Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/287512
Type: TESE
Title: A criação, circulação e transformação do conhecimento em redes de inovação : o programa de melhoramento genetico da cana-de-açucar do IAC
Author: Hasegawa, Mirian
Advisor: Furtado, André Tosi, 1954-
Abstract: Resumo: A inovação é o resultado de numerosas interações entre vários atores e instituições que, juntos, formam uma rede por onde o conhecimetno circula e se transforma muitas vezes até chegar a um resultado econômico. O objetivo do presente trabalho é tentar entender como o conhecimento circula e se transforma e como é criado e recriado durante o processo de gestação de uma inovação, no qual participam diversas organizações e atores heterogêneos. O intuito é abrir a caixa preta da criação da inovação. A idéia é usar o modelo proposto por Nonaka e Takeuchi (1997) e complementá-Io com alguns conceitos propostos por Callon (1994) e com o modelo interativo de inovação (Kline & Rosenberg, 1986). O modelo de Nonaka e Takeuchi se baseia no pressuposto de que o conhecimento humano é criado e expandido através da interação social entre os conhecimentos tácito e explícito. Primeiro, o conhecimento tácito passa da forma individual para a coletiva (socialização). É importante ressaltar que o conhecimento tácito requer aprendizado, interação social e experiência para ser transferido. Segundo, o tácito coletivo é explicitado (externalização). O conhecimento codificado é mais facilmente compartilhado, pois ele representa "informação" que pode ser transmitida a um grande número de pessoas através da in&aestrutura de informação. Finalmente, os indivíduos internalizam o conhecimento explícito e, desta forma, ampliam seu estoque de conhecimento tácito. Assim, a "espiral do conhecimento" começa novamente. Nesta dissertação, procura-se entender a criação do conhecimetno dentro de redes de inovação, e não somente dentro dos limites de uma organização isolada. Assume-se que o processo inovativo é caracterizado por constantes interações e feedbacks entre pesquisa, desenvolvimento e mercado. Então, o conhecimento circula por estes pólos, que são formados por muitos atores (instituições de pesquisa, usuários, firmas, indivíduos externos, etc). Estes atores são heterogêneos e formam uma rede onde cada um possui uma linguagem e um comportamento diferente. No estabelecimento das ligações sociais entre eles, muitas operações de tradução são necessárias antes que a comunicação e as trocas possam ocorrer de forma eficiente. O modelo de criação do conhecimento de Nonaka e Takeuchi deu conta de explicar apropriadamente os fluxos de conhecimentos dentro de uma rede de inovação. Constatou-se, no estudo de caso, que o conhecimento passou das dimensões tácita para explícita, individual para coletiva e específica para geral, e também ficou claro que as traduções são muito mais dificeis dentro de uma rede de inovação heterogênea do que dentro de uma única organização. Estudo de caso: Programa de Melhoramento Genético da cana-de-açúcar do IAC

Abstract: Innovation is the result of nwnerous interactions among severa! actors and institutions that together fonn a network through wlúch knowledge flows and is transfonned until it reaches an economic resulto This dissertation aims at opening the "black box" ofthe innovation creation by studying how knowledge flows and is created and recreated during the innovative processo The idea is to use the model proposed by Nonaka and Takeuchi (1997) and to extend it with some ofthe concepts used by Callon (1994), and with the interactive model ofinnovation (Kline &Rosenberg, 1986). The model of Nonaka and Takeuclú is based on the asswnption that hwnan knowledge is created and expanded through the social interaction between tacit and explicit knowledge. First, tacit knowledge goes &om an individual fonn to a collective fonn (socialization). It is worth emphasizing that tacit knowledge requires learning, social interaction and experience to be transferred. Second, coIlective tacit knowledge is converted into explicit knowledge (articulation). The codified knowledge is more easily made collective, because it is transfonned into "infonnation" which can be transmitted to a large nwnber of individuais through infonnation in&astructures. Finally, individuais internalize the explicit knowledge, which extends their tacit knowledge base. Thus, the "spiral ofknowledge" starts ali over again. In this paper we want to understand the knowledge creation within innovation networks, and not only within a single organization. We recognize that innovation process is characterized bya constant interaction and feedback between research, design activities and market. Thus, the knowledge circulates through these poles, which are fonned by many actors (research institutions, users, finns, external individuais, etc). These actors are heterogeneous and constitute a network. Each actor acts and speaks in a different way. In the establishment of the social link between them many translation operations are necessary before the communication and exchanges could occur efficiently. However, the Nonaka & Takeuclú model of knowledge creation can explain appropriately the knowledge flows inside an innovation network. We found in our case study that knowledge is transfonned &om an individual to a collective dimension, &om the tacit to the explicit fonn, and &om the specific to the general dimension. Meanwlúle, translation process is much more difficult inside a heterogeneous innovation network than inside a single organization. Case study: Campinas Agriculture Institute Sugar-cane Breeding Programme
Subject: Instituto Agronômico (SP)
Inovações tecnológicas
Pesquisa agricola
Cana-de-açucar - Melhoramento genético
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2001
Appears in Collections:IG - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Hasegawa_Mirian_M.pdf3.81 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.