Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/289078
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Estudo "in vivo" no comportamento das forças oclusais em função do desenho da protese parcial removivel mandibular de classe I de Kennedy
Author: Giordani, Antonio
Advisor: Silva, Frederico Andrade e, 1948-
Abstract: Resumo: Este trabalho teve por objetivo estudar, clinicamente, a variação da intensidade da componente vertical da força mastigatória e da força máxima de mordida voluntária, unilateralmente aplicadas sobre o extremo livre de uma prótese parcial removível mandibular (PPR) de Classe I de Kennedy, em função do desenho da prótese, considerado em 2 aspectos: variação da flexibilidade do extremo livre do conector maior e variação da área da sua base mucoso-suportada. Uma metodologia foi proposta para o desenho da PPR experimental, no qual, diferentes graus de flexibilidade do conector maior foram conseguidos, sem alterar a sua forma geral. Dois transdutores de força. com extensômetros elétricos foram projetados e construidos, sendo um para medir a força de mastigação, inserido na prótese e outro para medir a força máxima de mordida. As PPRs experimentais foram instaladas em duas pacientes do sexo feminino, com idades de 42 e 54 anos, portadoras de prótese total superior. Durante os experimentos as pacientes mastigaram cenoura crua e Carne frita. Os transdutores de força foram conectados a uma ponte de frequência portadora e a um registrador. . Os procedimentos de calibração dos transdutores de força foram feitos em laboratório com o auxílio de uma máquina servo-hidráulica para ensaios mecânicos MTS (Mod. Teststar 11). Foi feita a análise de variância dos resultados e as médias comparadas por meio do teste de Tukey aplicado a um nível de significância p=O, 05. Os resultados sugerem que: 1) os valores da força máxima de mordida e de mastigação, para ambos os alimentos testados, aproximaram-se daqueles encontrados na literatura quando obtidos em condições experimentais semelhantes; 2) o desenho da PPR, no que se refere às variações nos graus de flexibilidade do conector maior, não influiu no comportamento dos valores da força máxima de mordida vertical; 3) a redução na área da base da sela da PPR em contacto com a fibromucosa fez reduzir os valores da força máxima de mordida vertical sobre os dentes artificiais da mesma; 4) a redução da área da base da sela da PPR fez aumentar o valor da força máxima de mordida vertical e de mastigação, por unidade de área da base da mesma, em contacto com a mucosa do rebordo residual; 5) as forças de mastigação verticais exercidas para triturar os alimentos pareceram depender mais de suas propriedades mecânicas de resistência à ruptura do que do desenho do conector maior quanto à flexibilidade, ou da sela quanto à área da interface base-mucosa; 6) as forças verticais usadas para mastigar os alimentos foram menores do que as forças determinadas em laboratório, em testes de ruptura complementares; 7) foram sugeridos instrumentos e uma metodologia para o estudo das forças exerci das sobre o extremo livre mucososuportado da PPR

Abstract: This paper aims at clinically studying the intensity variation of the vertical chewing force and of the maximum voluntary biting force unilaterally aplied to the far free end of a lower removable partia I denture. The trials were aimed at relating the variations of the forces to the flexibility of the major connector, as well as to the extent of the tissue bom base area of the denture. For this purpose, two types of strain gage force transducers and a split bar major connector were specially designed and used. Two female patients, aging 42 and 54 years, wearing full upper and partial lower dentures, chewed carot and meat for the mastication force measurements. During the performance of the clinical tests, the transducer were connected to a carrier frequency bridge and to a register so as to record the force values. The calibration procedure of the transducers in the laboratory included the use of a MST Teststar 11 machine. After analysing the variance of the mean values, the results were grouped by means of the Tukey's test at p=O.05Ievel of significance. Based on these findings it is reasonable to state that: 1) the vertical chewing and maximum bite force values were similar to the ones found in bibliography, under similar experimental conditions; 2) the maximum vertical biting force value's did not depend on the RPD m,ajor connector flexibility degree; 3) the maximum vertical biting force values decreaseCl on the reduction of the RPD saddle base extension; 4) both the chewing and maximum biting force per unit of the saddle base area increased on the reduction in the RPD saddle base extension; 5) the chewing force values seemed to depend on the mechanical resistance of the food more than on the major connector flexibility degree or on the RPD saddle base extention; 6) the food breakingforces, at the laboratory trials seemed to be greater; 7) in spite of the few number of patients made use of in the trial, however, instruments and a merthod for studying occlusal forces on a RPD mucous-supported base have been proposed.
Subject: Prótese dentária parcial removível
Oclusão dentária
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: GIORDANI, Antonio. Estudo "in vivo" no comportamento das forças oclusais em função do desenho da protese parcial removivel mandibular de classe I de Kennedy. 1999. 182p. Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Odontologia de Piracicaba, Piracicaba, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/289078>. Acesso em: 25 jul. 2018.
Date Issue: 1999
Appears in Collections:FOP - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Giordani_Antonio_D.pdf16.44 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.