Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/286907
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Inundações em Campinas (SP) entre 1958 e 2007 = tendências sócioespaciais e as ações do poder público
Title Alternative: Floods in Campinas (SP) between 1958 and 2007 : socio-spatial trends and actions of the governament
Author: Castellano, Marina Sória, 1984-
Advisor: Nunes, Luci Hidalgo, 1961-
Abstract: Resumo: Totalizando um terço de todos os desastres naturais mundiais (SMITH, 2004), as inundações são eventos naturais, podendo ter suas consequências agravadas por ações antrópicas, como a urbanização, falta de planejamento urbano e ocupações de áreas de risco. Essa é a realidade de grande parte dos centros urbanos do Brasil, onde se inclui a cidade de Campinas (SP). A pesquisa teve como objetivo analisar, para esse município, os impactos relacionados às chuvas extremas entre 1958 e 2007, avaliando o padrão sócioespacial nas suas distribuições. Foram utilizados quatro postos pluviométricos para o levantamento dos episódios extremos, identificados de acordo com a técnica dos quantis. A partir da delimitação desses dias, os impactos associados às chuvas foram levantados nos jornais Correio Popular, Diário do Povo (jornais locais), O Estado de São Paulo, Folha de São Paulo e na Defesa Civil do município. As informações foram analisadas de acordo com 5 décadas e percebeu-se um aumento considerável na quantidade de impactos registrados: foram 129 na primeira década e 3837 na última. A análise dos dados também permitiu perceber que os bairros de baixa e média renda são maioria em grande parte dos registros. Dos 34 tipos de impactos registrados, 16 ocorreram com mais frequência em áreas de baixa renda (destacando-se os casos de alagamento e risco de desabamento de imóveis, desabrigados e mortos), 15 em áreas de renda média (destacando-se alagamento de vias e desabamento total ou parcial de imóveis) e 2 em áreas de alta renda (atraso em obras e danos em imóveis). Assim, percebe-se que os fenômenos extremos afetam mais rotineiramente e de maneira mais dramática os grupos sociais menos favorecidos. Porém, bairros de todos os extratos sociais foram afetados, mostrando que praticamente toda a população está exposta a risco, ainda que de diferentes magnitudes, o que se coloca como um aspecto relevante para o poder público. A pesquisa também contou com a análise dos Planos Diretores e de Gestão Urbana de Campinas, assim como programas executados pela Prefeitura que visam a diminuição das inundações no município. Nota-se que grande parte dos pontos abordados nesses documentos oficiais como áreas críticas de inundação eram compatíveis com os locais levantados em jornais e na Defesa Civil. As questões climáticas não foram abordadas nos planos de maneira direta: apenas há a ideia implícita da ocorrência de chuvas (não havendo menção às suas intensidades), quando há a referência às inundações. Os assuntos relacionados às inundações e que aparecem com frequência nos planos analisados são: áreas verdes, impermeabilização do solo, ocupação de áreas de risco, remoção e reassentamento de famílias e política habitacional

Abstract: Floods are natural events but they correspond to a third of all natural disasters worldwide (Smith, 2004) and their consequences can be aggravated by human activities, such as urbanization, lack of urban planning and occupation of risk areas. These facts occur on most urban centers in Brazil, including the city of Campinas (SP). The research aimed to analyze the impacts of extreme precipitation events between 1958 and 2007 for Campinas and to estimate the socio-spatial pattern of their distributions. Data of four rain gauges were used for the analysis of extreme events identified according to the quantis technique. The impacts associated with the rains were reported in the newspaper Correio Popular, Diário do Povo (local newspapers), O Estado de São Paulo as well the Civil Defense. Analyses were performed for five decades and showed a considerable increase in the number of impacts recorded: 129 in the first decade and 3,837 in the last. The data analysis also allowed to realize that the areas of low and medium income are the majority in most of the records. Of the total impacts, 16 occurred more frequently in low-income areas (with emphasis on cases of flooding and risk of collapse of buildings, homeless and dead), 15 in middle income areas (in particular, flooding of roads and total or partial collapse of buildings) and 2 in high-income (under construction delays and damage to properties). Thus, it was noticed that the extreme phenomena affect more routinely and dramatically low income social groupings. However, the neighborhoods of all social classes were affected, showing that the entire population is exposed to risk, although in different magnitudes, which is a relevant aspect for the government. The research also included the analysis of Master Plans of Campinas, as well as executed programs by the local government to reduce flooding in the city. It was noticed that most of the places presented as critical areas to flooding in the official documents were compatible with the areas that really presented problems, according to the survey in local newspapers and on Civil Defense. Climate issues were not reported in the plans in a direct way: there is only the implicit idea of the rainfall occurrence (there was no mention of their intensities) when there is a reference to flooding. The issues related to flooding that appear with frequency in the plans analyzed are: green areas, soil impermeabilization, risk areas occupation, transference of families and resettlement and housing policy
Subject: Precipitação (Meteorologia)
Inundações - Campinas (SP)
Políticas públicas - Aspectos ambientais
Chuvas - Impacto ambiental
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2010
Appears in Collections:IG - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Castellano_MarinaSoria_M.pdf4.44 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.