Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/287836
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Estudo prospectivo da alteração de sensibilidade do nervo alveolar inferior e mentual após fratura de mandíbula e tratamento cirúrgico
Title Alternative: Prospective study of sensorial changes of inferior alveolar and mental nerves after mandible fracture and surgical treatment
Author: Gonçalves, Gabriela Mayrink
Advisor: Araujo, Marcelo Marotta
Abstract: Resumo: O tratamento das fraturas mandibulares pode ser conservador ou cirúrgico. Dentre as complicações advindas do trauma e do tratamento das fraturas, destacam-se: comprometimento de vias aéreas, sangramento, perda ou danos aos dentes e osso alveolar, não-união, má-união, infecção, desordens temporomandibulares (especialmente em fraturas de côndilo), má-oclusão e lesões aos nervos, em especial ao alveolar inferior e mentual. O objetivo deste trabalho foi avaliar o grau de perda de sensibilidade e de recuperação do nervo alveolar inferior e mentual em pacientes vítimas de fraturas mandibulares, que foram submetidos ao tratamento cirúrgico. Foram avaliados 19 pacientes e 27 hemimandíbulas em 6 diferentes tempos: pré-operatório (T1) , pós-operatório de 1 semana (T2), pós-operatório de 1 mês (T3), pós-operatório de 3 meses (T4), pós-operatório de 6 meses (T5) e pós-operatório de 1 ano (T6). Para esta avaliação, foram utilizados métodos subjetivos e objetivos. Os subjetivos consistiram de um questionário com perguntas objetivas avaliando a perda de sensibilidade ao paciente. Para os testes objetivos foram demarcados 9 pontos em cada hemimandíbula. Cada um desses pontos foi analisado utilizando os filamentos de Semmes-Weinstein (estesiômetro), uma agulha de calibre 0,7mm e spray refrigerante. Foram feitos testes de sensibilidade dolorosa, sensibilidade tátil, sensibilidade térmica e de tração unidirecional. Para avaliar os resultados, foram utilizados os testes qui-quadrado para a hipótese de ausência de associação entre os indicadores de sensibilidade e as respostas do questionário e o teste de Cochran-Mantel e Haenszel para hipótese de igualdade. Todos os testes objetivos mostraram uma queda na sensibilidade no T2 estatisticamente significante (p < 0,0001) e uma melhora significativa após T4 (?<0,05). Os testes subjetivos mostraram associação com os objetivos, e foi observado relato de melhora da sensibilidade após T4 (p < 0,0001). Assim, conclui-se que a primeira semana pós-operatória é o período em que há maiores alterações em relação a sensibilidade e que após 3 meses de pós-operatório, a recuperação chega ao seu ápice, sendo pouca diferença observada após este período

Abstract: Mandibular fractures occur with greater frequency due to its prominent position in the face. The treatment can be conservative (using only intermaxillary fixation) or surgical. Among the complications of the trauma and treatment of fractures include: airway compromise, bleeding, loss or damage to teeth and alveolar bone, non-union or bad-union, infection, temporomandibular disorders (especially in condylar fractures ) and nerve injuries, in particular the inferior alveolar nerve. The aim of this study was to evaluate the degree of paresthesia and recovery of inferior alveolar nerve in patients with mandibular fractures who underwent surgical treatment. We evaluated 19 patients (27 hemi mandibles) at six different times: preoperatively (T1), postoperative 1 week (T2), postoperative 1 month (T3), postoperative 3 months (T4), postoperative 6 months (T5) postoperatively and 1 year (T6). For this evaluation, we used subjective and objective methods. The subjective questionnaire consisted in questions about the loss of sensitivity to the patient, while the objective test assessed the degree of paresthesia in 9 points in each hemimandible (the region between the mental foramen). To achieve the objective tests were used Semmes-Weinstein monofilaments (esthesiometer), a 0.3 mm gauge needle and freeze spray. Objective tests were: pain sensitivity, tactile sensitivity, thermal sensitivity and unidirectional traction. To evaluate the results were analyzed using Likelihood Ratio Chi-square test for the hypothesis of no association between indicators of sensitivity and responses to the questionnaire and the Cochran-Mantel-Haenszel test and for equality hypothesis. All objective tests showed a worsening in sensitivity at T2 statistically significant (p <0.0001) and a significant improvement after T4 (? <0.05). The subjective tests showed an association with the objectives tests, and noted a report of improvement in sensitivity after T4 (p <0.0001). Thus, we conclude that the first postoperative week is the period in which there are major changes with respect to sensitivity and after 3 months postoperatively the recovery reaches its apex with little difference observed after this period
Subject: Traumatismos mandibulares
Parestesia
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: GONÇALVES, Gabriela Mayrink. Estudo prospectivo da alteração de sensibilidade do nervo alveolar inferior e mentual após fratura de mandíbula e tratamento cirúrgico. 2011. 78 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Odontologia de Piracicaba, Piracicaba, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/287836>. Acesso em: 18 ago. 2018.
Date Issue: 2011
Appears in Collections:FOP - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Goncalves_GabrielaMayrink_M.pdf915.66 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.