Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/286644
Type: TESE
Title: Relação entre geoquímica e minerais (Magnetita, Hematita, Pirita e Vivianita) em sedimentos estuarinos contaminados, Santos (SP)
Title Alternative: Relation between geochemistry and minerals (Magnetite, Hematite, Pyrite, and Vivianite) in contaminated estuarine sediments, Santos, São Paulo, Brazil
Author: Volpato, Juliano, 1984-
Advisor: Silva, Wanilson Luiz, 1965-
Abstract: Resumo: A existência de sedimentos altamente enriquecidos principalmente por Fe e P, provenientes das indústrias siderúrgica e de fertilizantes localizadas próximas ao estuário do rio Morrão, um dos principais receptores de efluentes industriais do Sistema Estuarino de Santos-Cubatão (São Paulo Brasil), juntamente com as condições físico-químicos do meio, constitui elementos especiais para avaliar se as condições formadoras de minerais como magnetita, hematita, pirita e vivianita podem ser influenciadas por contribuições químicas antrópicas. Este trabalho analisou as condições de formação desses minerais nos sedimentos superficiais do estuário do rio Morrão, na sua relação com a geoquímica dos sedimentos, condições físico-químicas, texturas sedimentares e conteúdo de matéria orgânica. A coleta de sedimentos de superfície consistiu em uma malha amostral de 10 x 10 m, em três transectos paralelos que cruzaram perpendicularmente o canal do rio Morrão. Os resultados mostraram que os sedimentos do rio Morrão encontram-se enriquecidos em diversos elementos químicos dentre os quais Fe, P, elementos terras raras (ETR) e vários metais-traço. O ambiente sedimentar do rio Morrão mostrou-se favorável à autigênese e coexistência de minerais como hematita, magnetita, pirita e vivianita. As fases minerais hematita e magnetita ocorrem amplamente no ambiente, já as fases minerais pirita e vivianita têm sua distribuição mais restrita. Os locais mais favoráveis à ocorrência de pirita e vivianita foram áreas de menor energia de fluxo, tais como planícies de intermaré lamosa, onde há altos teores de enxofre, ferro, fósforo, matéria orgânica e sedimentos finos

Abstract: The presence of sediments highly enriched by contaminant elements, mainly Fe and P, derived from a steel plant and fertilizer industries located near the Morrão River Estuary, the most anthropogenically influenced estuary of the Santos-Cubatão Estuarine System (São Paulo, Brazil), together with the environment physic-chemical conditions constitute special elements to evaluate if the forming conditions of mineral such as magnetite, hematite, pyrite and vivianite can be influenced by the anthropogenic input into the environment. This work studied the forming conditions of these minerals in the superficial sediments of the Morrão River Estuary in its relation with sediment geochemistry, physicochemical conditions, sedimentary texture, and organic matter content. The sample collection comprised a 10 by 10 meters grid composed of three parallel transects crossing perpendicularly the Morrão River channel. The results showed the sediments of Morrão River Estuary are enriched by several chemical elements among which Fe, P, REE and multiple trace elements. The sedimentary environment of the Morrão River showed to be propitious to the authigenesis and coexistence minerals such as hematite, magnetite, pyrite, and vivianite. Magnetite and hematite broadly occur in the environment, and pyrite and vivianite have restrict distribution. Moreover, the places more favorable to the pyrite and vivianite occurrence are areas with low water flux action, such as the intertidal mudflats, where concentrations of S, Fe, P, organic matter, and fine sediments are high
Subject: Estuarios
Geoquímica
Sedimentos (Geologia)
Metais
Minerais
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2015
Appears in Collections:IG - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Volpato_Juliano_M.pdf8.39 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.