Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/288994
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Estudo da assimetria facial esqueletica e dimorfismo sexual em norma frontal, de individuos com oclusão dentaria classe I e classe II subdivisão de Angle
Author: Vellwock, Joseane
Advisor: Haiter Neto, Francisco, 1964-
Abstract: Resumo: Esta pesquisa teve como objetivo verificar a incidência de assimetria crânio-facial e dimorfismo sexual em indivíduos Classe I de Angle com oclusão próxima à normal e indivíduos portadores de má oclusão Classe II subdivisão de Angle. A amostra foi composta por 71 indivíduos voluntários, leucodermas, de idade compreendida entre 18 e 35 anos, com média de 22 anos e 2 meses, brasileiros. Foram realizadas radiografias em norma póstero-anterior, padronizadas, com o paciente posicionado no cefalostato tendo o plano horizontal de Frankfort paralelo ao solo. A partir das telerradiografias foram traçados os cefalogramas onde foram feitos os desenhos anatômicos, a marcação dos pontos cefalométricos pré-estabelecidos, os traçados cefalométricos e as devidas medições. A união entre 25 pontos cefalométricos (7 sagitais e 9 bilaterais) deu origem a 62 linhas e 54 medições angulares, lineares de largura de face em mm, e de área em mm2, para a verificação do posicionamento das estruturas faciais e avaliação das assimetrias em cada um dos 71 cefalogramas. Analisando os resultados encontrados neste trabalho, concluímos que os indivíduos das duas amostras, Classe I e Classe II subdivisão de Angle, apresentaram assimetria esquelética; encontramos dimorfismo sexual para a maioria das medidas lineares e de área, sendo as do gênero masculino maiores; com exceção das medidas angulares onde o gênero feminino apresentou-se maior na amostra de Classe I; não encontramos associação entre a maior ou menor mensuração em relação à Linha Mediana de Referência ao tipo de oclusão encontrado na hemi arcada, na amostra de Classe II subdivisão e não nos foi possível afirmar a existência de um único lado de domínio, mas sim de pontos que predominam em sua largura variando com o gênero e tipo de oclusão do indivíduo

Abstract: The aim of this study was to verify the incidence of skeletal asymmetry and sexual dimorphism of individuals with Angle's Class I occlusion within the normal limits, and individuals with Angle's Class II subdivision malocclusion. The sample consisted of seventy-one Caucasians aging 18 to 35 years (mean age=22.2) who volunteered for this study. Standardized postero-anterior (PA) cephalograms were taken, having the Frankfort plane parallel to the ground. Using the obtained cephalograms, the cephalometric tracing was established. The union of 25 cephalometric landmarks (7 sagittal and 9 bilateral) originated 62 lines and 54 angular measurements of the facial width, expressed in millimeters and square millimeters, in order to verify the positioning of the facial structures and to evaluate facial asymmetry of the seventy-one cephalograms. The results indicated that both groups presented skeletal asymmetry. Sexual dimorphism was found for most of the linear and area measurements, especially for males, except for angular measurements that were larger for Angle's Class I females. No correlation was found between the large and short measurements in relation to the Median Reference Line to the type of occlusion found for subjects with Angle's Class II subdivision malocclusion. No evidence was found of an existent dominant side however, predominant landmarks in width varying with the kind and type of occlusion were found
Subject: Maloclusão - Tratamento
Dentes - Radiografia
Oclusão dentária
Ortodontia
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2001
Appears in Collections:FOP - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Vellwock_Joseane_M.pdf6.67 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.