Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/287478
Type: TESE
Title: Transformações socioespaciais no litoral norte-riograndense = uma leitura das comunidades sobre o uso de seus territórios pelo turismo
Title Alternative: Socio-spatial transformations on the coast of Rio Grande do Norte : local communities and their relationship with tourism in the region
Author: Fernandes, Antonio Jânio, 1961-
Advisor: Bortolozzi, Arlêude
Abstract: Resumo: O turismo vem, desde as últimas décadas do século XX, sendo colocado como uma das atividades econômicas que mais tem a capacidade de promover o desenvolvimento local sustentável, através da geração de emprego e renda e da melhoria da qualidade de vida em países considerados de economia periférica ou em desenvolvimento. Desde a década de 1960, o Rio Grande do Norte, ao priorizar o turismo de "sol e mar", vem promovendo profundas transformações no seu litoral. Com o megaprojeto Parque das Dunas - Via Costeira, na década de 1980, definitivamente, o estado incorpora, através das políticas públicas de turismo, no litoral, as demandas da economia globalizada. Na década de 1990, com a implantação do PRODETUR (considerada a maior política pública de turismo do Brasil), este processo se aprofunda e todo o litoral norte-rio-grandense passa a exercer um papel definitivo no jogo das disputas internacionais por lugares turísticos, principalmente no seu trecho oriental, que corresponde na política de turismo atual ao Polo de Desenvolvimento Integrado do Turismo Sustentável Costa das Dunas. Contudo, em nenhum destes processos, as populações locais, afetadas por estas políticas, foram consultadas de forma que se promovesse uma participação efetivamente democrática e emancipatória, como prescrevem as orientações de uma política que se afirma como sustentável. Neste sentido, o que se coloca, como objetivo desta tese, é analisar como as comunidades litorâneas vêm entendendo o desenvolvimento destas políticas, que apenas têm desempenhado um papel que não favorece o seu protagonismo e nem o surgimento de uma proposta de turismo solidário e comunitário

Abstract: Since the last decades of 20th century, tourism has been considered the most economic activity which has a great capacity to promote local sustainable development by generating development and income and improving the quality of life in developing countries. Since 1960 Rio Grande do Norte - Brazil, by prioritizing "the Sun and sea tourism", has promoted deep changes in its coastline. With the mega Project "Dunes Park - Coastal road" in the 1980ths, the government incorporated by through tourism's public policies, the coastal to demands of the globalized economy. In the 1990s with a Project called "PRODETUR" - considered the largest public policy of tourism in Brazil - this process deepened and all along the coast of Rio Grande do Norte began to take part in the game of international disputes for tourist spots. Mostly in the eastern part, which are considered by the current policy the Integrated Development of Sustainable Tourism of Coastal Dune's Polo. But, in none of these cases, the local populations affected by these policies were consulted, in order to promote a democratic and emancipator participation (as prescribed by the guidelines of a policy) that is considered itself as sustainable. So, the aim of this thesis is to show that the coastal's communities throughout the period of implementation of these policies, has not played a roll that could to favor the communities "protagonism" and neither a solidary's tourism
Subject: Turismo - Rio Grande de Norte
Territorialidade humana
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2011
Appears in Collections:IG - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Fernandes_AntonioJanio_D.pdf4.28 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.