Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/286406
Type: TESE
Title: A questão salarial revisitada : exército industrial de reserva e heterogeneidade estrutural
Title Alternative: The wage question revisited : industrial reserve army and structural heterogeneity
Author: Zullo, Gustavo José Danieli, 1985-
Advisor: Campos, Fábio Antonio de, 1975-
Abstract: Resumo: O objetivo desta dissertação consiste em evidenciar que a economia brasileira está estruturalmente baseada em um baixo padrão de remuneração. Inicialmente amparados pela discussão sobre a marginalidade social, quando no primeiro capítulo fazemos um breve balanço do debate travado nos anos 1970 sobre suas origens econômicas, buscamos sintetizar as diferentes posições sobre os efeitos que a dominação do capital monopolista exerceu sobre o mercado de trabalho. Desse debate surgem duas concepções distintas e que, consequentemente, redundam em metodologias diferentes para quantificar a heterogeneidade que é própria de economias dependentes e de origem colonial, como a brasileira. A primeira dessas, que examinamos analiticamente no segundo capítulo, distingue as formas de trabalho em duas categorias: formal e informal. Sobre essa abordagem, antes de salientarmos de forma direta as deficiências inerentes a tal classificação, destacamos que alguns de seus pressupostos não estavam balizados pela formação econômico-social do país. Pensada dentro de um arcabouço teórico que julgava que o desenvolvimento capitalista brasileiro seria suficiente para homogeneizar as estruturas econômicas e sociais, essa concepção subestima a dependência como uma força que delimita as potencialidades nacionais. Por outro lado, no terceiro capítulo, nos valemos de uma metodologia que, desagregando os ocupados entre empregados e subempregados, enfatiza mais fortemente as interações entre as estruturas agrária e urbana. Mais especificamente, analisamos a repercussão do processo de urbanização ocorrido em meados do século XX sobre o mercado de trabalho nos últimos trinta anos, período em que a heterogeneidade estrutural, ainda que sob novas formas, é reafirmada como singularidade nacional

Abstract: The aim of this work is to emphasize that the Brazilian economy is structurally based on a low standard of remuneration. Initially supported by the discussion about social marginality, when in the first chapter we give a brief assessment of the debate of the 70¿s on their economic backgrounds, we seek to synthesize the different positions on the effects that the domination of monopoly capital had on the labor market. This debate arises two distinct conceptions and therefore, originates different methodologies to quantify the heterogeneity that is typical of dependent economies and with colonial origins such as the Brazilian. The first of these, we examine analytically in the second chapter, we distinguish the forms of work into two categories: formal and informal. On this approach before we emphasize directly the inherent shortcomings of this classification, we point out that some of their assumptions were not justified by the socioeconomic structure of the country. Conceived within a theoretical framework that thought the capitalist development was enough to homogenize the economic and social structures, this conception underestimates the dependence as a force that delimits the national potential. On the other hand, in the third chapter, where we make use of a methodology that disaggregates the occupied labor force between employees and underemployed, we more strongly emphasize the interactions between agrarian and urban structures. More specifically, we analyze the impact of the urbanization process occurred in the mid-twentieth century on the labor market over the past thirty years, a period in which the structural heterogeneity, albeit in new forms, is reaffirmed as national singularity
Subject: Mercado de trabalho
Subemprego
Desenvolvimento e subdesenvolvimento
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2014
Appears in Collections:IE - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Zullo_GustavoJoseDanieli_M.pdf1.32 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.