Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/288295
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Analise do limiar de fadiga eletromiografico do musculo eretor da espinha no movimento isotonico resistido, com e sem o uso do cinto pelvico
Author: Gauglitz, Augusto Cesar Ferreira
Advisor: Gonçalves, Mauro
Abstract: Resumo: O presente estudo tem por objetivo desenvolver um protocolo para determinar o limiar de fadiga eletromiográfico do músculo eretor da espinha dos lados direito e esquerdo, quando submetidos a contrações isotônicas resistidos mecanicamente e o efeito do uso ou não de um cinto pélvico neste índice, instrumentalizando assim uma metodologia de diagnóstico da capacidade física daqueles que têm o levantamento e abaixamento de carga como atividades de trabalho e colaborar assim com a prevenção de lesões por esforços repetitivos ao elevar e abaixar uma carga. Para tanto foram analisados 10 voluntários do sexo feminino com idade variando entre 18 a 21 anos (20,1 :t0,737), sem antecedentes de doenças músculo-esquelética. Utilizou-se de 15%, 25% e 50% da carga máxima individual obtida segundo protocolo proposto por BITTERCOURT (1994) e oferecida por um sistema de polias duplas. A voluntária foi posicionando com o tronco ereto e quadril estendido a partir da qual realizou a flexão do quadril até 45°, no equipamento denominado de M.A. Isostation 2.000. Utilizou-se eletrodos de superfície (Meditrace) posicionados sobre o músculo eretor da espinha bilateralmente segundo KUMAR (1997) os quais foram conectados num módulo de aquisição de sinais biológicos (Lynx), de quatro canais. A frequência de amostragem foi de 1000 Hz. Em cada registro foi realizada uma análise numérica obtendo-se o valor de RMS (Root Mean Square) do sinal. Com o objetivo de determinar o limiar de fadiga eletromiográfico, utilizou-se a metodologia proposta por DeVries (1982). Baseado nos resultados obtidos conclui-se que o protocolo proposto para determinação do limiar de fadiga eletromiográfico dos músculos eretores da espinha direito e esquerdo, durante o levantamento e abaixamento de 15%, 25% e 50% da carga máxima, efetiva-se como uma ferramenta que permite uma avaliação da capacidade de rendimento neste padrão de movimento. O uso do cinto pélvico durante o teste proposto para determinação do limiar de fadiga eletromiográfico dos músculos eretores da espinha direito e esquerdo, durante o levantamento e abaixamento de 15%, 25% e 50% de carga, não apresentou efeito sobre os índices de fadiga eletromiográfico encontrados. Outras quantidades de carga que geraram os coeficientes de inclinação e que permitiram o desenvolvimento das curvas para determinação do limiar de fadiga e nos períodos de duração do teste devem ser investigadas no sentido de otimizar o teste proposto. Quanto ao comportamento cinesiológico os músculos eretores da espinha do lado direito e esquerdo em todas as fases apresentaram aumento da atividade eletromiográfica a medida que se aumenta a concentração da carga independente do uso ou não do cinto pélvico. A fase de levantamento é aquela que desenvolve maior atividade eletromiográfica nos músculos eretores da espinha direito e esquerdo em relação ao abaixamento

Abstract: The subject of the present study aims to develop a protocol in order to determine the threshold of electromyographic fatigue of the left and right sides of the spine erecting muscle when subject to mechanically resisted isotonic contractions and the effects in using or not a pelvic belt in such index, therefore implementing a methodology for physical capacity diagnosis for those who raise and lower loads as working tasks therefore collaborating in the prevention of injuries caused by repetitive efforts in raising and lowering loads. Ten female volunteers aged between 18 and 21 years old (20,1 +/- 0,737) with no history of skeletal muscular iIIness have been analyzed. According to a protocol suggested by BITTERCOURT (1994) 15%, 25%, and 50% of individual maximum load obtained have been used and offered by a double pulley system. The volunteer was positioned with erect trunk / torso and stretched hips. The hips were inflected up to 450 in the equipment named M.A. Isostation 2000. Surface electrode (Meditrace) were placed over both sides of the spine erecting muscle according to KUMAR (1997) and then connected to a four-channel biological sign acquisition mode (Lynx). The sample frequency was 1000 HZ. A numerical analysis was performed on each register to obtain the RMS (Root Mean Square) signal value. In order to determine the threshold of electromyographic fatigue a methodology proposed by DeVries (1982) was used. According to the achieved results it was concluded that the protocol proposed to determine the threshold of electromyographic fatigue of the left and right sides of the spine erecting muscles, during raising and lowering of 15%, 25% and 50% of maximum load is carried out as a tool for the evaluation of the output capacity in that movement pattern. The use of the pelvic belt during the test designed to determine the threshold of electromyographic fatigue of the left and right sides of the spine erecting muscles, during the raising and lowering of 15%, 25% and 50% of the load had no effect on the electromyographic fatigue index found. Other load quantities which generated the leaning factors which allowed for the development of the bends to determine the threshold of fatigue and during the test must be investigated in order to improve the proposed test. The electromyography of the left and right sides of the spine erecting muscles presented an increase in the electromyographic activity in ali stages as the concentration of the load was increased in spite of the use or not of the pelvic belt. The raising stage develops a higher electromyographic activity on the left and right spine erecting muscles in relation to the lowering one. The use of the belt has no effect on the electromyographic activity on the left and right sides of the spine erecting muscle during the raising and lowering of 15%, 25%, and 50% of the maximum load
Subject: Eletromiografia
Levantamentos
Fadiga
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: GAUGLITZ, Augusto Cesar Ferreira. Analise do limiar de fadiga eletromiografico do musculo eretor da espinha no movimento isotonico resistido, com e sem o uso do cinto pelvico. 2001. 166p. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Odontologia de Piracicaba, Piracicaba, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/288295>. Acesso em: 31 jul. 2018.
Date Issue: 2001
Appears in Collections:FOP - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Gauglitz_AugustoCesarFerreira_M.pdf3.54 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.