Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/286214
Type: TESE
Title: Porque a economia não é uma ciência evolucionária : uma hipótese antropológica a respeito das origens cristãs do Homo Economicus
Title Alternative: Because economics is not an evolutionary science : an anthropological hypothesis about the christian origins of Homo Economicus
Author: Luz, Manuel Ramon Souza, 1980-
Advisor: Fracalanza, Paulo Sergio, 1968-
Abstract: Resumo: Inspirada pelos escritos do antropólogo francês Louis Dumont, a Tese apresenta uma interpretação inovadora para compreender a gênese da ideia de indivíduo econômico. O trabalho procura mostrar como a ideia de indivíduo, que nas ciências econômicas adquiriu o rótulo de Homo Economicus, pode ser entendida como o resultado do avanço e da hegemonia da doutrina cristã no pensamento ocidental. Buscando complementar outras interpretações acerca da construção da ideia de indivíduo na economia, o trabalho se centra na compreensão dos meios pelos quais a "noção de pessoa" ocidental foi sendo elaborada, explicitando sua referência cristã e, no mesmo sentido, mostrando como o indivíduo das elaborações econômicas, especialmente aquele da teorização neoclássica, pode ser entendido como uma manifestação desta referência religiosa. O trabalho mostra que a concepção de indivíduo não é mera constatação objetiva, acessível pela razão, como a economia neoclássica assume. Pelo contrário, a visão econômica e ocidental de indivíduo é entendida aqui como resultado de um hábito de pensamento estritamente religioso

Abstract: Inspired by the writings of the French anthropologist Louis Dumont the Thesis presents an innovative interpretation to understand the genesis of the idea of the individual. The work seeks to show that the idea of the individual, which economics coined with the label of Homo Economicus, might be understood as the result of the advance and hegemony of Christian doctrine in Western thought. In order to complement other interpretations about the construction of the idea of the individual in economics, this work focuses specially on the understanding of the ways by which the western "notion of person" was elaborated. It explains the emergence of a Christian orientation and at the same time shows how the individual from economic elaborations, especially the one of neoclassical theory can be understood as a manifestation of this religious reference. The work clarifies that the conception of the individual is not objective and accessible by reason as neoclassical economics and western thought in general assumes. Rather, the economic vision of the individual is understood here as a result of a strictly religious habit of thought
Subject: Homem econômico
Cristianismo
Economia
Individualismo
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2013
Appears in Collections:IE - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Luz_ManuelRamonSouza_D.pdf1.87 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.