Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/287673
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Disputas territoriais entre o agroextrativismo do pequi e o agronegócio na substituição do Cerrado por monocultivos agroindustriais : estudo das microrregiões de Porto Franco-MA e Jalapão-TO
Title Alternative: Territorial disputes between pequi agro-extractivism and the agribusiness in the substitution of the Cerrado instead of agribusiness : study of the microregions Porto Franco (MA) and Jalapão (TO)
Author: Meiners Mandujano, Rodrigo, 1983-
Advisor: Alves, Vicente Eudes Lemos, 1967-
Abstract: Resumo: O Cerrado é o segundo maior bioma do Brasil, sua superfície corresponde a aproximadamente 21% do território do país. É considerado a Savana Tropical mais biodiversa do mundo e fornece grandes quantidades de água para as principais bacias hidrográficas do país. Porém, a inserção do agronegócio capitalista reflete em intenso desmatamento do bioma que, nos últimos 35 anos, perdeu quase a metade da sua superfície original. O pequizeiro é uma árvore de valor identitário do Cerrado, amplamente distribuída no bioma e faz parte da cultura regional dos povos tradicionais. Os objetivos do trabalho foram analisar os processos organizacionais, as estratégias de resistência e os modos de vida das organizações dos agroextrativistas do pequi no contexto da disputa pela terra com a expansão do agronegócio nas microrregiões de Porto Franco-MA e Jalapão-TO. Foram realizadas duas saídas a campo, em que foram coletadas informações por meio de entrevistas e diário de campo. Verificou-se que o pequi faz parte da cultura dos camponeses e indígenas, com a persistência de seu uso nos modos de vida, principalmente como complemento alimentar na dieta básica da população. O fruto é intensamente consumido na época da safra e comercializado de maneira informal pelos camponeses, com venda do fruto in natura para atravessadores de outras regiões. Somente uma organização comercializa derivados do fruto no mercado local e outra se encontra inoperante no momento, mas realiza uma festa anual do pequi. As principais razões do fracasso da produção e comercialização do pequi em uma rede articulada incluem: a falta de acompanhamento e análise dos resultados dos apoios governamentais e não governamentais recebidos; as regiões conservadas não têm projetos estruturados de conservação ambiental; travas na legislação e falta de capacitação e investimento para cumprimento das obrigações fito sanitárias para inclusão nos programas de apoio ao agroextrativismo; desinteresse e falta de perspectivas dos jovens das microrregiões para o agroextrativismo; ausência da participação e protagonismo das mulheres. Foi observada marcante despolitização das organizações agroextrativistas, sem posturas críticas com a identidade camponesa e com o agroextrativismo, pois atuam desconectadas dos movimentos sociais no campo. As disputas territoriais baseadas na estratégia de construção de atividades produtivas diante do avanço dos monocultivos capitalistas carecem de força, facilitando a expansão do agronegócio de forma alarmante

Abstract: The Cerrado is the second largest biome in Brazil, its surface corresponds to approximately 21% of territory of the country. It is considered the most biologically diverse tropical savanna in the world and provides great amounts of water to the main river basins of the country. However, the insertion of the agribusiness capitalist reflected in intense deforestation biome that in the last 35 years, has lost nearly half of original surface. The pequizeiro is a value tree identity of the Cerrado, widely distributed biome and is part of the regional culture of traditional peoples. The objectives were to analyze organizational processes, strategies of resistance and ways of life of the organizations agroextractivist of the pequi in the context of disputes over land with the expansion of agribusiness in micro Porto Franco-MA and Jalapão-TO. There were two field works, which information were collected through interviews and field diary. It was found that Pequi is part of peasant and indigenous culture, the persistence of its use in the ways of life, especially as a food supplement in the basic diet of the population. The fruit is intensely consumed at the crop time and marketed informally by the peasants, which sales of fresh fruit for middlemen from other regions. Only an organization sells derived the fruit for local market and another is inoperative at the moment but carries an annual pequi party. The main reasons for the failure of the production and marketing of pequi in an articulated network include: lack of monitoring and analysis of the results of governmental and non-governmental support received, the conserved regions do not have structured projects for environmental conservation; blocks in legislation and lack training and investment to satisfy the obligations phyto sanitary for inclusion in support programs agroextractivism; desinterest and lack of prospects for young people for agroextractivism, lack of participation and role of women. It was observed striking depoliticization of organizations agroextractivist without critical positions with the peasant identity and with agroextractivism because they act disconnected from rural social movements. Disputes territorial-based strategy of building productive activities before advancing monocultures capitalists lack of strength, facilitating the expansion of agribusiness alarmingly
Subject: Cerrados
Caryocar brasiliense Camb
Extrativismo
Agrofloresta
Agroindústria
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: MEINERS MANDUJANO, Rodrigo. Disputas territoriais entre o agroextrativismo do pequi e o agronegócio na substituição do Cerrado por monocultivos agroindustriais: estudo das microrregiões de Porto Franco-MA e Jalapão-TO. 2013. 168 p. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Geociências, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/287673>. Acesso em: 23 ago. 2018.
Date Issue: 2013
Appears in Collections:IG - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
MeinersMandujano_Rodrigo_M.pdf5.56 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.