Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/286440
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: A trajetória da Sociedade Amante da Instrução : entre o pragmatismo e o humanismo da elite imperial (1829 - 1876)
Title Alternative: The trajectory of the Sociedade Amante de Instrução : between pragmatism and humanism of the imperial elite (1829 - 1876)
Author: Rangel, Ronaldo Raemy, 1958-
Advisor: Gonçalves, Jose Ricardo Barbosa, 1953-
Abstract: Resumo: O presente trabalho tem como objetivo discutir o papel de um grupo específico das elites no Império, segmento que sem dúvida pertencia ao grupo hegemônico do país, mas que dele se destacava por sua instrução, nível cultural e, principalmente, por seu contato frequente com o mundo já desenvolvido nos moldes da revolução industrial. Por um lado tal segmento, como parte da elite econômica, atuou de forma pragmática na direção da criação de um Estado que se tornasse um ator privilegiado e que atendesse aos interesses dos produtores envolvidos com o modelo escravocrata¿agrário¿exportador e, por outro, adotou uma visão humanista que se vinculava a sua compreensão sobre as transformações em sociedades que desfrutavam de ganhos advindos da revolução industrial, mas que viam emergir novas relações sociais. Assim, o segmento da elite estudado, independente da esfera do Estado, buscou discutir questões relevantes para os seus interesses e o fez pela aproximação a instituições privadas de caráter não confessional através das quais puderam generalizar suas ideias, quer fosse entre seus próprios membros (já que entendiam como necessário que estivessem eles próprios organizados como atores coletivos) quer com o conjunto de homens livres, que não derivassem do grupo hegemônico. Uma das associações escolhidas por esse segmento foi a Sociedade Amante da Instrução que é usada como guia do trabalho

Abstract: This work intends to discuss the role of a specific group of elites in the Empire, a segment which belonged to the hegemonic group in the country, but it stood out for their education, cultural level, and especially for his frequent contact with the developed world after the industrial revolution. As part of the economic elite, acted pragmatically to create a State to become a privileged actor and would meet the interests of producers involved with model slave agrarian export, and, secondly, adopted a humanistic vision that was linked to transformations in societies that enjoyed gains from the industrial revolution, but they saw emerging new social relations. The segment of elite studied, regardless of the sphere of the State, sought to discuss issues relevant to their interests and made the approach to private institutions (non-confessional) through which could generalize their ideas, whether it were among their own members (as understood that they needed to be organized as collective actors) or among free men, that were not derived from the hegemonic group. One of the associations chosen by this segment was the Sociedade Amante da Instrução which is used to guide the work
Subject: Imperial Sociedade Amante da Instrução
Elite (Ciencias sociais) - Brasil
Revolução industrial
História econômica
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2013
Appears in Collections:IE - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Rangel_RonaldoRaemy_D.pdf1.96 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.