Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/288853
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Efeito do esteroide anabolico androgenico nandrolona sobre o metabolismo do glicogenio em ratos sedentarios e treinados
Author: Cunha, Tatiana de Sousa da
Advisor: Marcondes, Fernanda Klein, 1970-
Abstract: Resumo: A supercompensação do glicogênio é uma das adaptações induzi das pelo treinamento fisico. Visando potencializar este fenômeno, muitos atletas utilizam doses supra-fisiológicas de esteróides anabólicos androgênicos (EAA). Entretanto, o abuso de tais substâncias pode acarretar vários efeitos colaterais. Assim, o objetivo deste estudo foi avaliar o efeito da nandrolona e do treinamento fisico sobre a supercompensação do glicogênio, bem como o efeito do EAA sobre o tecido hepático. Ratos Wistar machos, com 2 meses de idade, aleatoriamente divididos em quatro grupos experimentais: Sedentário + veículo; Treinado + veículo; Sedentário + EAA; Treinado + EAA, receberam injeção i.m. (2x/semana) de nandrolona (Deca-Durabolin@, 5 mg/Kg) ou veículo (propilenoglicol, 0,2 mL/Kg) durante 6 semanas. Durante este período, os animais treinados foram submetidos a treinamento fisico resistido anaeróbio, através de sessões de saltos em meio líquido. Quarenta e oito horas após a última sessão os animais foram anestesiados e sacrificados para realização das análises. Ao final do experimento, ratos treinados apresentaram menor peso corporal, menores níveis plasmáticos de triglicerídeos e maior concentração hepática de glicogênio, do que os respectivos sedentários. A concentração cardíaca de glicogênio aumentou em resposta à associação do treinamento fisico com EAA e no músculo sóleo em resposta ao tratamento com EAA. Animais treinados tratados com veículo apresentaram maior reserva de glicogênio na porção vermelha do músculo gastrocnêmio do que os respectivos sedentários, e animais sedentários tratados com EAA apresentaram aumento na concentração de glicogênio em relação aos sedentários tratados com veículo. Na porção branca do músculo gastrocnêmio, o treinamento estimulou aumento das reservas de glicogênio e animais sedentários tratados com EAA apresentaram maior concentração de glicogênio do que os sedentários tratados com veículo. A glicemia permaneceu inalterada nos quatro grupos, bem como os níveis séricos das transaminases aspartato aminotransferase (AST/TGO) e alanina aminotransferase (ALT/TGP). O treinamento empregado mostrou-se um recurso eficaz para a redução do peso corporal bem como para o aumento das reservas hepáticas e musculares de glicogênio, principalmente em músculos com predominância de fibras glicolíticas. O uso de doses supra-fisiológicas de EAA potencializou somente alguns destes efeitos sem alterar os níveis das transaminases AST /TGO e AL T /TGP

Abstract: Glycogen supercompensation is one of the adaptations induced by physical training. To potentiate this phenomenon, many athletes use supraphysiological doses of anabolic androgenic steroids (AAS). However, the abuse of these substances can cause many si de effects. Then, the purpose of this study was to evaluate in rats the influence of nandrolone and physical training on glycogen supercompensation, and the effect of AAS on hepatic tissue. Male Wistar rats, 2 months old, randomly divided into four experimental groups: Sedentary + vehicle; Trained + vehicle; Sedentary + AAS; Trained + AAS, received intra-muscular injections (2x/week) ofnandrolone (Deca-Durabolin@, 5 mg/Kg) or vehicle (propilenglycol, 0,2 mL/Kg) during 9 weeks. During this period, trained animaIs were submitted to anaerobic physical training, using a protocol of jumping up and down in water carrying an overload. F orty-eight hours after the last exerci se session animaIs were anesthesiated and sacrificed to do the analysis. In the end of the experimental period, trained rats presented lower body weight and plasmatic triglycerides levels and higher hepatic glycogen content than the respective sedentary. Cardiac glycogen content enhanced in response to the association between physical training and AAS administration, and on soleus it enhanced in response to the treatment with AAS. Trained animaIs treated with vehicle presented higher glycogen content on gastrocnemious red portion than the respective sedentary, and sedentary animais treated with AAS presented higher glycogen concentration than the sedentary treated with vehicle, on the same muscle. On gastrocnemious white portion, physical training enhanced glycogen content, and sedentary animais treated with AAS presented higher glycogen concentration than the sedentary treated with vehicle. Blood glucose was not altered, as well as seric levels of glutamate oxalate transaminase (GOT) and glutamate pyruvic transaminase (GPT). The protocol of physical training used in this experiment was efficient to reduce body weight and to enhance hepatic and muscle glycogen content, mainly on muscles with predominance of white fibers. The use of supraphysiological doses of AAS potentiated only some of these effects with no alteration of seric transaminases levels
Subject: Educação física
Músculos
Esteróides anabólicos
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2004
Appears in Collections:FOP - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Cunha_TatianadeSousada_M.pdf3.08 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.