Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/287884
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Avaliação da estabilidade no avanço mandibular atraves da osteotomia sagital dos ramos mandibulares : analise cefalometrica em norma lateral
Author: Costa, Delson João da
Advisor: Moraes, Marcio de, 1966-
Abstract: Resumo: Este trabalho teve como objetivo avaliar através de estudo cefalométrico em norma lateral, a estabilidade óssea de pacientes submetidos à cirurgia ortognática de avanço mandibular, pela técnica de osteotomia sagital dos ramos mandibulares e fixação interna rígida com parafusos bicorticais de titânio por acesso transcutâneo, com o uso de trocarte. Foram selecionados quatorze pacientes do Serviço de Cirurgia e Traumatologia Buco-Maxilo-Faciais, da Clínica de Fraturas e Ortopedia - Hospital XV, em Curitiba, Paraná, Brasil. Foram analisadas quarenta e duas telerradiografias em norma lateral e obtidos traçados cefalométricos em três tempos distintos. O primeiro traçado foi realizado antes do início do preparo ortodôntico, o segundo no pós-cirúrgico imediato e o terceiro realizado após a remoção da aparatologia ortodôntica, no pós-cirúrgico tardio. Sobre estes traçados, foi feita uma linha de referência vertical (LRV) e realizado a mensuração da distância linear até pontos cefalométricos da mandíbula, nos três tempos. A medida angular utilizada foi a profundidade de mandíbula. Após as mensurações, os resultados foram submetidos à análise estatística pelo teste de Tukey (Tukey's Studentized Range) com nível de significância a de 5 %, que não apresentou diferença estatística entre o período pós-cirúrgico imediato e pós-cirúrgico tardio, em relação as medidas lineares e houve diferença estatística na medida angular, embora clinicamente não tenha provocado alterações estéticas significativas. Concluímos que o avanço mandibular através da osteotomia sagital dos ramos mandibulares e fixação interna rígida com parafusos bicorticais de titânio de 2,0 mm, é um procedimento eficaz em relação à estabilidade óssea

Abstract: The objective of this cephalometric research was to evaluate mandibular bone stability (skeletal stability) after bilateral saggital ramus split osteotomy in mandibular advancement and internal rigid fixation by 2.0mm bicortical titanium screws. The subjects of this research were 14 consecutive retrognathism patients who received isolated surgical treatment for mandibular advancement at Oral and Maxillofacial Department of Clinica de Fraturas e Ortopedia XV in Curitiba, Paraná State, Brazil. Cephalograms were taken from 42 lateral cephalometric x-rays at three different periods of time. The first cephalogram was taken before orthodontic treatment taking place. The second, immediately after surgery and finally, the third, immediately after braces have been removed. Over those cephalograms a vertical indication line (LRV) was drawing. The distance from this line to mandibular cephalometric points was taken at three different periods. The angular measure taken was mandibular depth. Ali measurements were submitted to Tukey's Studentized Range (TSR) with a significant alpha levei of 5%. The final data analysis did not shown statistical difference between periods, after surgery and after removal the orthodontic appliances when linear measures were analyzed. On the other hand, statistical difference was present when angular values were analyzed but were not significant. We come to the conclusion that bilateral saggital split osteotomy for mandibular advancement and 2.0mm bicortical titanium screws for internal rigid fixation is a reliable and stable surgical procedure
Subject: Cirurgia
Cefalometria
Face
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2004
Appears in Collections:FOP - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Costa_DelsonJoaoda_M.pdf2.8 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.