Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/287874
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: Avaliação da alteração da qualidade de vida em pacientes com deformidade dentoesquelética classe III submetidos à cirurgia ortognática
Title Alternative: Assessment of quality of life in class III patients undergoing ortognhatic surgery
Author: Castro e Silva, Lucas Martins de, 1980-
Advisor: Moraes, Marcio de, 1966-
Abstract: Resumo: A qualidade de vida pode ser definida como a percepção do indivíduo sobre a sua posição na vida, dentro do contexto do sistema cultural e valores nos quais está inserido, e em relação aos seus objetivos, expectativas, padrões e preocupações. O tratamento ortocirúrgico é utilizado para corrigir as deformidades dentoesqueléticas e as discrepâncias entre os maxilares, devolvendo ao paciente uma oclusão satisfatória. Um dos seus objetivos é a melhora da estética facial, com consequente impacto nas relações interpessoais. O estudo da qualidade de vida de pacientes portadores de deformidades dentoesqueléticas e a avaliação da influência do tratamento ortocirúrgico apresenta notável importância, haja vista as alterações psicossociais, bem como possíveis dificuldades de adaptação, aceitação da nova imagem, mudança no estado emocional e na forma de interação com a sociedade. Em vista dos fatos apresentados, o presente estudo teve como objetivo avaliar a qualidade de vida de pacientes com deformidade dentoesquelética de classe III submetidos à cirurgia ortognática. Para tanto, foram avaliados 25 pacientes com má oclusão Classe III de Angle, submetidos à cirurgia ortognática para correção da deformidade dentoesquelética, utilizando como instrumento de pesquisa a aplicação do "Questionário de Qualidade de Vida para Pacientes Ortocirúrgicos" (B-OQLQ), em dois períodos: 30 dias antes da cirurgia (T0) e 6 meses após a cirurgia (T1). O questionário B-OQLQ é específico para avaliação da qualidade de vida em pacientes com deformidades dentoesqueléticas, e baseia-se em 22 perguntas que se dividem em 4 domínios: a) Estética facial; b) Função; c) Consciência da deformidade e d) Aspectos sociais da deformidade dentoesquelética. Desses 25 pacientes, 15 pacientes (60%) eram do gênero feminino e 10 (40%) do gênero masculino. Dez pacientes foram submetidos à cirurgia de avanço maxilar, nove à cirurgia bimaxilar (avanço de maxila e recuo da mandíbula) e seis submetidos a recuo da mandíbula. A idade média para as mulheres foi de 26,11 anos (18 a 35) e para os homens 31,13 anos (21 a 59). A discrepância dentária entre os incisivos (overjet) foi em média de 4,36mm ± 2,55. Os resultados demonstraram não haver correlação entre o overjet e o nível de satisfação após a cirurgia. Não foi estatisticamente significante a relação entre a satisfação dos pacientes e o tipo de cirurgia realizada. Foi evidenciado melhora na qualidade de vida no pós-operatório de seis meses (p < 0,05), com efeito positivo em todos os quatro domínios do questionário. Como conclusão foi possível afirmar que a cirurgia ortognática melhorou significativamente a qualidade de vida dos pacientes avaliados

Abstract: Quality of life can be defined as the individual's perception of their position in life, within the context of the culture and value systems in which it is inserted, and in relation to their goals, expectations, standards and concerns. The orthodontic and surgical treatment is used to correct the dentofacial deformities and the discrepancies between the jaws, returning to patients a satisfactory occlusion. One of its goals is to improve facial aesthetics, with consequent impact on interpersonal relationships. The study of quality of life in patients with dentofacial deformities and the assessment of the influence of surgical treatment have notable importance, considering the psychosocial changes and possible difficulties of adaptation, acceptance of the new image, changes in emotional state and interaction with society. In view of the facts presented, this study aimed to evaluate the quality of life in patients with Class III malocclusion and dentofacial deformity underwent orthognathic surgery. Therefore, we evaluated 25 patients with Angle¿s class III malocclusion, who underwent orthognathic surgery to correct dentofacial deformity, through the application of the brazilian version, B-OQLQ, in two period: 30 days before the surgery (T0) and 6 months after surgery (T1). The questionnaire B-OQLQ is specific to assess quality of life in patients with dentofacial deformities, and is based on 22 questions that are divided into four domains: a) Facial aesthetics; b) Oral function; c) Awareness of dentofacial aesthetics; and d) Social aspects of dentofacial deformity. Of these 25 patients, 15 patients (60%) were female and 10 (40%) were male. Ten patients underwent maxillary advancement surgery, nine to bimaxillary surgery (maxillary advancement and mandibular setback) and six underwent mandibular setback. The average age for women was 26.11 years (18-35) and for men 31.13 years (21-59). The dental discrepancy between the incisors (overjet) was on average 2.55 ± 4,36mm. There was no correlation between overjet and the level of satisfaction after surgery. There was no statistically significant relationship between patient satisfaction and the type of surgery performed. The results revealed statistically significant differences, showing improvement in quality of life in the postoperative period of 6 months (p <0.05), with a positive effect in all four domains of the questionnaire. In conclusion was possible to affirm that orthognathic surgery significantly improved the quality of life of patients
Subject: Cirurgia ortognática
Qualidade de vida
Maloclusão
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2015
Appears in Collections:FOP - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
CastroeSilva_LucasMartinsde_D.pdf1.04 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.