Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/286222
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Domando as aguas : salubridade e ocupação do espaço na cidade de São Paulo, 1875-1930
Title Alternative: Taming the waters: salubriousiness and space occupation in São Paulo city, 1875-1930
Author: Santos, Fabio Alexandre dos
Advisor: Costa, Wilma Peres, 1952-
Abstract: Resumo: O objetivo é conhecer o processo de ocupação do espaço urbano da cidade de São Paulo por meio da apreensão dos serviços e obras destinadas à instauração da salubridade no tecido citadino, tomando como elemento norteador as águas que a atravessam. Se num primeiro momento as águas foram essenciais à ocupação da área que viria a se transformar na cidade de São Paulo, com o adensamento populacional ¿ especialmente a partir do terceiro quartel do século XIX, devido à riqueza advinda da formação do complexo econômico cafeeiro em São Paulo ¿, elas gradativamente passaram a obstar a expansão física da capital paulista e foram tomadas com um agente disseminador de insalubridade, ainda mais quando associada ao fato de receberem cada vez mais descargas residuais (domésticas e industriais) como reflexo da urbanização em curso. Neste quadro, questões ligadas aos problemas de limpeza urbana, retificações e canalizações de rios, moradia, carência nos serviços de água e esgoto, valorização e especulação imobiliária, entre outras, se convergem, pois permitem visualizar as pretensões ¿modernizantes¿ e ¿civilizatórias¿ colocadas em prática pelas elites na cidade ¿ que incluíam o combate à sujeira, física e moral ¿, agregadas aos interesses imobiliários privados que se consolidavam na urbe, especialmente ao final da década de 1920 e que, contraditoriamente, também colocava à cidade uma enorme gama de problemas que o adensamento urbano instaurava

Abstract: The aim of this work is to know the process of the urban space occupation in São Paulo city by means of understanding the services and works intended for the establishment of the salubriousness in the urban soil, taking the waters that cross it as the guiding element. If at a first moment the waters were essential to the occupation of the area that would become the city of São Paulo, with the population densification ¿ specially from the third quarter of the XIX century, due to the richness that came from the formation of the coffee economic complex in São Paulo ¿ gradually they started to obstruct the physical expansion of the state capital and were taken as an insalubrities disseminator, mainly when linked to the fact of getting more and more residual discharges (domestic and industrial) as a result of the urbanization. In this scene questions linked to problems of urban cleaning, rivers adjustment and canalization, dwelling, lack of services in water and drain, real estate valorization and speculation, among others, converge, for they allow to visualize the ¿modernizing¿ and ¿civilizating¿ pretensions put into practice for the elite in town ¿ that included the combat to dirt, physical and moral ¿ aggregated to private real estate interests which consolidated in the urbe, specially at the end of the 1920 decade and that, inconsistently, brought to the city a big range of problems that the urban densification established.
Subject: Urbanização
Água
Especulação
Obras públicas
Modernização
São Paulo (SP)
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2006
Appears in Collections:IE - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Santos_FabioAlexandredos_D.pdf5.58 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.