grooves, on the resistence form of full crows, without interlocking a cement medium. Eighty full crown preparations was màde with axo-proximal angles in natural teeth. Fourty with proximal axial grooves and fourty without proximal axial grooves. The preparations with showder larger 90° , was made with the following convergeces: 6°,8°, 12° and 16° in each of the axial walls, with and without proximal axial wals, of 0,7mm deep and 4mm high. The cervico-occlusal heigth of the preparations was 0,5mm and the mesio-distal and bucco-ligual diameters, 10mm and 7mm respectively. To evaluate the resistence form, the patterns adjusted in yours respective preparations, was submited to vertical forces of intensity 3kg, 5kg, 10kg and 15kg in a universal test machine, with speed in 0,5mm/min., applied in the internal vertent of the mesio-lingual and medio-buccal cuspals. The record of the results was to observe the occcurs of dislocation of the paterns. The obtained results shows that: a) the increase of the convergence angle promoves the decrease of the mechanical stabilty of the crowns; b) In 6° and 8° occured a optimal mechanical stability in the preparations without grooves; c) In 12° and 16° was observed the absence of stability in preparations with out grooves; d) The utilization of the proximal axial grooves is a effective option to optimize the mechanical stability, in preparations where the convergence angle is excessive
Subject: Prótese dentária
Coroas (Odontologia)
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1995
Appears in Collections:FOP - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Silva_WilkensAurelioBuarquee_M.pdf2.82 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.