Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/287314
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Evolução tectonica do dominio Maranco-Poço Redondo : registro das orogeneses Cariris Velhos e Brasiliana na Faixa Sergipana, NE do Brasil
Title Alternative: Tectonic evolution of the Maranco-Poço Redondo Domain : records of the Cariris Velhos and Brasiliano orogenesis on the Sergipano belt, NE Brazil
Author: Carvalho, Marcelo Juliano
Advisor: Oliveira, Elson Paiva de, 1947-
Abstract: Resumo: O presente trabalho procurou avançar nos conhecimentos sobre a evolução tectônica da Faixa Sergipana, um cinturão de rochas dobradas que ocorre na porção sul da Província Borborema bordejando o Cráton do São Francisco (CSF), com base na estudo da evolução tectônica de dois de seus domínios: os domínios Marancó e Poço Redondo. Para atingir esse objetivo foi realizado trabalho de campo detalhado que teve como base quatro cartas geológ icas em escala 1:100.000 e imagens de satélite (LANDSAT- TM), buscando observar as relações estruturais entre os diferentes Iitotipos. Sobre essa base geológica foram realizados estudos petrográficos, análises geoquímicas em rocha total (elementos maiores e traços), análises de isótopos de Nd e geocronologia U-Pb (SHRIMP e TIMS) nos principais Iitotipos. Os dados obtidos mostram que os domínios Marancó e Poço Redondo são intimamente correlacionados. Propõe-se aqui a denominação Domínio Marancó¿Poço Redondo para o conjunto de rochas que ocorre a norte da Zona de Cisalhamento Belo Monte-Jeremoabo e a sul da seqüência vulcanossedimentar de Canindé do São Francisco. A geologia de campo mostrou que o domínio é caracterizado por um bloco de rochas migmatíticas intrudido por diversos corpos granitóides e por uma seqüência vulcanossedimentar adjacente. Os migmatitos são orto-derivados, em sua maioria, e são intrudidos por pelo menos três gerações de granitos distintos. A seqüência vulcanossedimentar é dominada pela ocorrência de rochas metassedimentares imaturas. Metagrauvacas, metarritmitos, metapelitos, quartzitos e metaconglomerados ocorrem com freqüência. As rochas sedimentares têm forte contribuição de rochas vulcânicas intermediárias a acidas em sua gênese e são intercaladas a rocha piroclásticas. Lascas de rochas ultramáficas foram tectonicamente colocadas junto as supracrustais, principalmente na porção norte da seqüência. A geoquímica revelou que o paleossoma dos migmatitos Poço Redondo é granodiorítico e apresenta afinidade geoquímica com plútons de arco magmático. Duas idades U-Pb (SHRIMP) obtidas mostram que esses plútons foram gerados entre 980 e 960 Ma, portanto ligados a Orogênese Cariris Velhos. Os isótopos de Nd permitem considerá-los como gerados em arco de margem continental, onde magmas juvenis interagiram com crosta pré-existente. O augen gnaisse Serra Negra intrude os migmatitos e a seqüência vulcanossedimentar. A geoquímica desses granitos é característica de granitos pós-tectônicos ou associados a zonas de cisalhamento transcorrentes profundas. Uma idade obtida posiciona sua geração logo apôs a geração do granodiorito Poço Redondo, também ligada a Orogênese Cariris Velhos. Na seqüência vulcanossedimentar as rochas sedimentares apresentam características geoquímicas semelhantes às rochas geradas em ambientes de arcos modernos. O estudo de proveniência de sedimentos, realizado por datação de zircão detrítico e de análises Sm-Nd, mostra que a seqüência tem fontes muito restritas e predominantemente ligadas a Orogênese Cariris Velhos, provavelmente ao arco continental adjacente. Além desse conjunto de rochas ligadas ao ciclo Cariris Velhos, rochas associadas à Orogênese Brasiliana também ocorrem. O granodiorito Sítios Novos íntrude as demais unidades. Tratam-se de corpos granodioríticos ísotrópicos ricos em enclaves máficos. Esses granitos apresentam afinidade com granitos de arco magmático. Análise U-Pb mostrou idade de 650 Ma e os isótopos de Nd mostram que sofreram forte contaminação em sua gênese. Rochas vulcânicas andesíticas e dacíticas com afinidade com arco continental intrudem a seqüência vulcanossedimentar de Marancó. Idades de 602 Ma (U-Pb, SHRIMP) foram obtidas nessas rochas. Os isótopos de Nd mostram características semelhantes às dos granitos Sítio Novos. Esse conjunto foi provavelmente gerado em arco de margem continental durante a Orogênese Brasiliana. A deformação foi dividida em dois principais ciclos. O primeiro ciclo evoluiu de tectônica compressiva com vergência para SSW para uma fase transcorrente sinistrai. Três fases foram individualizadas. As relações de campo, sobretudo a das estruturas com os corpos graníticos datados, sugerem que essa deformação pode estar ligada a Orogênese Cariris Velhos. Um segundo ciclo deformacional, representado por zonas de cisalhamento transcorrentes que cortam toda a Faixa Sergipana, afeta as rochas do Domínio Marancó-Poço Redondo, porém em menor intensidade que o ciclo anterior. Esse segundo ciclo é relacionado à Orogênese Brasiliana. O Domínio Marancó Poço Redondo deve, portanto, configurar um arco continental e bacia adjacente gerados na margem sul do Maciço PEAL durante a Orogênese Cariris Velho. Esse bloco foi posteriormente descolado de seu local de origem e mais tarde acrescido à margem norte do Cráton do São Francisco durante a Orogênese Brasiliana. O domínio registra evidências dos dois ciclos orogenéticos em questão e o entendimento da relação entre eles pode contribuir para o entendimento das faixas de dobramento pré-cambrianas e, sobretudo, da Faixa Sergipana.

Abstract: This Thesis aims to advance in the geological knowledge of the Sergipano Belt, by studying the tectonic evolution for two within seven lithotectonic domains: the Marancó -Poço Redondo Domain. To reach the objective a detailed field work, that used four geological maps (1:100.000) from the Carira Project (PLGB, DNPM-CPRM, 1988) as base maps and a Landsat image, was carried out, with the aim to determinate the structural relationships between the main lithologies. Petrographic and geochemical analyses were performed and Sm-Nd isotopic and U-Pb (SHRIMP) data were acquired for the main rock types. The data show that the Marancó and Poço Redondo domains are closely related. We propose the denomination of Marancó - Poço Redondo Domain for the group of rocks that occurs to the north of the Belo Monte-Jeremoabo Shear Zone and to the south of the Canindé do São Francisco sequence. Field geology showed that the domain is composed by a migmatitic unit, which is intruded by several granitic bodies, and by a meta-volcano sedimentary sequence. The migmatites are orto-derived and intruded by at least three distinct granitic suites. The meta-volcano sedimentary sequence is characterized by immature sedimentary rocks. The main rock types include meta-greywacke, meta-pelites, quartzites and meta-conglomerades. Intermediate volcanics were probably the main source for the sedimentary sequence. Ultramafic rocks occur as tectonic slices intercalated to the sedimentary rocks. The geochemistry shows that the migmatites paleossome are granodioritic in composition and have geochemical affinities with magmatic arc plutonism. Two U-Pb (SHRIMP) ages of 980 and 960 were obtained for the migmatites. Theses ages link the migmatites to the Greenvile/ Cariris Velho Orogeny. The Nd isotopic data allow us to consider them as continental margin arc plutons, were juvenile magmas interacted with continental crust. The Serra Negra augen gneiss intrudes the migmatites and the meta-volcano sedimentary sequence. Its geochemical data shows that it is probably late tectonic and associated with major transcurrent shear zones. A SHRIMP age of 951 Ma. was acquired for this granites, which means that they were generated soon after the migmatites. In the meta-volcano sedimentary sequence, the sedimentary rocks show geochemical affinities with those generated in continental margin arc basins. A provenance study was carried out by dating detrital zircons and by Sm-Nd analyses in the sedimentary rocks. This study showed that the sequence has a very restrict source, strongly dominated by Cariris Velho-aged rocks, probably related to the continental arc. Besides the rocks closely related to the Cariris Velho Orogeny, Brasiliano/Pan-African aged rocks also occur. The Sítios Novos granite occurs as several intrusive, enclave-rich granodioritic bodies, which crosscut all the other rocks. Its geochemistry showed that it is calco-alkalic, metaluminous arc-related granite. A U-Pb (TIMS) analysis yields an age of 650 Ma and the Nd isotopic data shows strong contamination with older continental crust. Volcanic andesitic and dacitic arc- related rocks occur as dikes and sills cutting the metassedimentary sequence. Two samples were analyzed and yield U-Pb (SHRIMP) ages of 602 Ma. The Nd isotopic composition is very similar to that for the Sítios Novos granites. The deformational history for the Marancó - Poço Redondo Domain can be divided in two major cycles. The first one evolved form a compressional tectonics that developed SSW thrust faults, to dominantly sinistral transcurrent within three deformational fazes. Field relationships, chiefly those between the dated granites and structures, allow the interpretation of that this first cycle is related to the Cariris Velhos Orogeny. The second one is represented by regional scale transcurrent shear zones, which affect only the borders the Marancó Poço Redondo Domain. This second cycle is related to the Brasiliano/Pan-African Orogeny. Therefore, the Marancó Poço Redondo Domain represents a fragment of a continental margin arc and its related basin formed during the Greenvile/Cariris Velhos Orogeny at the southern margin of the Pernambuco - Alagoas Massif. The domain was detached from its original tectonic setting and accreted to the northern margin of the São Francisco Craton during the Pan-African / Brasiliano Orogeny. It records features of these two major tectonic cycles and the understanding of their relationships can be very helpful on the understanding of the Precambrian fold belts, in special the Sergipano Belt.
Subject: Geologia estrutural
Tectônica de placas - Sergipe
Isotopos
Geoquímica
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2005
Appears in Collections:IG - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Carvalho_MarceloJuliano_D.pdf10.41 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.