Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/287943
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Ansiedade, qualidade do sono e concentração de cortisol salivar em tenistas adolescentes
Author: Mahn, Paulo Ângelo, 1969-
Advisor: Gavião, Maria Beatriz Duarte, 1955-
Abstract: Resumo: Dentre os diversos fatores psicológicos que influenciam o desempenho dos atletas no esporte de alto rendimento, a ansiedade tem sido um dos mais determinantes. No tênis de campo, a alta competitividade entre os atletas, associado com a individualidade desta modalidade constitui uma fonte geradora de ansiedade. Os hábitos relativos ao sono podem influenciar o desempenho do atleta. O hormônio cortisol é considerado um importante indicador da ansiedade competitiva, pois sua produção e secreção aumentam antes, durante e após situações ocasionadas por eventos competitivos. O objetivo do presente estudo foi avaliar os níveis de ansiedade psicológica e fisiológica e a qualidade de sono em jovens atletas de tênis de campo, do sexo masculino, durante dois treinos e na primeira rodada de um torneio regional e de um torneio estadual. A amostra foi constituída por vinte tenistas do sexo masculino de 15 a 18 anos de idade. Foram aplicadas as versões brasileiras do Inventário da Ansiedade de Beck e do Mini Questionário do Sono antes do 1º treino para avaliação da ansiedade psicológica e da qualidade do sono; e os níveis de cortisol salivar para avaliação da ansiedade fisiológica. As coletas de saliva foram realizadas em 4 momentos: 1º no treino; 2º no campeonato regional; 3º no treino; 4º no campeonato estadual, obtendo-se três amostras em cada uma: 1- Ao despertar; 2 - Cinco minutos antes do torneio ou treino; 3 - Entre o 1º e 2º set. O cortisol foi quantificado pela técnica imunoenzimática. Os resultados mostraram que a ansiedade psicológica variou de mínima a leve. A qualidade do sono apresentou grande variabilidade. Não houve diferença significativa nos valores de cortisol salivar entre os três tempos de coleta no 1º treino e no torneio regional. No 2º treino, os valores, 5 minutos antes da partida foram similares ao acordar, com declínio significativo entre o 1º e 2º set em relação às concentrações prévias. Na comparação entre o 1º treino e o 2º treino houve diferença significativa nos valores do cortisol salivar aos 5 minutos antes da partida, com valor superior no 2º treino, diferença que não foi percebida como significativa ao acordar e entre o 1º e o 2º set. No torneio estadual, 5 minutos antes da partida e entre o 1º e 2º set, os valores do cortisol foram similares entre si, e significativamente maiores do que ao acordar. As concentrações do cortisol salivar aos 5 minutos antes da partida e entre o 1º e 2º set foram significativamente maiores no torneio estadual em relação ao regional. Não houve associação da qualidade do sono e níveis de ansiedade e o fato de ter sido derrotado em pelo menos um treino e/ou campeonato. Concluiu-se que os tenistas podem ter sido afetados pelo desafio, demonstrado pela maior concentração de cortisol salivar durante o torneio estadual em relação à concentração ao acordar e em relação ao torneio regional

Abstract: Among the various psychological factors that influence the performance of athletes of high rate sport performances, anxiety has been one of the most crucial. In tennis, the high competitiveness among athletes, associated with the individuality, is a generator of anxiety. The sleep-related habits can influence an athletes' performance. The hormone cortisol is considered an important indicator of anxiety in competitions, since its production and secretion are increased before, during and after competitive events. The aim of this study was to assess levels of psychological and physiological anxiety and the quality of sleep in young tennis players, in two trainings and in the first round of the regional tournament and in the first round of the state tournament. The sample was composed by 20 males adolescent players aged from 15 to 18 years. The Brazilian versions of the Beck Anxiety Inventory and the Mini Sleep Questionnaire were applied before the 1st training for psychological assessment of anxiety and sleep quality; and levels of salivary cortisol were used to assess the physiological anxiety. The saliva samples were collected in 4 periods: 1st - training; 2nd - regional tournament; 3rd - training; 4th - state tournament, obtaining three samples in each period: 1 - Upon awakening, 2 - Five minutes before the tournament or training; 3 - Between the 1st and 2nd sets. The cortisol was measured by enzyme immunoassay. The results showed that the psychological anxiety ranged from minimal to moderate. The quality of sleep reported great variability. There was no significant difference in salivary cortisol values among the three sampling times in the first training and in the regional tournament. During the 2nd training, the values of salivary cortisol, 5 minutes before the match were similar to those at awakening with a significant decline of the 1st and 2nd sets compared with the previous concentrations. The comparison between the 1st and the 2nd trainings showed no significant difference in the values of salivary cortisol at 5 minutes before match, but with a higher value in the 2nd training. This difference was not perceived as significant at waking up and between the 1st and the 2nd set. In the state tournament before the match and between the 1st and 2nd sets, the cortisol values were similar to each other, and significantly higher than those at awakening. The salivary cortisol concentrations at 5 minutes before the match and xii between the 1st and 2nd sets were significantly higher in the state tournament compared with the regional one. There was no association among sleep quality and anxiety levels and the fact of having been defeated at least in one training and/or one tournament. Concluding, it can be suggested that athletes may have been affected by the challenge, since the cortisol concentrations were higher in the state tournament and training in relation to the values upon awakening and in relation to the regional one
Subject: Hidrocortisona
Competição (Esporte)
Atletas
Esportes
Jovens
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2013
Appears in Collections:FOP - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Mahn_PauloAngelo_D.pdf1.03 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.