Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/286618
Type: TESE
Title: Os cafés especiais no Cerrado Mineiro : o circuito espacial produtivo e os círculos de cooperação no município de Patrocínio, MG
Title Alternative: The specialty coffees in the Cerrado Mineiro : the productive spatial circuit and the cooperation circles in the municipality of Patrocínio, MG
Author: Nascimento, Rodrigo Cavalcanti, 1980-
Advisor: Frederico, Samuel, 1979-
Abstract: Resumo: O presente estudo tem como objetivo analisar a regulação do circuito espacial produtivo dos pequenos produtores do município de Patrocínio (MG). Parte-se da hipótese que a produção do café do Comércio Justo pode atenuar a vulnerabilidade a que os produtores de café commodity estão fortemente submetidos. Porém, à medida que as grandes empresas de torrefação e moagem têm se apropriado do mercado do Comércio Justo, principalmente, a partir da última década, esse tem se comportado novamente como uma commodity. Originalmente, a produção do Comércio Justo assumiu características de uma espécie de anticommodity, devido à diferenciação qualitativa do produto e ao acesso privilegiado a determinados nichos de mercado. No entanto, a padronização estabelecida pelas empresas certificadoras tem promovido uma recommoditização da produção, ao permitir que as grandes empresas do comércio e de torrefação substituam os fornecedores, acabando com a identidade dos produtores. A presente pesquisa propõe analisar, no caso dos pequenos produtores do município de Patrocínio (MG), vinculados a Associação dos Pequenos Produtores do Cerrado (APPCER), como a produção do café do Comércio Justo, conjuntamente com a certificação FLO-Cert, promove ou não uma descommoditização da produção cafeeira, permitindo formas alternativas de inserção dos pequenos produtores nos mercados nacional e internacional

Abstract: This study aims to analyze the productive spatial circuit of the small producers in the municipality of Patrocínio/MG. It is assumed that the production of fair trade coffee can mitigate the vulnerability that coffee commodity producers are heavily subjected. However, as large companies of roasting and grinding have appropriate fair trade market, mainly, from the last decade, this has behaved again as a commodity. Originally, production of fair trade took on characteristics of a species of anticommodity, due to the qualitative differentiation of product and the privileged access to certain market niches. However, the standardization established by the certification companies have promoted a recommoditization of production, by allowing large companies trading and roasting replace suppliers, ending with the identity of the producers. This research proposes to examine, in the case of small producers of the municipality of Patrocinio (MG), linked to the Associação dos Pequenos Produtores do Cerrado (APPCER), as the production of fair trade coffee, together with FLO-Cert, promotes or is not a de-commoditization of coffee production, allowing alternative forms of integration of small producers in the national and international markets
Subject: Café - Cultivo
Território nacional
Responsabilidade social da empresa
Comércio
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2014
Appears in Collections:IG - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Nascimento_RodrigoCavalcanti_M.pdf4.6 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.