Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/286446
Type: TESE
Title: Transferência de tecnologia da Embrapa : rumo à inovação
Title Alternative: Embrapa technology transfer : towards innovation
Author: Mendes, Cássia Isabel Costa, 1970-
Advisor: Buainain, Antônio Márcio, 1954-
Abstract: Resumo: A contribuição da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) para a evolução da produção e da produtividade agrícola no Brasil é inegável. No período mais recente, face às profundas transformações estruturais que marcaram o setor, o Brasil e a economia mundial, a empresa tem sido pressionada ¿ e questionada ¿ a demonstrar que seu trabalho tem impactos positivos para a agricultura. Essa realidade trouxe a necessidade de refletir sobre a missão dos institutos públicos de pesquisa agrícola, sobre o papel e o alcance da transferência de tecnologia para garantir que os resultados da pesquisa alcancem seus potenciais beneficiários. A tese se situa neste contexto e teve como objetivo geral investigar os fatores condicionantes, exógenos e endógenos à Embrapa, que contribuem ou inibem a transferência de suas tecnologias para a agricultura brasileira. Os procedimentos metodológicos utilizados foram a revisão bibliográfica do marco teórico neo-schumpeteriano, consulta documental de políticas da Embrapa, análise de dados de Censo Agropecuário e entrevistas com 57 especialistas em inovação agrícola, transferência de tecnologia e agroinformática, de organizações públicas e privadas, nacionais e internacionais. Os resultados apontam para um conjunto de condicionantes externos, que influenciam internamente na empresa, como a falta da definição no País do papel da C&T enquanto indutora de desenvolvimento econômico e social; a dinâmica da ciência, cada vez mais baseada em redes colaborativas; a hierarquia de comando de cadeias produtivas agrícolas que interfere na decisão da tecnologia a ser adotada; a subordinação do agricultor às estruturas das cadeias produtivas; o fortalecimento da iniciativa privada na pesquisa agrícola e o deslocamento da pesquisa pública; a visão dicotômica ¿ agricultura familiar e empresarial ¿ que permeia políticas públicas; a heterogeneidade produtiva, de infraestrutura e socioeconômica dos agricultores; a elevada taxa de analfabetismo no meio rural; o alto grau de aversão ao risco do produtor rural na aquisição de nova tecnologia; a ausência de assistência técnica e extensão rural; a dualidade política de ministérios ligados ao mundo rural; a alta rotatividade de dirigentes da agricultura que reflete na indefinição de uma política agrícola de longo prazo. Os resultados indicam como condicionantes internos à Embrapa a sua estrutura organizacional fragmentada e rígida; a prevalência da visão linear que dificulta a visão sistêmica e de complementaridade; o planejamento estratégico esporádico; o sistema de inteligência que carece de pluralidade; a trajetória institucional da empresa que necessita ser alinhada ao contexto das mudanças da agricultura; a pouca autonomia das unidades descentralizadas; as dificuldades em celebrar parcerias com a iniciativa privada; a comunicação social pouco direcionada ao mercado; a valorização da produção científica em detrimento da tecnológica e o modelo mental de que o trabalho da pesquisa termina na publicação. As conclusões assinalam a necessidade da Embrapa se reposicionar no sistema de ciência, tecnologia e inovação. Para tanto, a empresa necessita operar com competências que vão além da pesquisa, intensificar suas interações com instituições que detém competências de mercado não associadas apenas à C&T e à P&D e engendrar um modelo organizacional sistêmico e horizontal que se reflita numa governança transversal da pesquisa

Abstract: The contribution of the Brazilian Agricultural Research Corporation (Embrapa) to the development of production and agricultural productivity in Brazil is well known and undeniable. In recent year doubts have been raised regarding the company current contribution to Brazilian rural producers, notably to small family farmers. Moreover, in the wake of deep structural changes in agricultural markets, the company has been under pressure to deliver positive results to the immediate benefit of Brazilian agriculture. This reality has brought the need to reflect about the mission of public agricultural research institutes and particularly on the role and scope of technology transfer to ensure research results reach its potential beneficiaries. The thesis deals with this issue and aimed to investigate the factors, endogenous and exogenous to Embrapa, which conditions, either contributing to or inhibiting, the transfer of its technologies for Brazilian agriculture. The methodological procedures used were: literature review of the neo-Schumpeterian theoretical framework, review of Embrapa¿s policy documents, Agricultural Census data analysis as well interviews with fifty seven experts in agricultural innovation, technology transfer and agro informatics, public and private, national and international organizations. Some exogenous factors are endogeneized and do exert influence on Embrapa¿s activities: the dubious role of S & T in the country development strategy; production of science increasingly based on collaborative networks; role of agricultural production chains on producer¿s decisions regarding adoption of alternative technology; subordination of farmers to supply chains¿ strategies; strengthening of private enterprises in agricultural research and displacement of public research; polarization of public policies between family and commercial agriculture; heterogeneity of Brazilian agriculture regarding production, infrastructure and socioeconomic indicators; high rate of illiteracy in rural areas; high degree of risk aversion of farmers; lack of technical assistance and rural extension services; political division between two ministries linked to the rural sector; high turnover of agricultural Ministers which reflects on the uncertainty of a long-term agricultural policy. The results point to a set of endogenous factors, such as Embrapa¿s fragmented and rigid organizational structure; prevalence of a linear view regarding that difficults the systemic vision and complementarity; sporadic strategic planning; lacking of plurality in the intelligence system; institutional trajectory of the company; limited autonomy of decentralized units; difficulties in establishing partnerships with private enterprises; limited focus of social communication targeted to markets; emphasis on scientific results rather than on technology itself technological and mental model which favors research and publications rather than its technological products. The results indicate the need for a repositioning of Embrapa in the system of science, technology and innovation. Therefore, the company must go beyond research, and enhance its interactions with institutions which have market skills and reorganize to a new systemic organizational model that reflects a cross-cutting governance research
Subject: Inovações tecnológicas
Agricultura
Transferência de tecnologia
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2015
Appears in Collections:IE - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Mendes_CassiaIsabelCosta_D.pdf6.13 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.