Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/28900
Type: Artigo de periódico
Title: Alterações incidentais dos seios da face na tomografia computadorizada do crânio e órbitas em crianças
Title Alternative: Incidental paranasal sinuses abnormalities in pediatric patients using computed tomography of the head and orbits
Author: Araújo Neto, Severino Aires de
Souza, Antônio Soares
Pereira, Inês Minniti Rodrigues
Baracat, Emílio Carlos Elias
Abstract: OBJECTIVE: To evaluate the prevalence and appearance of incidental paranasal sinuses abnormalities in children with no clinical evidence of rhinosinusitis using CT scans. MATERIALS AND METHODS: CT scans of the head or orbits of children between 0 and 18 years of age performed due to problems not related to rhinosinusitis were studied. RESULTS: Sixty-four children were included (mean age 5.7 years; standard deviation = 3.9). Incidental sinuses abnormalities were found in 46 cases (72%). In most cases the abnormalities were mild (25/46) and mucosal thickening was the most common finding. Complete opacification and fluid levels occurred in 12 children. More than one cavity was affected in 33 patients and abnormalities were most frequently seen in maxillary sinuses, followed by ethmoid sinuses. Bilateral and symmetric findings were common. The prevalence and intensity of abnormalities were higher in children below three years of age. CONCLUSION: Incidental abnormalities are highly prevalent and tend to be mild in children without symptoms of rhinosinusitis. The most prevalent abnormality was mucosal thickening. Moderate and severe abnormalities occur in children below three years of age.
OBJETIVO: Avaliar a prevalência e as características das alterações tomográficas incidentais dos seios da face em crianças sem quadro clínico de rinossinusite. MATERIAIS E MÉTODOS: Foram estudados pacientes entre zero e 18 anos de idade, submetidos a tomografia computadorizada do crânio ou órbitas por indicações não relacionadas a doença sinusal. RESULTADOS: Foram incluídas 64 crianças (idade média = 5,7 anos; desvio-padrão = 3,9). Achados incidentais nos seios da face ocorreram em 46 casos (72%). Na maioria (25/46) as alterações eram discretas e o espessamento mucoso foi o achado incidental mais comum. Opacificação completa ou nível líquido foram observados em 12 crianças. Mais de um seio foi afetado em 33 pacientes, ocorrendo com maior freqüência nos seios maxilares, seguidos dos etmoidais. O acometimento bilateral e simétrico foi comum. As anormalidades ocorreram com maior prevalência, intensidade e extensão em crianças abaixo de três anos de idade. CONCLUSÃO: A prevalência de alterações tomográficas incidentais em crianças sem quadro clínico de rinossinusite é alta, predominando as definidas como discretas. A alteração mais encontrada é o espessamento mucoso. Achados incidentais moderados e acentuados tendem a ocorrer em crianças com menos de três anos de idade.
Subject: Tomografia computadorizada
Rinossinusite
Achados incidentais
Seios paranasais
Seios da face
Radiologia
Pediatria
Computed tomographic scans
Rhinosinusitis
Incidental abnormalities
Paranasal sinuses
Radiology
Pediatrics
Editor: Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem
Rights: aberto
Identifier DOI: 10.1590/S0100-39842005000400003
Address: http://dx.doi.org/10.1590/S0100-39842005000400003
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-39842005000400003
Date Issue: 1-Aug-2005
Appears in Collections:Artigos e Materiais de Revistas Científicas - Unicamp

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
S0100-39842005000400003.pdf185.6 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.