Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/287917
Type: TESE
Title: Protocolo de terapia periodontal baseado no debridamento mecanico com ultra-som associado ou não ao PVP-I : analise clinica e bioquimica do biofilme dental
Author: Zanatta, Guilherme Menegaz
Advisor: Casati, Márcio Zaffalon, 1973-
Abstract: Resumo: O objetivo deste estudo foi avaliar um protocolo de tratamento periodontal, baseado no debridamento periodontal boca toda em estágio único, com ultra-som, associado ou não ao iodo polivinilpirrolidona (pvp-i). Foram utilizados 40 pacientes, de ambos os sexos, com pelo menos 8 dentes, distribuídos nas duas arcadas, com profundidade de sondagem maior ou igual a 5mm e presença de sangramento após a sondagem. Os pacientes foram divididos aleatoriamente em 3 grupos, com 15 pacientes, que receberam os seguintes tratamentos: grupo Tc = raspagem e alisamento radicular realizado por arcada, com curetas convencionais, sem limite de tempo, associado ao ultra-som e solução refrigerante de Cloreto de Sódio (NaCl) 0,9%; grupo Di = debridamento periodontal boca toda em estágio único, num tempo máximo de 45 minutos, com ultra-som, tendo como solução refrigerante pvp-i à 0,5% de iodo ativo; grupo D = debridamento periodontal boca toda em estágio único, num tempo máximo de 45 minutos, com ultra-som, tendo como substância refrigerante NaCl 0,9%. Na reavaliação de 3 meses, a redução média da profundidade de sondagem no grupo D foi de 2,58mm ± 0,6, no grupo Di foi de 2,54mm ± 0,50 e no grupo Tc ficou em 2,50mm ± 0,52. Na avaliação do nível clínico de inserção observou-se um ganho de 1,86mm ± 0,56 no grupo Tc, 1,95mm ± 0,70 no grupo Di e 2,00mm ± 0,92 no grupo D. Não houve diferença estatística, na análise intergrupo dos parâmetros clínicos, aos 3 meses de acompanhamento (p>0,05). Durante a análise da recessão gengival não se observou diferença significativa entre os grupos, apenas em relação aos períodos avaliados. A avaliação da atividade tipo tripsina do biofilme apresentou uma redução significativa apenas no primeiro mês (Tc= 4,03 ± 5,43; Di= 6,51 ± 4,83; D= 7,98 ± 5,97), não houve diferença intragrupo aos 3 meses (p=0,80). Esses achados revelaram que o debridamento periodontal boca toda em estágio único, com ultra-som, associado ou não ao pvp-i, mostrou ser capaz de restabelecer a saúde periodontal de pacientes portadores de periodontite crônica

Abstract: The aim of the present study was to evaluate the clinical effects of a single course of full mouth debridement with ultrasound associated to irrigation with 0.5% pvp-iodine in chronic periodontitis patients. Forty patients were randomly assigned into three groups: The CG group received quadrant root planning at intervals of one week over four consecutive sessions; the PD-PIG group received full mouth debridement with ultrasound associated to 0.5% pvp-iodine irrigation in 45 min; and the PDG group received full mouth debridement with ultrasound associated to NaCl irrigation in 45 min. At 3 month¿s reevaluation the mean PD reduction in CG group was 2.51 mm ± 0.52, 2.53 mm ± 0.50 in PD-PIG group and 2.58 mm ± 0.60 in PDG group. The CAL analysis showed a gain of 1.87 mm ± 0.56 (CG), 1.94 mm ± 0.70 (PD-PIG) and 1.99 mm ± 0.92 (PDG). When comparing baseline to 3-month reevaluation statistically significance was observed in PD reduction and CAL gains (p<0.05). BAPNA test did not show any statistically difference in plaque samples at 3 months when compared to baseline (p=0.80). These findings suggest that one-stage full-mouth debridement can obtain beneficial effects instead of short time treatment
Subject: Periodontia
Bolsa periodontal
Iodo
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2005
Appears in Collections:FOP - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Zanatta_GuilhermeMenegaz_M.pdf1.41 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.