Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/287159
Type: TESE
Title: Estudos litoestruturais do greenstone belt morro do ferro entre a faixa mumbuca e a faixa morro do ferro, Minas Gerais, e sua implicação para mineralizações sulfetadas
Author: Filgueiras, Alexandre Mattos da Cruz
Advisor: Choudhuri, Asit, 1937-
Abstract: Resumo: A área estudada está situada na porção sudoeste do estado de Minas Gerais, próximo às localidades de Passos e Fortaleza de Minas e apresenta-se limitada pelas coordenadas V.T.M. 7682-7690 N e 320-340 E. O alvo principal da dissertação é a relação lito-estrutural dos litotipos metaultamáficos/metamáficos presentes na área. Estas rochas são espacialmente limitadas e dispostas de forma alongada nos terrenos gnáissico-granítico-migmatítico. Regionalmente estes litotipos fazem parte do Domínio Norte do Complexo Campos Gerais, mais precisamente do "Greenstone Belt Morro do Ferro", composto por rochas Meta- Vulcano-Sedimentares de afinidade komatiítica. Este greenstone helt possui padrão metamórfico heterogêneo e progressivo, apresentando condições metamórficas de fácies xisto-verde a fácies anfibolito superior-granulito. O estudo destas litologias possibilitou a observação de diferenças metamórficas entre dois conjuntos de rochas metaultrarnáficas/metamáficas. Estes dois conjuntos estão estruturalmente separados por uma falha transcorrente de caráter sinistral, rúptil, denominada ZC2, que se desenvolveu por sobre uma ampla e antiga zona de cisalhamento dúctil, chamada de ZCl. Os terrenos possuem "trend" regional WNW /ESE, sendo afetado pelos mesmos eventos estruturais. Estas feições estruturais formaram a presente geometria e distribuição dos remanescentes do greenstone assim como o contato com as outras litologias. O primeiro conjunto de rochas metaultramáficas/metamáficas foi denominado Faixa Morro do Ferro, apresentando a seguinte associação mineral: Mg-clorita, Ca-anfibólio c cummingtonita. Os corpos antibolíticos estudados nestes terrenos possuem como paragênese: plagioclásio, cummingtonita e homblenda. Estas associações minerais indicam condições metamórficas de fácies anfibolito. O segundo conjunto, corresponde à Faixa Mumbuca, consistindo rochas que alcançaram condições metamórficas de fácies granulito. As rochas metaultrarnáficas/metamáficas pertencente a esta faixa estão associadas com alguns corpos metamáficos anfibolíticos e apresentam a seguinte paragênese: ortopiroxênio, clinopiroxênio, plagioclásio e homblenda. As rochas metaultramáficas: ortopiroxênio - homblenda :t olivina :t espinélio verde. A associação destas rochas indicam pico metamórfico em fácies granulito. A atual justaposição destas duas faixas tectônicas formadas em diferentes níveis crustais, ocorreu por movimentação oblíqua, gerada a partir de dois componentes, um vertical com subida e descida de blocos. e outro relacionado com a zona de cisalhamento transcorrente regional (ZC2), de caráter sinistral, que cortou e remodelou os citados terrenos

Abstract: The area studied is situated in the southwest part of Minas Gerais State. near the towns Passos and Fortaleza de Minas. The limits of the terranes are fiven by the coordinates UTM 7682-7690 N and 320-340 E. The main objective of the dissertation is to study the litho-structural relationship between metaultrabasic/mctabasic lithologics present in the arca. Thcse rocks are limited spacially and form elongated shapes in the gneissic-granitic-migmatitic basement. Regionally. these lithologies belong to the Northern Domain of the Campos Gerais Complex, more exactly to the Morro do Ferro Greenslone RelI, composed of Meta- V olcano-Sedimentary Sequence of komatiitic origino. This Greenslone Bell has undergone heterogeneous and progressive metamorphism varying from greenschist facies to upper amphibolite-granulite facies. The study of these rocks reveals metamorphic differences between two groups of metaultrabasic/metabasic rocks separated structurally by a brittle transcurrent shear zone with sinistral movement. named ZC2, that developed on a larger and older ductile shear zone, named ZCI. The terrane has the same regional direction trend WNW lESE. having been affected by similar structural episodes. This structural chacteristic fave rise to the present geometry and distribution of the greenstone remnants as well as the contacts with the other lithologies. The first belt of metaultrabasic/metabasic rocks, named Morro do Ferro sub-area, shows the mineral association: Mg-chlorite, hornblende and cummingtonite. The amphibolites studied in this terrane have the paragenesis: plagioclase, cummingtonite and hornblende. Thcse rocks show metamorphic condition in amphibolite facies. The secondo group occurs in the Mumbuca sub-area, and the main lithotype has the paragenesis: orthopyroxene, hornblende :!: olivine :!: green spinel. This rock type is connected with some amphibolites bodies, and at places shows traces of granulite facies paragencsis: orthopyroxene, clinopyroxene, plagioclase and hornblende. These rock associations show peak metamorphism in granulite facies. The present juxtaposition of these two tectonic sub-areas, formed in distinct crustal levels, is thought to have resulted by vertical movement, block faulting and uplift associated with the regional transcurrent shear zone (ZC2), which cuts across the greenstone belt and has remodeled the terranes
Subject: Metamorfismo (Geologia)
Metassomatismo (Mineralogia)
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2000
Appears in Collections:IG - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Filgueiras_AlexandreMattosdaCruz_M.pdf6.87 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.