Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/286693
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: O curso de graduação da Faculdade de Engenharia de Alimentos da UNICAMP : uma analise a partir da Educação em Ciencia, Tecnologia e Sociedade
Title Alternative: Food Engineering Undergraduate Course from UNICAMP : an analysis based in the science, technology and society education
Author: Fraga, Lais Silveira, 1980-
Advisor: Dagnino, Renato Peixoto, 1948-
Abstract: Resumo: A necessidade de repensar o processo de formação nas engenharias tem sido ressaltada por autores que centram sua crítica na concentração dos currículos em aspectos técnicos em detrimento dos aspectos sociais e políticos. O que levaria engenheiros e engenheiras a atuar de forma limitada e, principalmente, alienada diante da complexidade das relações entre ciência, tecnologia e sociedade. Partindo desse entendimento, a pesquisa que originou este trabalho analisou o currículo do curso de graduação da Faculdade de Engenharia de Alimentos da UNICAMP (FEA) à luz do campo da Educação em Ciência, Tecnologia e Sociedade (CTS). Na primeira etapa, as disciplinas foram classificadas segundo uma taxonomia elaborada a partir de três critérios: ênfase nos aspectos técnicos, aplicabilidade do conteúdo e flexibilidade da disciplina. O que sugere a existência de quatro tipos de disciplina que foram denominados: básica, aplicada, múltiplos aspectos e fechada. A seguir, observou-se o modo como esses tipos de disciplina se distribuem ao longo do curso. Essa primeira etapa apontou que o currículo possui as seguintes características: tecnicista, fechado, com clara separação entre teoria e prática e com foco na indústria. A segunda etapa da pesquisa consistiu numa interpretação desse resultado à luz das críticas que a Educação CTS faz à educação tecnocientífica convencional. Foram utilizadas as contribuições de Gordillo e Galbarte (2002), que apresentam sete ¿visões distorcidas¿ presentes na educação convencional; de Gordillo, Osório e Lopéz Cerezo (2000), que apresentam cinco ¿dicotomias¿ nela presentes; e Dagnino (2006), que organiza sua crítica em quatro possíveis visões da tecnociência. As duas primeiras críticas permitem evidenciar que o currículo da FEA apresenta ¿visões distorcidas¿ e ¿dicotomias¿. A terceira mostra que ele está fortemente influenciado pela ¿concepção instrumentalista da tecnociência¿. A conclusão indica que as críticas feitas pela Educação CTS são pertinentes ao curso da FEA: que ele traz implícita uma visão neutra de tecnociência e que, por ter como foco a indústria, não é plural. O contraste do resultado alcançado com a idéia de onde se partiu, de que a ausência de uma formação humanística não prepara o engenheiro para a crítica do sistema socioeconômico e político em que está inserido, levou a outra conclusão: não parece que a introdução de humanidades no currículo seja capaz de torná-lo mais plural. Isto é, de proporcionar ao engenheiro a capacidade de conceber formas tecnológicas que atendam a outros atores que não os que formam a ¿indústria¿ (leia-se a empresa privada). Alavancar uma sociedade alternativa, baseada em outros valores, interesses e atores, exige do engenheiro(a) uma reflexão sobre o caráter da tecnociência e de sua relação de coorganização com as forças que estruturam a sociedade

Abstract: The necessity of rethinking the formation process in the engineering courses has been pointed out by authors that focus their criticism on the emphasis given on the curriculum to technical aspects compared to the social and political aspects. What would take engineers to act in a limited way and, mainly, alienated before the complexity of the relations between science, technology and society. Based on this understanding, the research that originated this project analyzed the curriculum of the undergraduate course from the Food Engineering Faculty of UNICAMP (FEA) enlighten by Science, Technology and Society Education field (STS). On the first stage, the disciplines were classified according to a taxonomy elaborated based on three criterions: emphasis on technical aspects, applicability of contents and disciplines flexibility. Which suggests the existence of four kinds of disciplines that were denominated: basic, applied multiple aspects and closed. After that, the way these kinds of discipline are distributed along the course was observed. This first stage indicated that the curriculum has the following characteristics: emphasis on technical aspects, closed, with clear segregation between theory and practice and focused in the industry. The second stage of the research consisted on an interpretation of these results enlighten by the criticism STS Education makes to conventional technoscientific education. For this propos we used contributions from Gordillo and Galbarte (2002), which bring seven ¿distorted visions¿ present in conventional education; from Gordillo, Osório and Lopéz Cerezo (2000), who present five ¿dichotomies¿ within this education; and Dagnino (2006), who organizes its criticism in four possible visions of technoscience. The two first criticisms make it evident that FEA's curriculum presents ¿distorted visions¿ and ¿dichotomies¿. The third shows that it is strongly influenced by the ¿instrumentalist conception of technoscience¿. The conclusion indicates that the criticism made by STS Education is pertinent to FEA's course: that it brings implied a neutral vision of technoscience and that, for being focused on industries, is not plural. The contrast of the results achieved with the initial idea, that the absence of a humanistic formation doesn't prepare the engineer to criticize the socioeconomic and political system in which he is inserted, led to another conclusion: it doesn't seem that the introduction of humanities in the curriculum is capable of making it plural. That is, making the engineer capable of conceiving technological forms that answer to the need of other actors besides the ¿industry¿ (meaning private companies). To stimulate an alternative society, based on other values, interests and actors, demands from the engineer a reflection on the character of technoscience and on its coorganizational relations with the forces that give structure to society
Subject: Tecnologia - Currículos
Tecnologia - Aspectos sociais
Ciência e tecnologia
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: FRAGA, Lais Silveira. O curso de graduação da Faculdade de Engenharia de Alimentos da UNICAMP: uma analise a partir da Educação em Ciencia, Tecnologia e Sociedade. 2007. 98f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Geociencias, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/286693>. Acesso em: 9 ago. 2018.
Date Issue: 2007
Appears in Collections:IG - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Fraga_LaisSilveira_M.pdf750.67 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.