Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/286611
Type: TESE
Title: Cartografia e contexto : a linguagem simbólica e as múltiplas relações cotidianas mediando o ensino de Geografia
Title Alternative: Cartografia and context : the simbolic language and multiple daily interactions mediating the teaching of Geographic
Author: Briguenti, Ederson Costa, 1975-
Advisor: Compiani, Mauricio, 1956-
Abstract: Resumo: As relações escolares, de modo geral, carecem de posturas mais participativas dos alunos e didáticas mais dialogadas por parte dos professores. No âmbito de tais demandas, uma parceria estabelecida entre Universidade e Escola Pública proporcionou alicerces teórico-metodológicos que resignificaram práticas e pesquisas escolares. O projeto de formação de professores "Ribeirão Anhumas na Escola" contribuiu para o reconhecimento do papel da mediação docente no tratamento dos saberes científicos e cotidianos nos processos de aprendizagem, buscando a contextualização do local nos currículos de distintas disciplinas. A presente pesquisa consiste um aprofundamento em tais perspectivas, utilizando-se da Cartografia como suporte linguístico e metodológico para integrar conhecimentos locais e sistematizados. O principal objetivo deste estudo foi discutir a mediação cartográfica de processos de aprendizagem em práticas escolares. Na Geografia, esta aprendizagem/formação volta-se para uma noção espaço-temporal que contemple a multiplicidade e simultaneidade de relações, interesses, trajetórias que o espaço geográfico se constitui. Investigou-se as maneiras de como o simbolismo viso-verbal da grafia geográfica auxiliou a construção do conceito amplo e complexo de espaço. Isso foi feito em união com uma visão vigotskiana de ensino-aprendizagem, em que os aspectos socialmente vivenciados pelo aluno são determinantes nos processos psicológicos, que ao serem envolvidos na ação docente, contribui-se para um aprofundamento da perspectiva histórico-cultural no ensino de Geografia. Neste contexto, o cotidiano proporciona atividades de ensino autênticas, dimensionando resultados da prática docente e significações das aprendizagens dos alunos. Enfatiza-se que em tais caminhos pedagógicos, relações pessoais e percepções espaciais estão atreladas ao próprio desenvolvimento cognitivo. Deste modo, o simbolismo viso-verbal norteia a nossa pesquisa, com estudos voltados ao papel que os signos exercem em processos mentais, como: abstração, generalização e conceituação de aspectos e fatos cotidianos. Esses processos podem ser espacializados pela mediação do simbolismo geográfico/cartográfico, que as relações dialéticas entre o interno e o externo, a parte e o todo, o "eu" e o ambiente permitem. As intrínsecas relações epistemológicas entre Cartografia e Geografia são aqui tratadas com uma "permissão" em ousar, gerando representações com múltiplos signos e sentidos, configurando alternativas de expressão exploradas e socializadas nas/pelas relações escolares. Calcadas em aspectos das representações da sala de aula, entorno da escola, bairros, etc., as produções cartográficas ao expressarem riscos ambientais, sensações, lembranças e demais subjetividades afetivas, também envolvem dinâmicas geográficas. Busca-se no "ensinar Cartografia" uma base pedagógica no tratamento das relações e dinâmicas espaciais. Deste modo, Simbologias, história e conceitos da cartografia são, abordadas em função de suas estratégias didáticas, apresentando ao leitor produções e propostas discutidas com um olhar para práxis docente, a fim de favorecer reflexões a serem debatidas no âmbito do ensino de Geografia, sem no entanto, a pretensão de apresentar um modelo sistemático a ser reaplicado, mas sim, contextualmente apontar caminhos

Abstract: The school relations, in general way, require more participatory attitudes of students and more didactics dialogued of the teachers. In the scope of such demands, a partneships stablished between University and Public School provided theoretical and methodological foundations that reframe practices and academic research. The project of teachers training "Ribeirão Anhumas in School" contributed to the recognition of the role of teacher medition in the treatment of scientific knowledge and daily in the learning processes, seeking to contextualize the place in the resumes of distinct disciplines. The present research consists of a deeping in such perspectives, using the Cartography as linguistic and methodological support to integrate local and systemized knowledge. The main objective of this study was to the discuss cartography mediation of processes of learning in school practices. In Geography, this learning/ training turns to a notion timeline that contemplates the multiplicity and concurrence of relationships, interests, trajectories that the geography space becomes. One investigated the ways of as the visual-verbal symbolism of the geographical spelling helped build of the ample and complex concept of space. This was done in union with a Vigotskian with a vision of teaching and learning, where the aspects socially experienced by the student determinates the psychological processes, that are involved in the teaching activities contributes to a deeping of cultural perspective on the teaching of Geography. In this context, the routine provides the authentic teaching activities of sizing results of the teaching practices and meanings of students learning.It is emphasized that such pedagogical ways in personal relationships and space perceptions are linked to the own cognitive development. Since way, the visual-verbal symbolism guides our research, with studies directed on the role that signs play in mental processes, such as: Abstraction, generalization and conceptualization and daily events. These processes can be specialized for mediating the symbolism cartorgraphic/ geographic that the dialetical relationship between the intern and external, the part and the whole, the self and the environment allow. The intrinsic epstemological relations between Cartography and Geography are treated here with permission in daring, generating representations with multiple signs and directions, configuring alternative explored expression and socialized in/by school relations. Sidewalk in aspects of the epreentations of the classroom, around of school, neighborhoods, etc, cartographic produtions to express environmental risks, affective sensations, memories and other emotional subjectivities also envolve geography dynamics. Search on the "teaching Cartography" one pedagogical base in the treatment os the spatial relationships and dinamics.In this way, Symbologies, concepts and historyof cartography are discussed in terms of their didactic srategies, presenting the productions and proposals discussed with na eye to teaching praxis reader, in order to encourage refletions to be discussed within the framework of the teaching of Geography, without,claim to present a systematic model to bereapplied, but yes, contextually indicate ways
Subject: Geografia - Estudo e ensino
Cartografia - Estudo e ensino
Mediação pedagógica
Prática de ensino - Currículos
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2014
Appears in Collections:IG - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Briguenti_EdersonCosta_D.pdf8.48 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.