Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/287433
Type: TESE
Title: Caracterização petrografica e geoquimica das rochas encaixantes e dos minerios auriferos da Mina de Morro Velho (Mina Velha) - distrito de Nova Lima - MG
Author: Palacio Alvarado, Bienvenido
Advisor: Schrank, Alfonso, 1951-
Abstract: Resumo: A Mina de Morro Velho localiza-se na parte noroeste do Quadrilátero Ferrífero - Minas Gerais, Brasil, e encontra-se encaixada em xistos verdes do Grupo Nova Lima, uma, porção inferior do Supergrupo Rio das Velhas, de idade arqueana. A Mina é dividida em dois blocos, Mina Velha (até 518 metros) e Mina Grande (518 a 2.453 metros). O primeiro bloco, Mina Velha, é o objeto desta pesquisa, que teve como meta principal a determinação das características petrográficas e geoquímicas das rochas encaixantes e dos minérios, visando estabelecer critérios e relações de temporaneidade entre estes elementos. A principal unidade hospedeira de ouro, no Distrito de Nova Uma, é a Lapa Seca, termo utilizado pelos mineiros para designar uma rocha maciça ou finamente bandeada de cor bege a cinza, de textura muito fina e composta por ankerita, dolomita, quartzo e plagioclásio. A sucessão litológica encontrada neste estudo consiste de um conjunto de rochas metasedimentares, representado por diferentes variedades de filitos, meta-litoarenitos e meta-conglomerados. Estes últimos, relacionam-se diretamente às mineralizações auríferas. Eles correspondem ao protólito da chamada Lapa Seca. No contexto da Mina Velha, esses meta-conglomerados são constituídos de fragmentos de rochas ígneas, intensamente deformadas, achatadas e estiradas. Eles também sofrem alterações hidrotermais e essas transformações dificultam o reconhecimento das características composicionais e texturais originais. Não obstante, a conservação parcial de algumas características, permitiu determinar uma origem principalmente plutônica para estes fragmentos e uma composição de intermediaria a ultramáfica. Fora da área de estudo, mas pertencendo à mesma seqüência estratigráfica das rochas da Mina de Morro Velho, encontrou-se meta-conglomerados, menos deformados e alterados, que são constituídos de fragmentos de origem vulcânica, cuja composição uniforme é andesito-basáltica. A mineralização aurífera associa-se a corpos sulfetados, constituídos, principalmente, por pirrotita, pirita e arsenopirita, com calcopirita subordinada e ocorrendo em zonas de cisalhamento dúcteis, paralelas a sub-paralelas ao acamamento original. Os corpos sulfetados têm ganga predominantemente carbonática e os veios de quartzo são comuns nessas zonas

Abstract: Morro Velho mine is located at Northwestern part of Quadrilátero Ferrífero, Minas Gerais State, Brazil. Mineralization is hosted in green-schists of Nova Uma Group, low portion of the Rio das Velhas Supergroup of Archean age. The mine is divided in two blocks according to their deep: the Mina Velha block (O - 518 m) and the Mina Grande block (518 - 2453 m). This study focused on Mina Velha block and the main objectives were the characterization of hosted rocks and mineralization since petrology and geochemistry point of view, concerning on temporal criteria and relations between these elements.The main unit hosted of gold in Nova Uma district is Lapa Seca, term used by the miners. This term represents a massive or fine-banded rock, beige to gray color, with fine texture and mineralogical composition of ankerite, dolomite, quartz and plagioclase. Meta-sedimentary rocks, as several phyllites, meta-sandstone and meta-conglomerates compose the litho-stratigraphic column defined by this study. The meta-conglomerates are directly related to gold mineralization and corresponds to the "Lapa Seca" protholith. Highly deformed fragments of igneous rocks, frequently flatted and stretched, compose those meta-conglomerates in the mine context. These rocks also were hydrothermally altered and those transformations have hampered the characterization of original textures and compositions. In spite of these problems, the partial preservation of some characteristics allows suggesting for a plutonic origin and a composition intermediate to ultramáfica for the fragments. Outside the mine, some meta-conglomerates of the same stratigraphic sequence of Morro Velho rocks are less deformed and altered and the fragments are of volcanic origin and uniform andesite - basalt composition. The gold mineralization is associated to sulphide bodies, with pyrrotite, pyrite and arsenopyrite as major minerals and chalcopyrite subordinated. The main zonas of occurrence are ductile edge faults subconcordant or concordant with the hosted rocks primary structures. The gangue of the sulphide bodies is mainly carbonatic and quartz veins are very commons in those zones
Subject: Petrologia - Mina de Morro Velho (MG)
Geoquímica
Ouro - Minas e mineração
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2003
Appears in Collections:IG - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
PalacioAlvarado_Bienvenido_M.pdf6.08 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.