Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/287003
Type: TESE
Title: A construção sociocultural da ciencia a partir da sua produção : a sociologia na Venezuela e a "Revista Venezolana de Ciencias Economicas y Sociales"
Author: Lobo Sanchez, Ysbelet Del Valle
Advisor: Costa, Maria Conceição da, 1956-
Abstract: Resumo: Durante as ultimas décadas, os diferentes enfoques na área dos Estudos Sociais da Ciência apontam uma nova identidade para esta área, e em conseqüência para a visão "epistemológicamente especial" da ciência. A imagem unidirecional, socialmente desinteressada que o "logicismo" e "hierarquicismo" deram á ciência, ofusca-se pela "imagem social da ciência". Aponta-se um diálogo entre ciência e sociedade sustentado pela idéia de que a ciência é um produto social contingente, formada por instrumentos culturais e caracterizada por uma constante reavaliação entre fatos e valores. Esta visão da construção socio-cultural do conhecimento científico está intimamente relacionada ao "que fazer" das ciência, ao complexo processo de socialização dos cientistas e aos elementos tempo-espaciais que servem de marco ao fato científico. A riqueza de aspectos culturais envolvidos no "ato de criação" da ciência estão implícitos na ação cotidiana dos cientistas e expressos de distintas formas de comunicação, entre os quais a publicação ganhou um amplo terreno. Esta pesquisa trata sobre o processo de construção sócio-cultural da sociologia como ciência na Venezuela. Reconstrói sua história a fim de conhecer sua trajetória e observar como os âmbitos da vida econômica, política e sócio-cultural venezuelana a influeciam. Busca-se estabelecer vínculos entre estes determinantes sócio-culturais e interesses temáticos científicos, através da análise da sua produção científica numa revista local: a "Revista Venezolana de Ciencias Económicas y Sociales ". O estudo dos interesses demonstrados pelos cientistas nos artigos da revista constituem o exemplo mais tangível da evoluçaõ da sociologia venezuelana. No decorrer do período estudado (1958-2000), os sociólogos têm se interessado pelos temas relativos à Economia e Política, mas também pela Teoria Social, Estudos Sociais da Ciência e da Tecnologia e Metodologia. Estes resultados evidenciam que a sociologia venezuelana está preocupada com as mudanças sociais, mas também com o próprio crescimento enquanto ciência. Finalmente se constata a idéia de que a ciência reflete em distintas proporções não somente uma parte da cultura mas também um todo social. Este trabalho tenta mostrar que a sociologia venezuelana está impregnada de elementos socio-culturais, o que a converte em um espaço do fazer social, que se evidencia no seu corpo de conhecimento e no produto de suas pesquisas

Abstract: During the last three decades, the different approaches in social studies of science pointed to a new identity in this field, particularly, to the conception "epistemologically special" of science. The unidirectional and socially detached image, given by the "logicism" and the "hierarchism" to science, is veiled by the "social image of the science". There is a dialogue between science and society based on the idea that science is a contingent social product, built by cultural instruments and characterised by a constant evaluation between facts and values. The perception of the social and cultural construction of the scientific knowledge in science is related immediately to "what to do", it is linked to the complex process of socialisation of the scientists and to the time-spatial elements that define the scientific fact. The cultural diversity of aspects involved in the "act of creation" of the science are implicit in the daily action of the scientists and expressed through distinct forms of communication, among them the scientific publications which have been conquering a broad recognition. The present research is about the social and cultural construction process of the sociology as science in Venezuela. The study tries to reconstructs its history in order to understand its trajectory and also observe which impact the Venezuelan economic, political, social, and cultural reality had on it. We tried to define links among the social and cultural deterrninants and the interests of the scientific themes, through the analysis of the scientific production in a local magazine: the "Revista Venezolana de Ciencias Económicas y Sociales". The study of the subjects approached by the scientists in the magazine artic1es is the most tangible example of the Venezuelan sociology development. On the course of the period studied (1958 to 2000), the sociologists demonstrated an interest regarding economy and politics subjects, but also by the social theory, social studies of science and technology and methodology. AlI this results demonstrated that the Venezuelan sociology is concerned about the social changes, but also with its own development as a science. Finally, we conc1ude that science reflects, in distinct proportions, not only one side of the culture, but also the whole society. The present work suggests that sociology in Venezuela is plenty of social and cultural elements, which transforms it in an appropriated field for changes, which can be found in the whole structure of the knowledge and in the results of its researches
Subject: Sociologia
Epistemologia
Ciência
Sociologia - Venezuela
Produção cientifica - Venezuela
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2003
Appears in Collections:IG - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
LoboSanchez_YsbeletDelValle_M.pdf5.12 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.