Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/287822
Type: TESE
Title: Influencia dos modos de ativação no grau de conversão, resitencia e morfologia da interface de união de sistemas de cimentação e adesivos
Title Alternative: Effect of different activation modes on the degree of conversion, tensile bond strength and interfacial morphology of dual-cured cementing systems used in indirect composite restorations
Author: Arrais, Cesar Augusto Galvão
Advisor: Giannini, Marcelo, 1969-
Abstract: Resumo: A não fotoativação do sistema adesivo previamente à aplicação do cimento resinoso tem sido proposta quando sistemas de cimentação de dupla ativação (SCDA - sistemas adesivos de dupla ativação / cimentos resinosos de dupla ativação) são utilizados. Entretanto, existe uma carência de relatos científicos a respeito da efetividade dos SCDA. Os objetivos deste estudo foram: 1- avaliar a resistência de união (RU) e a morfologia da interface de união de restaurações indiretas de compósito através da utilização da microscopia confocal laser quando os sistemas adesivos de dupla ativação foram ou não fotoativados previamente à aplicação dos cimentos resinosos; 2- analisar o grau de conversão (GC), através da Espectroscopia Infravermelha Transformada de Fourier (FTIR), e a RU de SCDAs quando a fotoativação não foi realizada ou atenuada pela presença da restauração indireta; 3- avaliar o GC e resistência coesiva de sistemas de união quando utilizados diferentes unidades de fotoativação (LEDs e de luz halógena). A RU e resistência coesiva foram avaliadas através do ensaio de microtração. Para a análise em microscopia confocal laser, diferentes corantes foram incorporados nos SCDAs previamente à sua aplicação. Para a análise do GC, os SCDAs foram aplicados na superfície do diamante da unidade de reflectância total atenuada acoplada ao espectrômetro infravermelho. O GC dos sistemas de união não relacionados aos SCDAs foi obtido utilizando-se filmes de resina adesiva. Os resultados demonstraram que a não fotoativação do sistema adesivo de dupla ativação previamente à cimentação não afetou a RU, e que os valores foram até superiores para um SCDA de 4ª geração quando o agente de união não foi fotoativado. A análise em microscopia confocal laser exibiu variação nas características morfológicas da interface de união, variando de acordo com o SCDA utilizado e com o modo de ativação de ambos componentes (sistema adesivo e cimento resinoso). Para alguns SCDAs, o GC foi reduzido pela presença do disco de compósito posicionado entre o SCDA e a ponta da unidade fotoativadora. A não fotoativação dos SCDAs resultou em GC inferiores aos obtidos com exposição direta da luz. A não fotoativação da maioria dos SCDAs também resultou em valores inferiores de RU, exceto quando um sistema de 4ª geração foi utilizado. A utilização de LED resultou em GC inferior ao obtido quando a luz halógena foi utilizada mas não afetou a resistência coesiva dos sistemas adesivos avaliados. Pode-se concluir que a não fotoativação dos sistemas adesivos é uma alternativa aceitável durante a cimentação de restaurações indiretas, porém os SCDAs necessitam de luz fotoativadora para garantir adequada RU. A utilização de LEDs pode comprometer o GC dos sistemas adesivos

Abstract: The lack of light-activation of dual-cured bonding agents before the resin cement application has been an alternative technique of cementing indirect restorations when dual-cured cementing systems are used (DCS ¿ dual-cured bonding agents / dual-cured resin cements). However, few reports exist regarding the effectiveness of DCS when dual-cured bonding agents are left in the uncured state before the seating of the indirect restoration. Therefore, the aims of this study were: 1- to evaluate the microtensile bond strength (MTBS) and micromorphology of the adhesive interface of indirect restorations by confocal laser microscopy (CLSM) when the dual-cured bonding agents were left in the uncured state; 2- to analyze the degree of conversion (DC) by Fourier Transformed Infrared Spectroscopy and the bond strength of indirect restorations when DCSs were applied to the tooth and light activated or allowed to self-cure; 3- to evaluate the DC and ultimate tensile strength (UTS) of bonding agents light-activated with light curing units (LEDs and halogen light). The MTBS and UTS were analyzed using microtensile bond strength test. Different dyes were incorporated to the DCSs before they were applied to teeth for the CSLM analysis. For the DC analysis, the DSCs were applied to the diamond surface of attenuated total reflectance unit of the infrared device. The DC of the bonding agents related to the study evaluating the effectiveness of light-curing units was obtained from thin resin adhesive films. The results demonstrated that the MTBS was not affected, and the values were even higher for one 4th generation DCS, when the dual-bonding agents were left in the uncured state before the resin cement application. The CLSM analysis exhibited some variation in the micromorphological features, which depended on the DCSs and on the curing modes of bonding agents and resin cements. Some DCSs showed lower DC when pre-cured resin composite discs were used. The self-cured groups exhibited lower MTBS than the light-activated ones, except for one 4th generation DCS. The LED promoted lower DC in all bonding agents than did the halogen light. No difference in UTS was observed when LED was used. It was concluded that leaving the dual-cured bonding agent in the uncured state before seating the indirect restoration may be a reliable technique to ensure adequate MTBS, but most DCSs should be light-activated after seating the indirect restoration to provide optimal bond strength. Some LEDs can compromise the DC of adhesive systems
Subject: Adesivos dentários
Cimentos de resina
Resistência de materiais
Dentina
Polimerização
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2006
Appears in Collections:FOP - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Arrais_CesarAugustoGalvao_D.pdf8.56 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.