Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/288038
Type: TESE
Title: Impacto da saúde bucal na qualidade de vida de adultos de diferentes níveis socioeconômicos
Title Alternative: Impact of oral health in the quality of life adults from different levels socioeconomic
Author: Silva, Edna Alves, 1963-
Advisor: Sousa, Maria da Luz Rosario de, 1965-
Abstract: Resumo: O objetivo deste estudo foi avaliar o impacto da saúde bucal na qualidade de vida em adultos de diferentes níveis socioeconômicos. Este estudo transversal foi realizado em adultos de 35 a 59 anos, residentes em São Paulo - SP. Sendo, 113 adultos que usam o serviço odontológico público e 97 adultos que utilizam o serviço odontológico privado. O impacto da saúde bucal na qualidade de vida foi avaliado com o instrumento Oral Health Profile Impact (OHIP-14), de 2 formas: O OHIP-14 gravidade (soma total) e OHIP-14 prevalência (uma ou mais classificação "frequentemente" e "sempre") que foram avaliados nas 7 dimensões. Os adultos do serviço público foram classificados como nível socioeconômico baixo (NSE baixo) e os adultos do serviço privado, como nível socioeconômico alto (NSE alto). Foram aplicados questionários para obter os dados sociodemográficos e características do serviço odontológico utilizado. O impacto da saúde bucal nos dois grupos de adultos de diferentes níveis socioeconômicos e foram comparados através do teste do Qui-quadrado e do teste Mann Whitney. Os grupos foram semelhantes quanto aos dados demográficos (idade e sexo). A média do OHIP-14 gravidade dos adultos do NSE baixo foi 11,5 (+11,3), e para os adultos do NSE alto foram 5,9 (+9,1). O grupo dos adultos do nível socioeconômico baixo apresentou maior impacto negativo no OHIP-14 prevalência 76,6% (n=49), quando comparado ao grupo dos adultos do nível socioeconômico alto, que foi de 23,4% (n=15). No OHIP-14 prevalência, o grupo do NSE baixo apresentou maior impacto em 4 dimensões: limitação física, desconforto psicológico, incapacidade psicológica e incapacidade social (p<0,05), e no OHIP-14 gravidade em todas as dimensões com exceção da limitação física (p>0,05). Os adultos dos níveis socioeconômicos baixos e altos relataram impacto negativo da saúde bucal na qualidade de vida. Entretanto, os adultos do nível socioeconômico baixo apresentaram impacto em quase todas as dimensões do instrumento, especialmente nos aspectos funcionais

Abstract: The aim of this study was to evaluate the impact of oral health on quality of life in adults according to different socioeconomic levels. This cross-sectional study was carried out in adults aged 30 t0 59 years, living in São Paulo - SP. Being, 113 adults who use public dental service and 97 adults who use private dental service. The impact of oral health on quality of life was assessed with the instrument Oral Health Impact Profile (OHIP-14), 2 ways: OHIP-14 severity (total score) and OHIP-14 prevalence (one or more rating of often and always) was evaluated in seven dimensions. Adults from public service were classified as low socioeconomic status (low SES) and adults from private service, as high socioeconomic status (high SES). Questionnaires were used to obtain demographic data and characteristics of the service used. The impact of oral health in two groups of adults from different socioeconomic levels were compared using the chi-square and Mann- Whitney test. The groups were similar with regard to demographic data (age and gender). The mean OHIP-14 severity of adults of low was 11.5 (+ 11.3), and for adults of high SES was 5.9 (+ 9.1). The group of adult of low socioeconomic status had more negative impact on OHIP-14 prevalence 76.6% (n = 49) compared to the group of adult high socioeconomic status, which was 23.4% (n = 15). OHIP-14 prevalence in the group of low SES had higher impact on 4 dimensions: physical limitations, psychological discomfort, psychological disability and social disability (p < 0.05), and OHIP-14 severity in all dimensions except for physical limitation (p>0.05). Adults of low and high socioeconomic levels reported negative impact of oral health on quality of life. However, adults of low socioeconomic impact exhibited in almost all dimensions of the instrument, particularly in the functional aspects
Subject: Classe social
Desigualdades em saúde
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2013
Appears in Collections:FOP - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Silva_EdnaAlves_D.pdf1.41 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.