Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/288088
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Relationship among nutritional status, caries, sugar exposure and social factors in 3-to-5-year-old preschoolers = Relação entre estado nutricional, cárie, exposição ao açúcar e fatores sociais em pré-escolares de 3 a 5 anos de idade
Title Alternative: Relação entre estado nutricional, cárie, exposição ao açúcar e fatores sociais em pré-escolares de 3 a 5 anos de idade
Author: Monteiro-Oliveira, Marcela Pinto, 1982-
Advisor: Nobre dos Santos, Marinês, 1956-
Abstract: Resumo: Este estudo transversal objetivou investigar a relação entre o estado nutricional, cárie dental, exposição diária ao açúcar e fatores sociais, assim como a presença de biofilme visível em 303 pré-escolares de 3 a 5 anos da cidade de Teresina-PI. A cárie dental foi determinada por meio do critério da Organização Mundial de Saúde (OMS) incluindo lesões iniciais de mancha branca (LMB). O peso e altura corporais foram mensurados e o Índice de massa corporal (IMC) obtido foi plotado em diagrama segundo gênero e faixa etária para obter-se o ranking do percentil segundo o Centers for Disease Control and Prevention (CDC). Os dados de exposição diária ao açúcar (líquido, sólido e total) foram obtidos pelo diário de dieta, usando-se a média de exposição diária de 72 horas. A presença de biofilme dental clinicamente visível nos incisivos superiores foi também registrada. Os fatores comportamentais e socioeconômicos foram coletados por meio de uma entrevista com as mães ou responsáveis pelas crianças. Os dados foram analisados por meio do teste qui quadrado seguido de regressão logística múltipla (? = 0,05, intervalo de confiança = 95%). Os resultados mostraram que 10,6% das crianças eram malnutridas, 17,2% tinham baixo peso, 44,9% apresentaram peso normal, 15,5% tinham sobrepeso e 11,9% eram obesos; 24,8% estavam livres de cárie e 75,2% apresentavam cárie precoce da infância (CPI). A média do ceo-s + LMB foi 10,8 (+ 11,2). Crianças com experiência de cárie apresentaram 0,3 mais chance de serem obesas do que aquelas livres de cárie (p = 0,0049). Da mesma forma, aquelas que consumiam líquidos açucarados mais de 2 vezes por dia apresentaram 2,7 mais chance de serem obesas (p = 0,0339). Nenhuma associação foi encontrada ente cárie e sobrepeso (p = 0,3640) e a presença de biofilme dental (p= 0,3190). Crianças que apresentaram o hábito de dormir com a mamadeira mostraram 2,3 vezes mais chance de terem baixo peso do que aquelas sem esse hábito (p = 0,0174). O gênero feminino apresentou a probabilidade 0,3 vezes maior de serem malnutridas do que o masculino (p = 0,00797). Além disso, pré-escolares com a presença de biofilme dental tiveram 3,1 vezes mais chance de serem malnutridas do que aquelas sem biofilme visível (p = 0,0247). Este estudo mostrou que houve relação entre experiência de cárie, consumo de líquidos açucarados e obesidade. Também mostrou relação entre o uso da mamadeira noturna e baixo peso na infância. Fatores socioeconômicos não foram relacionados ao estado nutricional da criança

Abstract: This cross-sectional study aimed to investigate the relationship among body mass index (BMI), dental caries, sugar exposure and social factors, as well as the presence of visible biofilm in 303 three-to-five-year-old preschoolers in the city of Teresina-PI, Brazil. Dental caries was recorded according to the World Health Organization criteria (WHO) + early caries lesions (ECL). Body weight/height was determined and BMI was calculated. Data regarding the sugar exposure was recorded using the mean exposure of 72-hour recall diet frequency chart. The presence of clinically visible dental biofilm on maxillary incisors was also recorded. Behavioral and social economic status of the study subjects were assessed using an interview applied to the mother. Data were analyzed by chi-square test followed by multiple logistic regression analysis (? = 0.05, confidence interval = 95%). The results showed that 10.6% of the children were malnourished, 17.2% were underweight, 44.9% had health weight, 15.5% were at risk of overweight, and 11.9% were obese; 24.8% were caries free and 75.2% had early childhood caries (ECC). The mean dmfs score was 10.8 (± 11.2). Preschool children with ECC were 0.3 times more likely to be obese than caries free children (p = 0.0049). In the same way, those who consumed liquid sugar more than 2 times a day, were 2.7 times more likely to be obese (p = 0.0339). No association was found between overweight and caries (p=0.3640) and dental biofilm (p= 0.3190). Preschool children who slept with a bottle were 2.3 times more likely to have underweight than children who did not sleep with a bottle (p = 0.0174). Female preschool children were 0.3 times more likely to be malnourished than boys (p = 0.00797). Moreover, preschool children with presence of dental biofilm were 3.1 times more likely to be malnourished than children with absent biofilm (p = 0.0247). In conclusion, our results suggest that preschool children having early childhood caries and a high liquid sugar consumption were more likely to be obese and those who were bottle fed during the night showed a higher chance of having underweight
Subject: Cárie dentária
Obesidade
Índice de massa corporal
Pré-escolar
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2015
Appears in Collections:FOP - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Monteiro-Oliveira_MarcelaPinto_D.pdf1.31 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.