Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/287130
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: O reino, os agricultores e as matas = história ambiental e siderurgia em São João de Ipanema no Século XIX
Title Alternative: The kingdom, the farmers and the forests : environmental history and iron metallurgy in São João de Ipanema, nineteenth century
Author: Rodrigues Neto, Anfrísio, 1966-
Advisor: Gonçalves, Pedro Wagner, 1958-
Abstract: Resumo: A pesquisa procura mostrar as relações dos moradores da região do Morro de Araçoiaba e a construção da Real Fábrica de Ferro de São João de Ipanema no início do século XIX. O uso dos recursos naturais pela fábrica, como o minério de ferro (magnetita), as árvores para a feitura do carvão, combustível dos fornos e da água para mover as rodas, motivou uma série de atritos entre os moradores do Morro e a direção da Fábrica. A reserva da mata do morro 10 anos antes da construção da Fábrica e a retirada dos moradores para terras menos férteis iniciaram os embates. Os moradores eram em sua maioria pequenos proprietários e sitiantes que dependia dos recursos naturais, principalmente madeireiros e da terra para plantio de mantimentos. Por outro lado a Fábrica precisava destes sitiantes para fornecer comida à Fábrica, fazer o carvão para os fornos e braços para diversos serviços. A queima dos arvoredos mudou ecossistemas de várias espécies de pássaros e mamíferos. Afetou também a rica diversidade botânica repleta de árvores nobres. A pesquisa insere-se no campo metodológico da História Ambiental e para norteá-la valeu-se de levantamento realizado com pessoas que trabalham com educação na cidade de Sorocaba. O interesse dessas pessoas pela questão ambiental orientou a feitura do texto. Como resultados podemos destacar a forte intervenção do poder imperial português na região do Morro de Araçoiaba no início do século XIX e a resistência dos moradores. Apesar dos ordenamentos proibindo cortes e derrubadas, estas continuaram. Também mostra o impacto das instalações siderúrgicas na diversidade botânica e da fauna local que levou à extinção de várias espécies

Abstract: The research seeks to demonstrate the relations of the residents of Araçoiaba hill and the construction of the Royal St. John of Ipanema Iron Foundry, in the early XIX century. The use of natural resources by the plant, such as iron ore (magnetite), the trees for coal production, fuel for furnaces and water to move the wheels, resulted in a range of conflicts between the residents and the factory management. The reserve of the forest 10 years before the factory construction and the removal of the residents to a less fertile land started the conflicts. The residents were mostly small farmers, who depended on the natural resources, especially timber, and the land for planting provisions. On the other hand, the factory needed the small farmers to provide food to the factory, make the coal for the furnaces and as workforce for various services. The burning of trees changed the ecosystems of several species of birds and mammals. It also affected the rich botanical diversity, full of noble trees. This research is part of the methodological field of Environmental History. A survey was made with people who work in education in the city of Sorocaba. The interest of this people for environmental issues guided the formulation of the text. As a result, we can highlight the strong intervention of the Portuguese imperial power in the region of Araçoiaba hill, in the early XIX century and the resistance of the residents. Despite orders forbidding tree felling, they continued. The research also shows the impact of steel plants in the botanical diversity and in the local fauna, which resulted in the extinction of several species
Subject: Ferro - Metalurgia - História
Ferro - Fundição - Brasil - História
Meio ambiente - História
Regionalismo - História
Desmatamento
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: RODRIGUES NETO, Anfrísio. O reino, os agricultores e as matas = história ambiental e siderurgia em São João de Ipanema no Século XIX. 2011. 147 p. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Geociências, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/287130>. Acesso em: 18 ago. 2018.
Date Issue: 2011
Appears in Collections:IG - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
RodriguesNeto_Anfrisio_M.pdf16.13 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.