Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/287756
Type: TESE
Title: Formação de doutores no país e no exterior : impactos na internacionalização da ciência brasileira
Title Alternative: Doctoral training at home and abroad : impacts on the internationalization of Brazilian science
Author: Ramos. Milena Yumi, 1978-
Advisor: Velho, Léa Maria Leme Strini, 1952-
Abstract: Resumo: Esta tese explora a(s) interpretação(ões) e a(s) abordagem(ns) que o Brasil - em nível governamental e institucional - tem adotado, a partir de meados de 1990, quanto aos processos de mobilidade, colaboração e internacionalização do ensino superior e da pesquisa e seu rebatimento na formação de doutores no contexto da economia do conhecimento. Para isso, analisa: (i) as evidências e argumentos que suportam o foco recente da política brasileira de formação doutoral; (ii) as visões, estratégias e condições dos programas de pós-graduação brasileiros de excelência quanto à internacionalização do ensino superior e da pesquisa; e (iii) o perfil dos doutores formados no Brasil, em termos de competências e habilidades, vis-à-vis aquele buscado pelos principais empregadores na atualidade. Constatou-se que o país tem enviado cada vez menos estudantes de doutorado ao exterior para formação plena. Em contrapartida, a formação em instituições nacionais, complementada por estágios de pesquisa no exterior (na forma de períodos sanduíche ou pós-doutorados), tornou-se a forma preferencial de treinamento avançado. Entre os programas de pós-graduação que atingiram excelência internacional, de acordo com critérios da Capes, uma concepção de internacionalização orientada a atividades é predominante: a mobilidade internacional é entendida como o principal mecanismo para impulsionar o intercâmbio científico e a colaboração em pesquisa, contribuindo para expandir seu perfil e impacto internacional. Essa visão é realizada por meio de um modelo ainda fortemente baseado numa "abordagem para o exterior", na qual a pesquisa está claramente no centro do processo de internacionalização. Embora incipientes, iniciativas de atração de acadêmicos estrangeiros e esforços de "internacionalização em casa" começam a ganhar espaço. Em geral, a presença de docentes com formação, experiência e interesse internacional que conseguem mobilizar suas redes internacionais para estabelecer intercâmbio científico e colaborações em pesquisa é apontada como condição chave para a internacionalização. Porém, a ausência de uma estratégia nacional, a falta de sistemas administrativos eficientes, de políticas institucionais e de gestão profissional nas instituições obstaculizam o desenvolvimento dessas conexões em laços de cooperação mais significativos e sustentados. O movimento de diversificação da formação de doutores ainda não encontrou espaço no país. O modelo vigente, único, focado na carreira e no desempenho acadêmico, está assentado em uma visão quantificada de qualidade da ciência. Tal modelo não estimula o desenvolvimento de competências e habilidades compatíveis com os requisitos da ciência contemporânea e dos principais empregadores de doutores na atualidade

Abstract: This PhD thesis explores interpretation(s) and approach(es) that Brazil - in the governmental and institutional levels - has adopted, from the 1990s, relative to the processes of mobility, collaboration and internationalization of higher education and research and their impact on the doctoral training in the context of the knowledge economy. In so doing, it analyses: (i) evidence and arguments supporting the recent focus of the doctoral training policy in Brazil; (ii) the visions, strategies and conditions of Brazilian graduate programs of excellence with regard to internationalization of higher education and research; and (iii) the profile of doctorate holders trained in Brazil, in terms of competences and skills, vis-à-vis those sought by major employers currently. It was found that the country has increasingly sent fewer students to pursue doctoral training abroad. On the other hand, doctoral training in national institutions, complemented by research internships abroad (as visiting PhD students or post-doctoral researchers), became the preferred form of advanced training. Among the graduate programs that have attained international excellence, according to Capes, an activity-oriented conception of internationalization is predominant: international mobility is seen as the main mechanism to boost scientific exchanges and research collaboration, thus strengthening the programs¿ international profile and impact. This view is realized by means of a model still heavily based on an "abroad approach", in which research is clearly at the center of the internationalization process. Although incipient, initiatives to attract foreign scholars and efforts towards "internationalization at home" are gaining momentum. In general, the presence of faculty members trained abroad, with international experience and interest who can mobilize their international networks to establish scientific exchanges and research collaborations is considered a key condition for internationalization. However, the absence of a national strategy, the lack of efficient administrative systems, institutional policies and professional management in most of Brazilian institutions hamper the development of those connections into more meaningful and sustained cooperation. The diversification of doctoral training models has not found space in the country. The only current model, focused on academic career and performance, is based on a quantified vision of quality in science. This study clearly shows that such model does not stimulate the development of a set of competences and skills compatible with the requirements of contemporary science and of the main employers of doctorate holders currently
Subject: Pos-graduação - Brasil
Formação academica
Internacionalização
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2014
Appears in Collections:IG - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Ramos.MilenaYumi_D.pdf3.15 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.