Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/287956
Type: TESE
Title: Avaliação morfologica e funcional dos musculos mastigatorios em crianças com mordida cruzada posterior
Title Alternative: Evaluation morphological and functional of masticatory muscles in children with posterior crossbite
Author: Andrade, Annicele da Silva
Advisor: Gavião, Maria Beatriz Duarte, 1955-
Abstract: Resumo: O objetivo da presente pesquisa foi realizar uma revisão sistemática sobre as principais alterações funcionais associadas à mordida cruzada posterior (MCP), bem como verificar parâmetros morfológicos e funcionais de crianças com MCP, por meio de avaliação do lado preferido da mastigação, espessura muscular e atividade eletromiográfica (EMG) dos músculos mastigatórios. Para a revisão sistemática foram utilizados os descritores ¿crossbite¿ and ¿bite force¿ or ¿surface EMG¿ or ¿TMD¿. A pesquisa resultou em 494 artigos, dos quais 8 foram selecionados após passar pelos os critérios de exclusão. A revisão demonstrou que crianças com MCP apresentam menor força de mordida, função muscular assimétrica durante a mastigação e máxima intercuspidação e maior prevalência de sinais e sintomas de disfunção temporomandibular (DTM). No capítulo 2, a espessura muscular e atividade EMG dos músculos masseter e temporal anterior na posição de repouso e máxima intercuspidação foram avaliadas em crianças, de ambos os gêneros (7-10 anos), divididas nos seguintes grupos: Grupo com MCP (n=20); e Grupo com oclusão normal (ON, n=16). Para avaliação da atividade EMG e espessura muscular foram utilizados eletrodos de superfície e equipamento de ultrasom, respectivamente, nas posições de repouso e máxima intercuspidação. Os dados dos exames foram comparados entre os grupos e entre os lados dentro de cada grupo. A correlação entre espessura muscular e atividade EMG também foi avaliada. Os resultados demonstraram uma maior atividade EMG no masseter do lado cruzado em relação ao lado não-cruzado no grupo com MCP durante a máxima intercuspidação. Na avaliação da espessura muscular, não houve diferença estatística entre os lados e nem entre os grupos. Houve correlação positiva entre a atividade EMG e espessura muscular somente no masseter esquerdo do grupo controle. No capítulo 3, o lado preferido, as características dos ciclos mastigatórios e a atividade EMG durante a mastigação foram avaliados em crianças com MCP (n=20) e com ON (n=14). O lado preferido da mastigação foi avaliado através do método visual ¿spot-checking¿ e a atividade EMG dos músculos mastigatórios foi registrada com eletrodos de superfície durante a mastigação habitual por 20s, período em que também foi quantificada a duração e a freqüência do ciclo mastigatório. Os dados foram comparados entre os lados e entre os grupos. A correlação entre a atividade EMG e duração dos ciclos também foi avaliada. Os resultados demonstraram que os 2 grupos, MCP e ON, não apresentaram um lado preferido da mastigação. A atividade EMG dos músculos mastigatórios, a velocidade e duração dos ciclos não diferiram entre os grupos. Houve correlação positiva significativa entre atividade EMG do masseter e a duração dos ciclos no grupo MCP. De acordo com os estudos, conclui-se que crianças com MCP apresentam atividade EMG assimétrica do masseter durante a máxima intercuspidação, porém esta assimetria não resultou em alterações na espessura muscular. Além disso, as características morfológicas e funcionais da mastigação avaliadas na presente pesquisa não diferiram entre crianças com e sem MCP

Abstract: The aim of the present research was to perform a systematic review about the major functional changes associated with posterior crossbite (PCB), as well as to verify morphological and functional parameters of children with PCB, through the evaluation of the preferred chewing side, muscle thickness and electromyographic (EMG) activity of masticatory muscles. For the systematic review the descriptors "crossbite" and "bite force" or "surface EMG" or "TMD" were used. The search resulted in 494 articles, in which 8 met the inclusion criteria. The review showed that children with posterior crossbite presented reduced bite force, asymmetrical muscle function during chewing or clenching, and more prevalence of signs and symptoms of temporomandibular disorders (TMD). In chapter 1, the thickness and EMG activity of the muscles masseter and anterior temporalis in rest position and maximum clenching were evaluated in children, of both sexes (7-10 years), divided into the following groups: Group with posterior crossbite (n=20); and group with normal occlusion (NOccl, n=16). In assessing the EMG activity and muscle thickness surface electrodes and ultrasound equipment were used, respectively, in rest position and maximum clenching. Data were compared between groups and between right and left sides within each group. The correlation between muscle thickness and EMG activity was also evaluated. The results showed a higher EMG activity in the masseter of the crossbite side in relation to the non-crossbite side in the group PCB during maximum clenching. In the evaluation of muscle thickness, there was no statistical difference between sides, nor between groups. There was a positive correlation between the EMG activity and muscle thickness only in the left masseter in the NOccl group. In chapter 2, the preferred chewing side, chewing rate and EMG activity during mastication were evaluated in children with PCB and with normal occlusion (NOccl, n=14). The preferred chewing side was evaluated using a visual spot-checking method and the EMG activity of masticatory muscles was recorded with bipolar surface electrodes during habitual mastication for 20s, period in which the duration and velocity of each masticatory cycle were quantified. Data were compared between sides and between groups. The correlation between EMG activity and cycle duration was also evaluated. The results demonstrated that both groups, PCB and NOccl, did not present a preferred chewing side. The EMG activity of masticatory muscles, the chewing rate and cycle duration did not differ between groups. The correlation between chewing rate and EMG activity of masseter was statistically significant in the PCB group. It was concluded that children with PCB present asymmetric muscle activity of the masseter muscle during maximal clenching, but this asymmetry did not result in alterations in the muscle thickness. Moreover, the morphological and functional characteristics of mastication evaluated in the present research did not differ between children with or without PCB
Subject: Eletromiografia
Ultrassonografia
Mastigação
Maloclusão
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2008
Appears in Collections:FOP - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Andrade_AnniceledaSilva_M.pdf1.19 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.