Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/287209
Type: TESE
Title: As geociencias na era da informação e a proposta curricular de geografia do ensino fundamental em Minas Gerais
Title Alternative: The geociences in the age of information and the proposal of geography curriculum in basic education in Minas Gerais
Author: Signoretti, Vlander Verdade
Advisor: Carneiro, Celso Dal Ré
Abstract: Resumo: As Geociências ganharam grande impulso, na Era da Informação, graças a tecnologias que propiciam aquisição - em tempo real e em grande volume - de informações sobre os processos atuantes no planeta. Emerge uma concepção integrada do Sistema Terra e das relações e conseqüências da ação humana, que certamente acarretará transformações, quer na sociedade contemporânea, quer na Educação. O ensino-aprendizagem da disciplina geografia da escola fundamental pode se beneficiar desses avanços. A pesquisa analisa conseqüências da intervenção da Secretaria de Estado da Educação de Minas Gerais no processo de desenvolvimento, via planejamento e direcionamento de ensino, nas quatro últimas séries do Ensino Fundamental (3° e 4° ciclos do Ensino Básico) de escolas públicas. O objeto de investigação é a Proposta Curricular de Geografia, conhecida como Conteúdo Básico Comum e Complementar (CBC) do Estado. O pressuposto da análise é a ideia de que existem conexões, inerentes ao ensino de ciências e de geografia, que não podem nem devem ser ignoradas em planejamentos dessa envergadura. Como hipótese geral, parece possível avaliar: (1) se o ensino-aprendizagem de geografia depende de conhecimentos de geologia, e (2) se o caso de MG é efetivamente permeado por esses conhecimentos. Caso estejam ausentes ou demasiadamente limitados, o direcionamento na elaboração de projetos educacionais pode trazer dificuldades de execução e até conduzir a concepções superficiais ou equivocadas sobre o ambiente. O trabalho baseou-se na legislação pertinente, material bibliográfico básico da área de Ciência-Tecnologia-Sociedade e Ambiente, pensamento crítico e bases pedagógicas complementares. Avaliou-se serem extremamente frágeis as conexões com as Geociências na proposta curricular. Sem abertura para alguma integração, o planejamento deixa de contemplar a interdisciplinaridade e a transversalidade e torna-se incapaz de desenvolver competências em Geociências necessárias para abranger um entendimento mínimo da dinâmica terrestre e do papel das sociedades humanas nesse contexto. Detectaram-se problemas de falta de equipamentos nas escolas e imperfeito domínio das tecnologias de informação, que decorrem de deficiências na formação e treinamento de professores. Como o tempo requerido para elaboração de projetos factíveis é longo, os fatores revelam cenário preocupante dos custos sócio-culturais, políticos e ambientais impostos pelo planejamento.

Abstract: The Geosciences have been improved in the Information Age, due to technologies that provide data acquisition - in real time and in great volume - on the planetary processes. New concepts on an integrated Earth System, and about the relationship and consequences of human actions have been constructed. This context will surely modify the contemporary society and Education. Teaching and learning of the geography discipline at schools can benefit from these fundamental advances. The research examines consequences of the intervention of the Secretary of Education of Minas Gerais (MG) in the planning development and education management for the last four grades of elementary school (3rd and 4th cycles of basic education) in public schools. In this case study, the object of investigation is the Curriculum Proposal of Geography, known as Basic and Complimentary Contents - BCC - for the State. The starting point for such analysis is the idea that there are connections, inherent to the teaching of science and geography, which can not be ignored at this scale of planning. As a general hypothesis, we think to be possible to evaluate: (1) if the teaching-learning of geography is influenced by a geology knowledge; (2) if the MG case is effectively permeated by this knowledge. If a constrained educational project make this knowledge absent or too much limited, this can lead to difficulties for implementation and/or introduce wrong concepts about the environment as well. The study was conducted using the related legislation, basic documents on Science-Technology-Society and Environment, critical thinking and complementary pedagogical bases. The main conclusions are as follows: the connections with Geosciences are too fragile in the curriculum proposal; this lacking prevents any form of integration. Thus, the planning does not attend the goals of interdisciplinary and transversality, being unable to develop skills in the field of Geosciences needed to offer a minimum understanding of the terrestrial dynamics and the role of the human societies in this context. There are also problems as lack of equipments in schools and imperfect utilization of information technologies, in addition to deficiencies in teacher training. As the time interval needed for production of feasible projects is in the long run, these factors show a worrying scenario for the socio-cultural, political and environmental costs imposed by such planning.
Subject: Geociências - Estudo e ensino
Tecnologia da informação
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2009
Appears in Collections:IG - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Signoretti_VlanderVerdade_M.pdf2.73 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.