Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/288926
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Influência da insuficiência estrogênica e do uso de anti-inflamatórios sobre o deslocamento posterior funcional da mandíbula induzido na ATM de ratas
Title Alternative: Influence of estrogen insufficiency and anti-inflammatory drugs on the functional posterior displacement of the mandible of female rats' TMJ
Author: Figueroba Raimundo, Sidney, 1963-
Advisor: Groppo, Francisco Carlos, 1966-
Abstract: Resumo: As desordens da articulação temporomandibular (DTM) estão associadas com o processo inflamatório, incluindo os componentes biológico e comportamental. O objetivo foi avaliar o efeito de dois anti-inflamatórios (parecoxibe e dexametasona) na morfologia da ATM e produção de interleucinas pro-inflamatórias em ratas ovariectomizadas (OVX), com ou sem deslocamento posterior funcional (DPFM). Foram utilizadas 72 ratas em quatro grupos: G1 - sem DPFM e não OVX; G2 - com DPFM e não OVX; G3 - sem DPFM e OVX; G4 - com DPFM e OVX. O DPFM da mandíbula foi induzido por meio de um dispositivo confeccionado com bandas ortodônticas nos incisivos superiores. Após 7 dias da indução do DPFM, as ratas foram tratadas com NaCl 0,9% (CONT) ou parecoxibe 0,3mg/kg/dia (PARE) ou dexametasona 0,1mg/kg/dia (DEXA), via intramuscular. Após 7 dias de tratamento, as ATM de ambos os lados foram retiradas em bloco. Uma das ATM foi submetida ao processamento histológico (hematoxilina-eosina). A ATM contralateral foi macerada e centrifugada e o sobrenadante submetido ao imunoensaio (ELISA) para avaliação das interleucinas IL1-beta e IL-6. A leitura foi feita por espectrofotometria. Todos os animais foram pesados com a mesma idade, previamente à sua morte. Foi possível observar que, independentemente do tratamento, as fêmeas que não foram submetidas ao DPFM mostraram variação de peso corporal em média (±erro padrão) de -0,41±0,72%; aquelas submetidas ao DPFM de -4,8±1,1%; as submetidas à OVX de 26,9±1,2% e aquelas submetidas ao DPFM e OVX de 8,3±2,5%. Estes dados em conjunto mostram que houve ganho de peso nos animais submetidos à OVX, mas não houve alteração de peso nos animais submetidos ao DPFM. O PARE e a DEXA diminuíram (Kruskal-Wallis, p<0,05) a área da cartilagem articular nos animais do Grupo sem-DPFM em relação ao controle, mas o PARE aumentou a área em relação à DEXA, não havendo diferenças entre ambos e o controle. Os tratamentos não influenciaram a concentração de IL1-beta no Grupo sem-DPFM, mas no Grupo com-DPFM, a concentração foi maior (Kruskal-Wallis, p<0,05) para DEXA. Nos demais Grupos não houve diferenças (p>0,05) entre os tratamentos. Independentemente do tratamento, a IL1-beta foi menor no Grupo sem-DPFM do que nos demais grupos. O nível de IL1-beta no Grupo com-DPFM foi maior do que no grupo sem- DPFM+OVX, mas não apresentou diferenças com o grupo com-DPFM+OVX, exceto para a DEXA. A concentração de IL-6 não foi afetada pelos tratamentos em nenhum dos quatro grupos. Entretanto, a comparação entre os grupos revelou que o Grupo com-DPFM apresentou maior concentração de IL-6, considerando todos os tratamentos. Não houve diferenças estatisticamente significantes entre os níveis de IL-6 dos Grupos sem-DPFM, sem-DPFM+OVX e com-DPFM+OVX. Os parâmetros histológicos não foram afetados pelo DPFM ou OVX, mas sim pelos tratamentos. Concluímos que o DPFM aumentou os níveis das interleucinas pró-inflamatórias IL1-beta e IL-6, sendo que as ratas com DPFM tiveram as concentrações das interleucinas atenuadas pela ovariectomia. Os anti-inflamatórios parecoxibe e dexametasona não interferiram com as concentrações das citocinas. A área da cartilagem articular não foi influenciada pelo DPFM, mas a associação ao PARE gerou aumento na área da cartilagem articular

Abstract: Temporomandibular disorders (TMD) are associated with pain/inflammatory process, including biological and behavioral parameters. The aim of the present study was to evaluate the effect of two anti-inflammatories (parecoxib and dexamethasone) in the TMJ morphology of ovariectomized rats (OVX) with or without retrusive displacement of mandible (RDM). 72 rats were distributed into 4 groups: G1 - no RDM and no OVX; G2 - with RDM and no OVX; G3 - no RDM, but with OVX; G4 - with both RDM and OVX. The RDM induction was achieved by placing an oral device made with steel strips (orthodontic band) in the rat upperincisors. After 7 days of RDM, the animals were submitted to one of the following treatments: 0.9% NaCl (CONT); 0.30mg/kg/im/day parecoxib (PARE); or 0.1mg/kg/im/day dexamethasone (DEXA). After 7 days of treatment, the TMJs of both sides were removed. One of them was submitted to histological procedure (HE) after fixation and decalcification. The contralateral TMJ was macerated, centrifuged and the supernatant was submitted to the immunoassay (ELISA) in order to evaluate the pro-inflammatory cytokines (IL1-beta and IL-6). The readings were performed by spectrophotometry. All animals were weighed with the same age and before they were killed. It was possible to observe that the rats without RDM showed a mean (±SE) variation of body weight of -0.41±0.72%; the ones not submitted to RDM was -4.8±1.1%; with OVX of 26.9±1.2% and the ones submitted to both RDM and OVX was 8.3±2.5%. In general, these data showed a body weight gain in the animals with OVX, but not in the ones with RDM. Both PARE and DEXA decreased (Kruskal-Wallis, p<0.05) the articular cartilage area in G1 when compared to CONT, but PARE increased the area in relation to DEXA. None of the treatments influenced the IL1-beta levels in G1, but it was higher in G2 (Kruskal-Wallis, p<0.05) for DEXA. No differences were observed among treatments for groups 3 and 4 (p>0.05). IL1-beta levels were lower in G1 when compared to the other ones, disregarding of treatments. These levels were higher in G2 than G3 but not G4 (except for DEXA). None of the treatments affected the IL-6 levels considering each group. G2 showed the highest IL-6 levels than the other groups, irrespectively of the treatments. No statistically significant differences among the levels of IL-6 of G1, G3 and G4 were found. The morphological parameters were not affected by RDM or by OVX, but the treatments. We concluded that RDM increased the levels of both cytokines, being reduced by OVX. Both PARE and DEXA did not interfere with cytokines levels. The articular cartilage area was not influenced by RDM, but it increased this area when associated with PARE
Subject: Ovariectomia
Maloclusão
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: FIGUEROBA RAIMUNDO, Sidney. Influência da insuficiência estrogênica e do uso de anti-inflamatórios sobre o deslocamento posterior funcional da mandíbula induzido na ATM de ratas. 2011. 66 f. Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculda de Odontologia de Piracicaba, Piracicaba, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/288926>. Acesso em: 19 ago. 2018.
Date Issue: 2011
Appears in Collections:FOP - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
FiguerobaRaimundo_Sidney_D.pdf3.16 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.